antibióticos
Designed by Freepik
em

Antibióticos: o que são, tipos e como tomar

Saiba tudo sobre esses medicamentos que só se pode tomar com prescrição médica.

O que todo mundo sabe é que os remédios do tipo antibióticos só podem ser tomados com prescrição médica. Não tem jeito de ir em uma farmácia e pedir um antibiótico sem receita, pois é proibido vender. Essa é a regra geral e isso faz pensar que eles são o recurso mais forte no tratamento de certas doenças.

De fato faz sentido. Mas então, para não restarem dúvidas, o melhor é compreender de uma vez por todas o que são os antibióticos, quais os tipos, para que servem, como agem no organismo, o jeito certo de tomar e os cuidados a ter. Veja tudo isso agora.

O que são antibióticos?

o que são remédios antibióticos
Designed by Freepik

Quando um médico prescreve um antibiótico a um paciente, existe o objetivo específico de eliminar algum tipo de bactéria, mas com o cuidado para que as células do corpo não sejam danificadas.

É por isso que existem os alimentos probióticos, porque também se referem às bactérias, porém àquelas que se deseja colocar no organismo, pois são benéficas. Essa é uma comparação apenas para você entender a lógica de um ser “anti” e o outro ser “pro”.

Quais são os tipos?

São muitos os tipos de remédios que agem como antibióticos, sendo que o primeiro a existir foi a penicilina, que muito provavelmente você já ouviu falar. Sua descoberta aconteceu de um jeito curioso, por isso vale a pena saber.

Em um dia quando um médico microbiologista que pesquisava um jeito de combater infecções bacterianas tirou férias e ficou um tempo ser ir ao seu laboratório, ele esqueceu de refrigerar algumas amostras de micro-organismos que estava estudando. Quando ele voltou, percebeu que essas amostras tinha sido contaminadas por mofo.

Uma dessas amostras continua um círculo em volta que estava contaminando as bactérias do mofo, e assim ele percebeu que havia descoberto uma substância bactericida, ou seja, capaz de atacar bactérias. Foi assim que nasceu o primeiro antibiótico, no ano de 1928.

Depois dela, muitos outros medicamentos foram e ainda são desenvolvidos, conforme os avanços da medicina. Cada tipo de antibiótico é feito para atacar, matar e expelir um determinado tipo de bactéria. Assim se consegue um efeito mais certeiro para cada doença. Para isso eles possuem diferentes estruturas químicas e mecanismos para atacar. Veja quais são:

Ansamicinas

A função dessas classes de antibióticos é reduzir células com tumor. Agora você pode pensar que um tumor não é feito de bactérias, e é verdade. Mas esse tipo de medicamento ataca os tumores a partir do mesmo mecanismo usado para atacar bactérias, por isso que funciona.

Um exemplo dessa classe é a herminicina, entretanto ainda não é tão comum porque necessita de mais testes para ser liberado. Uma das causas é a reação adversa de intoxicação do fígado.

Aminoglicosídeos

A neomicina é um bom exemplo de antibiótico dessa classe, que é usada para o tratamento de doenças com infecções mais graves. O que esse medicamento faz é penetrar na bactéria nociva e impedir que ela faça sua síntese de proteína que é como se mantém viva. Então ela morre.

Carbapenen

Essa classe de antibiótico é usada para prevenir que as bactérias se reproduzam, pois ele inibe que aconteça a produção da parede celular. Meropeném é um exemplo.

Carbacefem

Esse tipo de medicamento é prescrito para casos de infecções bacterianas que atacam o sistema respiratório e urinário. Um antibiótico desse tipo como exemplo é o loracarbefe.

Lincosamidas

Nesse grupo ficam os antibióticos que previnem infecções que podem acontecer depois de uma cirurgia, por exemplo. Também são usados para o tratamento de problemas com acne.

Tetraciclinas

Também feito para tratar acne, além de sífilis e clamídia, que são doenças sexualmente transmissíveis, esse grupo de medicamentos é representado pelo antibiótico que dá o seu nome, a tetraciclina.

