em

Tipos de câncer mais comuns no Brasil

Conheça quais partes do corpo são mais afetadas por essa doença tão perigosa
tipos de câncer mais comuns no brasil
Crédito: Freepik

Infelizmente, o câncer tem se tornado uma epidemia mundial, principalmente em países desenvolvidos ou em desenvolvimento. O Instituto do Câncer (Inca) explica que entre 80% e 90% dos casos da doença são causados por fatores externos, como as mudanças causadas no meio ambiente pelo próprio ser humano, os hábitos e estilos de vida de cada um. Saiba quais são os tipos de câncer mais comuns no Brasil, de acordo com a instituição.

Refrigerantes, farinhas refinadas, açúcar e sal processados em excesso, gorduras saturadas e muitos outros desses comestíveis fazem parte da dieta diária de grande parte da população. Eles são de mais fácil acesso e menor custo, providenciados em larga escala pela indústria alimentícia.

Somado a isso, a facilidade de locomoção motorizada, insegurança e acesso virtual estão deixando as pessoas sedentárias e menos saudáveis, com horas na frente de uma tela e pouco tempo com os pés no chão, subindo escadas e caminhando normalmente de um ponto a outro.

Mais um fator moderno para o aumento dos casos de câncer no país é o estresse do dia a dia, com a multidisciplinaridade, prazos apertados, duplas ou triplas jornadas de trabalho e outros fatores que levam ao aumento do cortisol (o hormônio do estresse) no sangue.

10 Tipos de câncer mais comuns no brasil

O ideal era que não houvesse nenhum caso, mas eles ocorrem – e muito. Todo mundo tem algum amigo, colega ou parente que sofre ou sofreu com a doença em alguma etapa da vida. O Inca divulga que, em 2015, quando houve a última contagem, quase 200 mil pessoas morreram em decorrência da doença.

Os números apresentados são resultado da estimativa do Inca para o biência 2018-2019.

1. Próstata

Pois é, se você imagina que era o câncer de mama, acabou se surpreendendo, não é? Esse é o primeiro lugar entre os tipos de câncer mais comuns no país, com 68.220 casos.

Agora vale questionar: por que o câncer de próstata tem uma campanha menos engajada do que o de mama? Deve-se falar muito mais sobre a doença e estimular os homens com mais de 40 anos a fazer os exames preventivos.

Deixar de preconceito e tabus enraizados pode salvar vidas! Os exames de próstata podem ser realizados com coleta de sangue e também com o toque, que não difere muito dos exames que as mulheres fazem anualmente no ginecologista.

Então, converse com seu parceiro, amigos e familiares para realizar a prevenção anualmente, evitando assim surpresas desagradáveis, garantindo mais saúde e tranquilidade para ele e quem está em volta.

Veja o que o Dr. Dráuzio Varella fala sobre o tema:

2. Câncer de mama

O câncer de mama atingiu tem um projeção de atingir 59.960 mulheres, menos do que o de próstata, mas ainda extremamente preocupante. Ele se caracteriza pelo surgimento de caroços ou deformidades na mama, mas às vezes não dá nenhum sinal. Por isso é fundamental que realize a consulta anual ao ginecologista.

Quanto mais cedo tratar, melhor é a capacidade do seu corpo em combater a doença e se recuperar completamente, por isso, faça o autoexame mensalmente, apalpando as mamas e a região das axilas, com o braço levantado.

Ele pode se formar nos ductos – sendo os mais comuns –  e no lóbulo, sendo essa a glândula que produz o leite. Já o ducto é o canal por onde o leite é encaminhado para o mamilo, a fim de alimentar o bebê.

Saiba mais sobre o câncer de mama, com explicação detalhada e visual de como ele se desenvolve.

3. Colorretal

Esse tipo de câncer também é bastante agressivo e atinge tanto o cólon, que fica no intestino grosso, quanto o reto, ligado ao cólon, que fica logo ao final do sistema gastrointestinal, sendo o responsável pela eliminação do bolo fecal.

