em

5 Sintomas do colesterol alto e dicas de como equilibrá-lo

O colesterol alto é um problema silencioso. Os sintomas são sutis e podem aparecer quando o problema está agravado.
colesterol alto
Designed by Freepik

O colesterol é um tipo de álcool presente no organismo. O fígado é responsável por produzir 70% dele, enquanto os outros 30% são absorvidos de alimentos. Diferente do que muitas pessoas pensam, o colesterol não é algo ruim, muito menos é uma gordura. O problema é quando existe um excesso desse componente químico, que caracteriza o colesterol alto.

Quais os sintomas?

colesterol alto quais são os sintomas
Designed by Freepik

Os sintomas do colesterol alto precisam ser percebidos com atenção porque são discretos e podem ser confundidos com outros problemas. Então se notar mais de um deles ao mesmo tempo, procure um médico para fazer um exame de sangue. Veja quais são os principais sintomas:

1. Bolinhas de gordura na pele

Se você notou o aparecimento de pequenas bolinhas de gordura na região dos olhos, antebraços e mãos, é um sinal de que o fígado está com gordura demais acumulada. Essas bolinhas costumam aparecer em grupos e são bem definidas, podendo ter tamanhos diferentes.

2. Inchaço e sensibilidade na região abdominal

Com o excesso de gordura acumulada, o fígado e o baço aumentam de volume. Se o colesterol estiver muito alto pode ainda provocar dores abdominais e náuseas. Por isso esse é um sintoma preocupante, mostrando que o problema já está evoluído.

3. Intestino preso

Quando há colesterol alto, a gordura presa nas artérias atrapalha a passagem do sangue. Pela dificuldade do sangue em chegar na quantidade correta ao intestino para liberar os nutrientes e oxigênio, sua função pode ser dificultada.

4. Dor de cabeça

A dor de cabeça frequente também deve ser um alerta. Da mesma forma que o sangue precisa chegar ao intestino para levar nutrientes e oxigênio, ele também precisa chegar ao cérebro. Se isso não ocorre da forma que deveria, a dor de cabeça é um sinal de que o problema pode estar no excesso de gordura nas artérias.

5. Fadiga e fraqueza

Quando o fígado não está funcionando bem ou quando o sangue não consegue percorrer todo o corpo de forma adequada, a fadiga e fraqueza são comuns. Embora também possam ser sinais de outras doenças, é importante procurar um médico para definir a verdadeira causa desse cansaço aparentemente sem motivo.

Além desses sintomas a pessoa com colesterol alto também pode sentir, eventualmente:

  • Dores nas articulações;
  • Agitação;
  • Indigestão após as refeições;
  • Perda de equilíbrio;
  • Dor no peito;
  • Visão embaçada;
  • Alergia de pele;
  • Mau hálito.

Causas do colesterol alto

o que causa o colesterol alto
Designed by Freepik

O colesterol não se mistura com o sangue, por isso, para chegar às partes do corpo onde é necessário, ele se une a certas proteínas que fazem o percurso. Essa junção forma as lipoproteínas.

O colesterol é importante para várias funções do corpo. Ele está presente nas membranas das células do cérebro, dos nervos, intestino, fígado, pele, músculos e coração. É importante para a formação dos hormônios de vitamina D, dos ácidos biliares e atua para uma boa digestão dos alimentos gordurosos.

Quando um dos tipos de colesterol, o chamado LDL, está elevado, ou seja, em grande quantidade, ele dificulta sua chegada aos locais onde é necessário, além de atrapalhar a passagem do sangue. Assim, há o risco de entupimento das artérias e doenças sérias como aterosclerose, além do perigo de infarto.

Existem diferentes causas para provocar o colesterol alto. Como 30% dele é absorvido de alimentos de origem animal, em especial gema de ovo, carne gordurosa e queijos gordurosos, o excesso de consumo desses alimentos é um fator de risco. Especialmente se a pessoa leva uma vida sedentária.