Sulfonamidas

Se algum dia você for contaminado pela Salmonella, é esse tipo de antibiótico que o médico provavelmente irá prescrever. Mas ele também é usado para eliminar as bactérias causadoras de infecção urinária.

Quinolonas

O remédio chamado ciprofloxacino faz parte desse grupo e é bem conhecido. Ele é usado para combater gonorreia, infecção urinária, diarreia causada por bactéria, doenças de próstata também causadas por bactérias e outros problemas.

Polipeptídicos

As infecções urinárias podem ser tratadas com vários tipos de antibióticos, como você já deve ter percebido, inclusive os desse grupo. Esse tipo também é usado para o tratamento de problemas oculares onde há bactérias envolvidas, além de infecções hospitalares.

Penicilinas

Esse é o grupo dos primeiros antibióticos que são usados para muitos fins. Certamente você ouviu falar de um que faz parte do grupo, a amoxicilina.

Macrolídeos

No caso de sífilis e doença de Lyme, são os remédios desse grupo que entram em ação. Também servem para determinados casos de pneumonia. A azitromicina faz parte dessa classe.

Cefalosporinas

Esse grupo é mais complexo, pois é dividido em cinco gerações de medicamentos antibióticos. Isso porque variam quanto a eficácia de um para o outro, por isso estão sempre evoluindo. A cefalexina é parte desse grupo.

Esses são alguns exemplos que, embora sejam usados vários termos mais técnicos, é interessante ter conhecimento desses nomes para não ficar totalmente leigo quando ouvir falar no assunto. Então, continue lendo sobre para que servem os antibióticos, como funcionam e os nomes mais conhecidos, de um modo mais generalizado.

Para que servem?

utilidade dos antibióticos
Crédito: PxHere

Os antibióticos, conforme já mencionado anteriormente, servem para matar e expulsar as bactérias causadoras de doenças que estejam atacando o organismo. Sendo assim, esses medicamentos não têm efeito contra fungos e vírus. Sempre que um médico lhe prescrever um antibiótico quer dizer que você está com uma doença causada por bactéria.

O tipo vai variar, pois existem muitas, conforme você viu nos diversas classes em que esses medicamentos podem se dividir. É por causa dessa alta complexidade que o antibiótico não pode ser tomado sem receita médica. É preciso ter conhecimento técnico no assunto para saber qual tipo de remédio vai ser eficaz para cada tipo de bactéria sem acabar atacando partes sadias do organismo.

Como funcionam?

Quando as bactérias de alguma doença atacam o corpo, elas vão usar seus recursos para se alimentarem e se reproduzirem. Assim, além de enfraquecer o organismo, elas começam a se proliferar e tomar conta da região em que estão vivendo. Para piorar, essa reprodução é muito rápida.

Para se ter uma ideia, cada ciclo de reprodução de bactérias pode durar horas ou minutos e a cada novo ciclo a reprodução dobra de quantidade.

Nesse momento, quando elas estão em um número bem grande, começam a prejudicar e danificar o local onde estão “morando” dentro do corpo e é quando o sistema imunológico percebe que há algo errado. Então ele aciona o sistema de defesa, que são os anticorpos, que vão até o local e começam a atacar as bactérias a fim de eliminá-las.

Esse ataque entre anticorpos e bactérias pode durar por dias se elas forem bem resistentes. Se os anticorpos não derem conta e cederem, a pessoa não resiste. É aí que entram os antibióticos, que são o reforço do corpo para matar as bactérias que estão em grande número.

Como você viu anteriormente, tem os antibióticos que entram para matar as bactérias, os chamados bactericidas, e os que entram para impedir que elas continuem se reproduzindo, os bacteriostáticos.

Nomes dos principais antibióticos

nomes antibióticos mais comuns
Crédito: Pixabay

Já foram mencionados nomes de alguns antibióticos mais comuns, porém veja outros e para que eles servem:

Ciprofloxacino

Esse medicamento age contra bactérias da cistite, da infecção urinária, da prostatite, da gonorreia, da diarreia bacteriana, de infecções no abdômen e respiratórias.

Ampicilina

A Ampicilina serve para combater bactérias que causam infecção biliar, ginecológica, intestinal, respiratória, urinária, obstétrica, meningite bacteriana e outras.

