em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

Salsa: conheça os 5 principais benefícios para a saúde do organismo

Conheça os benefícios da salsa para a sua saúde e entenda como ela age no seu corpo

salsa
Crédito: Freepik

A salsa (ou salsinha) é uma hortaliça cultivada no país, tendo o nome científico de Petroselinum crispum. Tem origem na região que abrange o sul de Itália, Argélia e Tunísia. O seu uso é um sucesso, tanto na culinária, quanto para remédios naturais (medicinal) no Brasil.

Em sua composição nutricional, você encontra a cada 100 gramas: 3,3 gramas de fibras, com 0,79 gramas de gordura e 2,97 gramas de proteína.

Supre 53% da necessidade diária (nd) de vitamina A, seno 47% de betacaroteno e o resto de luteína e zeaxantina. Supre também 38% do ácido fólico, 160% da vitamina C e 1.562% de vitamina K!

Contém 138 mg de cálcio, 6.2 mg de ferro, 50 mg de magnésio, 554 mg de potássio e 1,07 mg de zinco, demonstrando ser um poderoso alimento, além de remédio natural para muitos males.

Benefícios da salsa para a saúde

A salsinha é rica em vitaminas e minerais, e seu suco conta com um elevado teor de potássio e manganês. Pode ser utilizada para tratar diversas doenças, como o seu famoso chá de salsa para infecção urinária e muitos outros.

1. Ácido fólico

salsa
Crédito: Qnoadelivery

Os benefícios do ácido fólico vão muito além do combate à anemia. É importante também para reforçar a fertilidade masculina e feminina e ajudar a evitar problemas cardiovasculares.

Além disso, diminui o risco de se desenvolver Alzheimer, controlando também a pressão arterial e a quantidade de insulina.  Ajuda a manter unhas e cabelos mais fortes. Se ingerido antes e durante a gravidez, ajuda a evitar má formação cerebral e vertebral.

Conheça a lista dos alimentos ricos em ácido fólico 

2. Vitamina C

Tomar um bom copo de suco com salsa ajuda na dose necessária de vitamina C de um dia, aliado às frutas corretas. Essa vitamina participa da formação do colágeno, presente em ossos, cartilagens, tendões e é claro, na pele.

Além disso, é um poderoso antioxidante e desintoxicante, mantendo sua saúde a nível celular, participando também da síntese de hormônios e neurotransmissores. Ajuda também na absorção do ferro no organismo, ressaltando assim o poder da salsa para tratar anemia.

Ajuda a proteger o coração e a aumentar a imunidade, ativando as glândulas supra renais, o que a faz excelente para tratar infecção urinária, principalmente quando combinada com sua ação desintoxicante.

3. Retinol

O retinol, derivado da vitamina A, que é uma vitamina lipossolúvel, fundamental para o funcionamento do seu corpo. Ela é responsável pela saúde e diferenciação celular, atuando no processamento das proteínas.

Além disso, fortalece a visão, ossos e dentes, além de deixar a pele mais saudável e bonita. O sistema imunológico também é beneficiado, assim como o trato reprodutor e o cabelo.

4. Luteolina

salsa
Crédito: Ciclo Vivo

Um dos mais poderosos flavonoides, a luteolina é um antioxidante, antiviral e anti-inflamatório poderoso, tendo inclusive a capacidade de reduzir a ramificação em tumores malignos.

Além disso, combate bactérias, reduzindo inflamações crônicas e agudas, inclusive a colite, que é a inflamação no cólon, parte final do intestino, antes do reto. Ajuda a combater o envelhecimento precoce, e deixa o sistema cardiovascular mais saudável.

O cérebro também é favorecido, reduzindo inflamações e estimulando a memória, aumentando a aprendizagem espacial e reduzindo problemas cognitivos. Reduz as chances de se desenvolver a catarata, dada a redução do dano oxidativo.

Para o que serve e como fazer chá de salsa

5. Apiol

O apiol deve ser visto com cautela, pois apesar de ser benéfico para a saúde em geral, é altamente abortivo. Por isso, gestantes devem evitar o consumo de salsa, pois estimula a contração muscular.

E é exatamente esse estímulo à contração muscular que torna a salsa um excelente alimento para ser consumido antes de realizar atividades físicas mais intensas, reduzindo o esforço e economizando energia. Isso também favorece pessoas que sofrem com prisão de ventre, facilitando os movimentos intestinais.

É também o apiol que ajuda no tratamento dos problemas no sistema renal, fazendo ddesta um excelente remédio para infecção urinária e eliminação de pedras nos rins. Ela tem também ação antineurálgica, aliviando a dor intensa que ocorre em quem sofre com a doença.

Lembre-se que cada organismo funciona de forma única e a automedicação pode não ser o caminho mais adequado. Dessa forma, somente use medicamentos, mesmo que naturais, com a autorização do seu médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

alho como antibiótico natural

Como usar o alho como antibiótico natural: informações e receitas

Como ter qualidade de vida na terceira idade