Já sobre os outros 70% produzidos pelo fígado, pode ocorrer o aumento por causa do uso de determinados medicamentos, complicações de doenças, além do fator genético. Há pessoas que herdam uma maior quantidade de colesterol alto de seus pais e, se não mantiverem o tratamento adequado, correm risco de ter doenças cardiovasculares.

O tabagismo também é um fator de risco para o colesterol alto porque a química do cigarro danifica as artérias. Assim elas ficam mais suscetíveis ao acúmulo da gordura.

O abuso de álcool também é prejudicial, já que afeta o fígado, que passa a ter dificuldade em processar o excesso de colesterol.

Entre tantas mudanças que ocorrem no corpo com a chegada da menopausa nas mulheres e da andropausa nos homens, também há maior risco de aumento do colesterol. Por isso é essencial manter hábitos saudáveis nessa fase.

Por fim, pessoas com diabetes também estão mais propensas ao colesterol alto, pois suas artérias já estão mais prejudicadas com o excesso de açúcar.

Tipos de colesterol

Quando o assunto é colesterol, é comum ouvir falar nas siglas LDL e HDL, da forma como aparecem no exame de sangue. Mas há outra além dessas duas. Conheça os três tipos de colesterol, que se dividem conforme a sua densidade, considerando a proporção de gordura e proteína em cada tipo.

Colesterol LDL

O tipo LDL é um tipo de baixa densidade de proteína com alta densidade de gordura. Ele é o famoso colesterol ruim, que é o causador do colesterol alto. É considerado o vilão porque ele se aloja nas paredes das artérias e pode provocar a aterosclerose, que é o estreitamento dessas artérias, dificultando a passagem do sangue.

Assim, órgãos como coração, intestinos e cérebro não recebem a quantidade de sangue necessária para funcionarem e graves doenças podem ocorrer.

Colesterol HDL

O HLD é o tipo de alta densidade, oposto ao LDL. Essas lipoproteínas fazem a limpeza das artérias, por isso é conhecido como o colesterol bom. Quanto ele está elevado, o risco de doenças cardiovasculares é bastante reduzido.

Colesterol VLDL

Existe ainda o tipo VLDL, mais parecido com o LDL, ou seja, tem menor densidade de proteínas e maior de gordura. Se estiver alto, é prejudicial. Seu trabalho é fazer o transporte dos triglicerídeos.

Como baixar o colesterol alto?

como reduzir colesterol alto
Designed by Freepik

Conforme você viu no tópico sobre as causas do colesterol elevado, para baixá-lo, a primeira medida é melhorar os hábitos de vida. Isso incluir consultar um nutricionista para iniciar uma reeducação alimentar, em especial com menos gordura. É importante controlar a ingestão de álcool, parar de fumar e começar a praticar atividade física com frequência.

Caso tenha alguma outra doença crônica, como diabetes, deverá manter o tratamento exatamente conforme a prescrição médica para não prejudicar ainda mais as artérias e aumentar o risco do colesterol LDL subir.

Em alguns casos, além dessas mudanças, pode ser necessária a intervenção com medicamentos. É um trabalho feito com conjunto. Mas somente após avaliação médica é possível saber sobre essa necessidade.

No quesito das mudanças alimentares, alguns alimentos que devem ser cortados da alimentação são:

  • Óleos vegetais refinados (canola, palma, soja e milho);
  • Carnes gordurosas;
  • Embutidos (linguiça, salsicha, presunto, mortadela, patê);
  • Sal;
  • Açúcar industrializado;
  • Fast foods (hambúrgueres, batatas fritas, bolachas recheadas, refrigerantes, salgadinhos, temperos prontos);
  • Leite e derivados não orgânicos, pasteurizados e homogeneizados.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
água com gás
Água com gás faz mal ou bem? Aprenda tudo sobre essa bebida
colesterol bom
Colesterol bom: o que é, qual é e como aumentar?