em

Conheça os benefícios do cloreto de magnésio na menopausa

Conheça os principais benefícios de manter a dosagem correta de cloreto de magnésio no organismo
cloreto de magnésio na menopausa
Crédito: Freepik

O magnésio é um dos importantes minerais que atua na manutenção da saúde, mas algumas pessoas sofrem com deficiência dele no organismo, em especial a partir dos 50 anos. É por isso que vale a pena conhecer os benefícios do cloreto de magnésio na menopausa.

Além disso, cloreto de magnésio é um composto químico à base de cloro e magnésio com utilidades diversas. Ele é usado na culinária, tem função terapêutica e também participa de processos industriais, compondo alimentos com a sua função anticongelante.

Veja também: melhores alimentos para a menopausa

Cloreto de magnésio é bom para menopausa?

usar cloreto de magnésio na menopausa faz bem
Crédito: Divulgação

O cloreto de magnésio, quando utilizado conforme as orientações do médico, é seguro para a saúde e serve como suplemento para pessoas que sofrem com a dificuldade de absorção desse nutriente.

Um dos grupos de pessoas que passam por esse problema são as mulheres na menopausa, pois com a chegada da idade, o corpo vai reduzindo sua absorção de nutrientes diversos.

O cloreto de magnésio na menopausa é importante, pois esse mineral interfere na saúde dos nervos, ossos, músculos, de funções cerebrais e cardíacas, todas alteradas durante a fase da menopausa.

Logo, fazer a suplementação desse nutriente ajuda a manter os sintomas da menopausa controlados, pois vai contribuir para o funcionamento normal do corpo, junto de outros cuidados diários recomendados pelo ginecologista. Essa suplementação contribui de várias formas:

  • Equilibra o pH do sangue;
  • Previne lesões, cãibas e fadiga;
  • Purifica o sangue;
  • Reduz as crises de enxaqueca;
  • Melhora as funções hepáticas;
  • Contribui no controle de sintomas de depressão e ansiedade;
  • Ajuda a prevenir a osteoporose;
  • Fortalece o sistema imunológico.

Como e quando tomar?

Como cada organismo é único, não existe uma dosagem padrão para todas as pessoas. O que deve fazer para usar cloreto de magnésio na menopausa é consultar o ginecologista. O médico irá dizer se você realmente necessita dessa suplementação e, caso precise mesmo, ele irá orientar sobre a quantidade e a frequência que deve tomar.

Porém, de modo geral, apenas para que tenha uma ideia, a quantidade diária recomendada para pessoas de 14 a 70 anos idade é de 260 mg. Ele é consumido via oral e o ideal é tomar uma dose junto com uma das refeições principais para evitar que ele cause efeitos colaterais no aparelho digestivo, como diarreia e dor de estômago.

Pode ser encontrado em cápsulas ou também em líquido para misturar com água para as pessoas que têm dificuldade de engolir as cápsulas. Nesse caso, deve-se ter uma atenção ainda maior quanto a dosagem para não errar e acabar consumindo em excesso. Há versões em pó fora das cápsulas que também podem ser diluídas em água.

Como essa substância é bastante amarga, o recomendado é ir tomando junto com uma refeição ou tomar tudo de uma vez, rapidinho.

Outro cuidado que o médico irá alertar é que o cloreto de magnésio é melhor absorvido quando existe um controle na ingestão de vitamina D, vitamina K2 e cálcio, então a rotina alimentar deve prever o consumo desses nutrientes diariamente para que o cloreto faça o efeito desejado.

Outros benefícios do cloreto de magnésio

benefícios do cloreto de magnésio à saúde
Crédito: Freepik

Além do cloreto de magnésio na menopausa ser recomendado, as principais causas para a necessidade de suplementação desse componente estão relacionadas a doenças, uso de antibióticos e outros fatores que vai ver a seguir:

Tratamento de diabetes

É comum que nas pessoas com diabetes o magnésio seja eliminado pelo acúmulo de glicose no sangue, então a suplementação se faz necessária, já que esse mineral atua na metabolização do açúcar e na produção de insulina.

Alívio dos sintomas da TPM

Não é apenas na fase na menopausa que a suplementação com cloreto de magnésio é útil. Todas as mulheres que sofrem com os sintomas da TPM podem se beneficiar, se o médico achar viável.

Como esse composto químico estimula a regulação hormonal, ele ajuda a controlar as dores de cólica e de cabeça, além de aliviar o estresse e o mal estar geral.

Melhora a saúde dos ossos e dentes

O cálcio é um dos minerais que participa da formação dos ossos e dentes. O magnésio atua na saída e na entrada de cálcio e também trabalha na ativação da vitamina D, essencial para que ocorra a correta absorção do cálcio.

Melhora da saúde cardiovascular

O magnésio ajuda a equilibrar a pressão arterial, o ritmo cardíaco e o colesterol. Sendo assim, manter os níveis adequados de cloreto de magnésio no organismo é uma forma de prevenir doenças como derrame, infarto, aterosclerose, pressão alta, arritmia e colesterol alto.

Redução das crises de asma

Quem sofre com a asma pode se beneficiar da suplementação de cloreto de magnésio, se o médico recomendar. Esse mineral vai atuar na dilatação das estruturas pulmonares, facilitando a volta de uma respiração normal quando ocorre uma crise ou mesmo prevenindo que as crises ocorram com frequência.

Gravidez mais tranquila

Durante a gestação, o magnésio ajuda a evitar que o parto seja prematuro, previne a eclâmpsia e contribui na prevenção da paralisia cerebral do bebê que nasce com baixo peso. A gestante só deve fazer uso dessa suplementação com acompanhamento do médico.

Lembre-se que apesar dos benefícios do cloreto de magnésio na menopausa (e em outras fases) serem muitos, as dicas desse artigo não substituem a consulta ao médico. Cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado.

6 Comments Leave a Reply
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
rocambole doce
Rocambole doce: 8 receitas para servir em qualquer ocasião
receitas caseiras para clarear axilas
3 receitas caseiras para clarear axilas sem prejudicar a saúde da pele