em

Chá de marcela: benefícios e como preparar

Benefícios do chá de marcela e como preparar e consumir
chá de marcela
Crédito: Wikimedia Commons

Segundo o estudo realizado na UNICAMP, a marcela é uma “planta medicinal nativa muito utilizada no país para a preparação de chá com propriedades digestivas e antiespasmódicas, entre outras”. Fazer o chá de marcela é mais fácil e traz mais benefícios para a saúde do que você imagina.

Também chamada de macela, essa planta está entrando para a lista de plantas medicinais formulada pelo Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Ministério da Saúde. Isso é importante, pois os medicamentos fitoterápicos desenvolvidos com plantas dessa lista têm o registro facilitado, ampliando assim a demanda de produtos saudáveis.

Com o nome científico Achyrocline satureioides e muitos nomes populares, como macelinha e outros, ela é símbolo do Rio Grande do Sul, dada a sua utilização e importância no local. É cercada de religiosidade, devendo ser colhida durante a Semana Santa, para fazer medicamentos, pois estão com suas funções terapêuticas potencializadas. Se possível, no início da manhã da Sexta-feira da Paixão.

Para que serve o chá de marcela?

chá de marcela para que serve
Crédito: Umbanda Blog

O chá é utilizado melhorar a saúde, mas a macela também funciona na aromaterapia. De acordo com o estudo, as flores da macelinha também são muito empregadas no enchimento de travesseiros e almofadas. Acredita-se que seu cheiro tem propriedades calmante, principalmente nas crianças.

Ela contém flavonoides, saponinas, tanino e ésteres, resultando em um poderoso óleo essencial, podendo ser usado também como chá. Outro estudo publicado na Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade aponta as seguintes propriedades do chá de marcela.

1. Problemas gastrointestinais

Por ter forte poder antidispéptico, o chá de marcela ajuda a aliviar a dor, sensação de queimação, refluxo e sintomas similares, colaborando para melhorar a saúde do trato gastrointestinal.

Auxiliado pela presença do tanino e outros elementos, ajuda a combater também as cólicas intestinais, intestino solto, gases, gastrite, falta de apetite, colite, salmonela e até vermes.

2. Antigripal

Com grande poder anti-inflamatório, antiviral e antibiótico, essa erva é uma poderosa aliada no combate a gripes e resfriados, ajudando a reduzir os sintomas, além de fortalecer o sistema imunológico.

Alivia a tosse seca e carregada, asma, bronquite, chiado no peito, além de alergias no trato respiratório superior, como a rinite e outras inflamações, como a sinusite. Seu efeito vasodilatador natural ajuda a respirar melhor durante as crises alérgicas ou gripes.

3. Calmante e analgésico

O consumo do chá ajuda a relaxar e soltar a musculatura lisa, tendo assim um forte poder calmante e analgésico. Quando somado à sua capacidade anti-inflamatória, fica ainda mais eficaz devido a presença dos flavonoides.

Suas flores são normalmente utilizadas em travesseiros para bebês, a fim de acalmar e melhorar o sono, efeito percebido também com o consumo, mais seguro para crianças a partir de 2 anos.

4. Limpeza do fígado

O chá de marcela ajuda a limpar o organismo, tendo também ação anti-hepatotóxica, devido a presença do flavonoide, o que o torna excelente para evitar e tratar problemas no fígado. Os taninos também ajudam a eliminar os metais pesados do sangue, ajudando assim na saúde.

Também as saponinas ajudam, reduzindo o ataque às células saudáveis, eliminando os radicais livres e mantendo o fígado mais protegido, com menor carga de trabalho. A junção desses três elementos faz da marcela uma poderosa aliada para a saúde do fígado.

5. Antiespasmódico

Além de ser calmante e analgésico, ele é também antiespasmódico, ajudando assim a melhorar a cólica menstrual ou outros tipos, sendo ideal para se ter em casas, nos momentos de crise, quando a dor aparece e você ainda não sabe do que se trata.

Pode ser utilizado como chá para ingestão, aliviando os espasmos ou localmente, com uma compressa quente, preparado mais forte do que o de ingestão, para que se tenha uma absorção mais efetiva.

Como fazer

chá de marcela como fazer
Crédito: Wikimedia Commons

Para fazer é muito simples, sendo também fácil de encontrar suas flores desidratadas, tanto em farmácias e lojas de produtos naturais, como no supermercado, já em sachês prontos para utilização. Veja como prepará-lo em casa.

Ingredientes

Flores de marcela desidratadas: 1 colher (sopa) ou 2 sachês;
Água: 300 ml.

Modo de preparo

  1. Aqueça a água até que entre em ponto de ebulição;
  2. Assim que começar a borbulhar, adicione a macela e desligue o fogo;
  3. Tampe a panela e deixa abafado até amornar;
  4. Coe, se necessário e beba sem adoçar.

Se quiser fazer o chá para usar em forma de compressa, dobre a quantidade de macela e use ainda quente, de forma que não venha a se queimar.

Como e quando tomar

Você deve consumir o chá sem açúcar, para otimizar seu funcionamento. Não tem nenhuma indicação para que seja tomado morno, frio ou gelado, então se quiser adicionar gelo, tudo bem.

Beba preferencialmente depois das refeições menores e não junto das principais, como almoço e jantar, pois ele pode reduzir a absorção de ferro.

Contraindicações e cuidados a ter

Normalmente o chá é bem aceito e não tem nenhuma interação medicamentosa. Porém, diabéticos que utilizam medicamentos e pessoas com hipoglicemia devem evitar o seu uso ou consumir somente diante de indicação médica, pois ele diminui o açúcar no sangue.

Ele também tem um antinutritivo, que se prende ao ferro e o elimina do organismo, reduzindo assim a taxa desse importante mineral no sangue, devendo ser então evitado por pessoas com anemia e similares, bem como ser tomado longe das principais refeições.

Lembre-se de que as dicas têm caráter informativo, mas toda mudança na dieta e na rotina, mesmo que natural, deve ser recomendada pelo seu médico ou nutricionista de confiança.

sequilhos de leite condensado
5 Receitas de sequilhos de leite condensado para relembrar a infância
tirar cheiro de cigarro do carro
Como tirar cheiro de cigarro do carro? 7 estratégias eficazes