Amoxicilina

Esse medicamento é usado para infecção urinária, sinusite, amigdalite, infecção no ouvido, vaginite e infecções respiratórias.

Cefalexina

A Cefalexina é recomenda para casos de infecção de garganta, de ouvido, urinária, da pele ou nos músculos.

Azitromicina

Outra opção com várias finalidades, esse medicamento é útil para o tratamento de infecções de ouvido, respiratórias, úlceras, furúnculos, urinária, DST´s e outras.

Tetraciclina

Por fim, antibióticos desse tipo podem combater acne e as mesmas infecções anteriores, relacionadas ao aparelho respiratório, auditivo, urinário, ginecológico e muitos outros.

Como tomar?

Não existe apenas uma forma de tomar antibióticos. Com tantas variedades e finalidades, cada um deles vai ser recomendado conforme a necessidade do paciente. Então, como só é possível conseguir um antibiótico com receita médica, a quantidade recomendada por dia e o período a tomar vai estar descrito na receita.

Efeitos secundários e cuidados a ter

efeitos colaterais antibióticos
Crédito: Pixabay

Sempre respeite a prescrição médica quando estiver tomando antibiótico. Não tome a mais nem a menos, pois qualquer uma dessas mudanças implica da eficácia do tratamento.

Agora que você já entendeu qual é o papel desse medicamento enquanto está agindo dentro do corpo, sabe que se parar de tomar antes das bactérias estarem sob controle, elas vão continuar se reproduzido e a doença só vai piorar. Além desse fator, saiba outras informações importantes sobre o uso de antibióticos.

Efeitos secundários

Os efeitos secundários ou efeitos colaterais do antibiótico variam de caso para caso, da mesma forma que varia a quantidade a tomar. Mas de modo geral, não se deve estranhar que as fezes fiquem amolecidas, que haja diarreia, fraqueza, dor de cabeça, gosto metálico na boca, náuseas e oscilação da pressão.

Mas se por acaso estiver fazendo uso de antibióticos e perceber reações alérgicas que não faziam parte da razão que o levou ao tratamento, como urticária, inchaço, erupções, falta de ar, coceira intensa ou desmaio, suspenda o uso. O médico precisa ser avisado com urgência para fazer a substituição por outro medicamento, além de tratar da alergia.

Antibiótico na gravidez

antibióticos em grávidas
Designed by Freepik

Essa questão é importante, pois alguns tipos de antibióticos podem afetar a formação do bebê. Então, jamais faça uso de antibióticos por conta própria se estiver grávida. Eles até podem ser tomados quando necessário, mas o médico fará uma dosagem especial e escolherá o melhor medicamento para não prejudicar nem a mãe nem o bebê.

Álcool e antibiótico

É de conhecimento popular que bebida alcoólica e antibiótico não combinam. De fato, essa afirmação é verdadeira. Os efeitos variam, sendo que o álcool pode ou potencializar ou cortar o efeito do remédio. As duas coisas perigosas, pois o corpo vai sofrer as consequências.

Potencializar o efeito do remédio não quer dizer que ele vai funcionar melhor, e sim, que ele pode gerar efeitos colaterais indesejados, como arritmia cardíaca, problemas de pressão e outros que oferecer perigo à saúde. Então, não beba nada alcoólico durante todo o tratamento com antibiótico. Somente depois que o médico liberar é que o uso será seguro.

Anticoncepcionais e antibióticos

Por fim, uma última recomendação. Existem estudos que dizem que o antibiótico não tira o efeito do anticoncepcional, mas há muitos médicos que dizem o contrário. O fato é que não há comprovação o suficiente nem de um, nem de outro.

Porém, há momentos em que a mulher necessita dos antibióticos. Nesse caso, as recomendações são de que os horários de tomar cada um deles sejam bem espaçados e que, enquanto estiver fazendo uso do antibiótico, prefira usar preservativo nas relações sexuais para garantir que pode evitar uma gravidez indesejada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

antialérgicos

O que são e como tomar antialérgicos?

alimentos da safra de agosto

10 Alimentos da safra de agosto para ter comida fresca na mesa