em

Compressa quente: em quais situações fazer?

Diferentes tipos de dores podem ser aliviadas com uma simples compressa quente. Veja as sugestões de como fazer em casa.
compressa quente

Quando existe alguma dor persistente ou ferimento no corpo, uma das formas de ajudar a aliviar e tratar o problema é fazendo compressa quente ou fria, ou seja, colocando uma fonte de calor ou gelada em contato com o local afetado. Qual delas escolher, vai depender do motivo.

Enquanto a compressa fria é recomendada para evitar o inchaço e aliviar a dor de lesões, contusões, traumas ou entorses, a compressa quente vai ajudar a relaxar os músculos, aliviar dor, a tensão muscular, dilatar os vasos sanguíneos, trazer relaxamento e melhora nos movimentos.

Pode ser utilizada em casos de furúnculo, cólica, torcicolo, dores nas articulações e dor na coluna.

No caso de uma lesão, contusão, trauma ou entorse, só após 48h de compressa fria é que inicia-se o uso de compressa quente.

Como fazer uma compressa quente?

Você pode preparar uma compressa quente de diferentes formas, dependendo do que tiver disponível em casa, ou mesmo comprando uma bolsinha de gel na farmácia e aquecendo no micro-ondas, conforme a indicação da embalagem. Veja algumas sugestões caseiras:

Compressa de grãos

Nessa sugestão não vai precisar utilizar água, apenas algum tipo de grão que tiver em casa.

Materiais

  • Meia limpa;
  • Grãos de arroz, aveia ou feijão crus;
  • Barbante.

Modo de fazer

1. Encha a meia com os grãos, mas não completamente ou ela ficará dura, impedindo que se molde ao local que deseja aplicar.

2. Se quiser, pode aproveitar para transformar em uma compressa natural utilizando ervas de hortelã, lavanda ou camomila para liberar um aroma calmante.

3. Feche bem com o barbante e leve ao micro-ondas para aquecer por 30 segundos e confira se está bem quente, mas não tanto a ponto de queimar a pele. Deve estar em temperatura agradável.

4. Mantenha a compressa quente sobre o local da dor por 15 a 20 minutos (é possível que ela esfrie antes disso). Repita por 3 a 4 vezes ao longo do dia.

Compressa de vapor

Nesta opção você vai usar água, mas o pano molhado ficará dentro de um saco, então também não terá contato com a pele.

Materiais

  • Toalha de rosto limpa;
  • Saco plástico com fecho para lacrar;
  • Água.

Modo de fazer

1. Encharque a toalha com bastante água da torneira.

2. Sem torcer, coloque a dobrada dentro do saco plástico, sem lacrar ainda.

3. Coloque o plástico com a toalha no micro-ondas e aqueça por 30 segundos a 1 minuto, retire para ver se está quente (suportável para a pele) e coloque mais um pouco se necessário.

4. Se não quiser usar o micro-ondas, encharque a toalha diretamente com água quente e depois coloque no plástico.

5. Em ambos os casos, cuidado para não se queimar. Feche o saco, envolva em outra toalha mais fina e aplique a compressa sobre a região com dor durante 15 a 20 minutos e repita o processo de 3 a 4 vezes ao dia.

Se preferir compressa úmida é só não usar o saco plástico e aplicar a toalha com água quente da chaleira diretamente na pele. Lembre-se que a temperatura deverá estar confortável.

Exposição ao vapor

Se estiver com dores em mais partes do corpo, pode experimentar uma “sauna” caseira. Ligue o chuveiro, deixe o banheiro fechado para formar vapor.

Leve uma cadeira, retire a roupa e fique no ambiente com vapor durante alguns minutos. Se sentir desconforto para respirar, saia do ambiente enrolado em um roupão para não ter risco de choque térmico caso seja inverno. Um banho quente também funciona.

Dica: Cuidados com a compressa quente
  • No caso de ficar exposto ao vapor, lembre-se que é necessário hidratar o corpo, pois irá suar e precisará repor o líquido;
  • Não faça compressas quentes antes de consultar um médico caso seja gestante, tenha diabetes ou problemas de circulação.
  • Crianças e bebês não devem receber compressa quente, a menos que recomendado pelo médico.
  • Não mantenha a compressa sobre a pele por mais de 20 minutos seguidos.

Independentemente do tipo ou motivo de dor, inchaço ou qualquer que seja o sintoma, procurar um médico é fundamental para ter o diagnóstico e tratamento corretos.

Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
perigos micro-ondas
5 alimentos que não devem ir ao micro-ondas
compressa fria
Compressa de gelo: para que serve e quando fazer?