em

Quais os sintomas e o que fazer em uma crise de ansiedade

Em primeiro lugar deve-se reconhecer a crise para então saber como reagir a ela.
crise de ansiedade
Crédito: Freepik

Entre os problemas de saúde que mais afetam as pessoas no mundo moderno estão os distúrbios da mente, como a depressão e a crise de ansiedade. Porém, embora muitas pessoas sejam afetadas, poucas compreendem a seriedade e reconhecem como um problema real.

No caso da ansiedade, há uma grande confusão entre a reação natural que o corpo tem em uma situação de forte expectativa e o que leva a crises que afetam a vida da pessoa de forma constante.

A crise de ansiedade é definida como um período em que a pessoa vive sob apreensão constante a respeito de possíveis eventos futuros. Mas ocorre de forma mais intensa e pode durar mais tempo do que um simples momento de ansiedade por causa de um evento específico.

Veja quais são os sintomas da crise de ansiedade, as causas e o que fazer se estiver nessa situação ou quiser ajudar alguém que esteja.

Quais são os sintomas?

quais são as causas crise de ansiedade
Crédito: Freepik

Uma crise de ansiedade não leva a sintomas tão sérios quanto um ataque de pânico, mas os sintomas são mais intensos do que em uma situação de ansiedade comum, considerada normal.

1. Inquietude

Por causa do excesso de pensamentos frequentes sobre problemas, a pessoa não consegue acalmar o corpo e a mente.

2. Sensação de estar no limite

A fadiga mental também afeta o corpo e a pessoa em crise se sente no limite durante esse período, como se não aguentasse mais nada e não quer mais saber de nada.

3. Dificuldade de concentração

A mente conturbada impede a pessoa de focar em outras coisas e se concentrar de forma eficiente. Os pensamentos que provocam a crise acabam interrompendo sua concentração.

4. Irritabilidade

Por causa da exaustão provocada pelos demais sintomas, naturalmente a pessoa fica constantemente irritada enquanto estiver em crise.

5. Tensão muscular

Outro sintoma que é uma consequência da inquietude física e mental é estar com os músculos sempre tensos, mesmo sem perceber.

6. Dificuldade para controlar preocupações

É como se no cérebro houvesse uma porta aberta de onde saem as preocupações e a pessoa em crise não consegue fechar essa porta para pensar em outras coisas. Quando percebe, está pensando nos problemas.

7. Problemas de sono

Durante a crise de ansiedade a tendência é ter dificuldade para começar a dormir, para se manter dormindo ou acordar se sentindo cansado.

Causas da crise de ansiedade

Os fatores que podem desencadear a maior frequência da crise de ansiedade são uma rotina muito estressante, problemas relacionados ao sono, ainda que esse seja também um sintoma, excesso de preocupação no dia a dia, insegurança, vivências traumáticas e pensamentos negativos frequentes. Quando a pessoa vive tensa por essas causas, a crise torna-se uma consequência.

O que fazer em caso de crise de ansiedade

praticar yoga para crise de ansiedade
Crédito: Pixabay

A crise de ansiedade é gradual, diferente, por exemplo, do ataque de pânico que é repentino e passa em minutos. Essa crise pode durar longos períodos e ir aumentando, então nesse tempo é necessário tomar consciência do que está acontecendo na mente. É a partir daí que sabe-se o que fazer para lidar com a crise.

1. Compreensão do problema

Ao perceber que os sintomas de uma ansiedade comum não estão indo embora e começam a afetar o dia a dia, já é um sinal de que há algo errado. Desenvolver essa percepção é fundamental. Depois é preciso compreender que é algo controlável, para isso a reflexão sobre a verdadeira importância dos pensamentos problemáticos que povoam a mente é necessária.

Nesse momento pode ser difícil organizar os pensamentos sozinho, por isso um terapeuta tem função importante. Esse profissional vai ajudar a clarear a mente da pessoa em crise para que ela retome o controle dos seus pensamentos e os sintomas comecem a aliviar.

2. Treinamento da concentração

A pessoa em crise de ansiedade vive preocupada com o que pode acontecer. Estar no momento presente é um treino que precisa ser feito para bloquear os pensamentos da crise. Também é um exercício que fica mais fácil e eficiente com a ajuda de um terapeuta.

3. Fazer anotações

Nos picos de crise toda a consciência sobre o problema pode se perder. Então, antes de chegar a esse ponto, é recomendável anotar os pontos mais importantes para ler que vai ajudar a se acalmar e a lembrar do que precisa.

4. Praticar yoga

A yoga reúne uma série de benefícios necessários para quem sofre com a crise de ansiedade. Ela ensina a respirar corretamente, a se concentrar e serve como exercício físico, que é muito recomendado para manter o equilíbrio entre o corpo e a mente. Também é um momento de relaxamento e bem-estar necessário.

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

por que gato tem medo de pepino
Por que gato tem medo de pepino? Descubra a verdade
ataque de pânico
Sintomas e o que fazer em um ataque de pânico