Prisão de ventre, desequilíbrio da flora intestinal, fumo, alcoolismo, doenças vasculares locais, tendência genética, má alimentação, fatores ambientais e muitos outros podem ser facilitadores da doença, que pode atingir 36.810 no biênio de 2018-2019.

Ele é curável e deve ser diagnosticado o mais cedo possível, para evitar inclusive cirurgias mais invasivas, com retirada de parte do intestino. Para isso, a partir dos 40 anos, deve-se fazer consultas anuais, tanto homens quanto mulheres.

Veja quais são os principais sintomas de um desses tipos de câncer mais comuns no Brasil.

4. Câncer de pulmão

Se você acha que o vício do cigarro não pode te fazer mal, saiba que 90% dos casos de câncer de pulmão são causados por ele. Ao todo, 31.270 pessoas terão essa doença em 2018 e 2019. Não é um dado para ser ignorado.

O cigarro contém uma quantidade absurda de toxicidades, além de metais pesados, que vão diretamente para seu pulmão e, em seguida, para sua corrente sanguínea, correndo todos os seus órgãos, tecidos, células.

Isso sem mencionar o monóxido de carbono, que cria uma crosta enegrecida nas paredes do órgão, que vai penetrando e reduzindo a sua capacidade de absorver oxigênio, vital para o correto funcionamento das células saudáveis, com como de todo o organismo.

Veja mais sobre o caso de Ana Maria Braga e a descoberta do câncer de pulmão, com abandono do vício do cigarro.

5. Estômago

Esse tipo de câncer é mais comum em pessoas com 50 anos ou mais. Em 2018-2019, devem ser registrados 21.290 pessoas com esse tipo de câncer no Brasil.

Além dos fatores ambientais e genéticos, ele pode ser induzido através de uma alimentação deficiente, com uma grande quantidade de industrializados, carregados em aditivos químicos como aromatizantes, corantes, conservadores, acidulantes e muitos outros, além da gordura, açúcar e sal em excesso.

Muitos remédios, acidificação do sangue através de uma alimentação fraca e sem vida, hormônios nos alimentos, refrigerantes, emoções desequilibradas, química na lavoura e muitos outros fatores. Saiba mais sobre essa doença no vídeo:

6. Colo do útero

Causado em 90% pela infecção de um vírus cada vez mais comum entre os adultos, o HPV – Papilomavírus Humano – o câncer de colo de útero soma 16.370 mulheres diagnosticadas. Esse é número significativo, principalmente em se tratando de um tipo de câncer evitável em grande parte com um pouco de cuidado.

Para ser diagnosticado precocemente, a mulher deve procurar o ginecologista ao menos uma vez ao ano para o exame de papanicolau, que remove uma pequena amostra do colo do útero, para ver se está tudo dentro da normalidade.

Mulheres ativas sexualmente que não tem parceiro único devem ir ao ginecologista ao menos a cada seis meses, cuidando amorosamente do seu corpo, lembrando-se de sempre usar proteção nas relações sexuais, seja a camisinha masculina ou feminina.

Veja mais informações com o Dr. Dráuzio Varella:

7. Câncer de boca (cavidade oral)

Seu desenvolvimento pode ser desencadeado por uma má higiene bucal, bem como do abuso de drogas lícitas e ilícitas como o álcool, cigarro e outras. Em 2018-2019, é previsto que haja 14.700 casos, que atingem a mucosa, céu e assoalho da boca, gengivas e língua.

O câncer de boca se manifesta normalmente somente após os 40 anos de idade, atingindo tanto homens quanto mulheres, sendo mais presente no sexo masculino. É potencializado pelo fator genético, bem como o estresse e outras formas de intensificação da cortisona no organismo.

Para prevenir, deve-se buscar uma alimentação saudável, rica em alimentos crus e livres de agrotóxicos, bem como a eliminação dos vícios e a correta higienização de toda a cavidade oral, não somente dos dentes. Veja mais detalhes nesse vídeo.

8. Sistema nervoso central

Tão desconhecido e ainda é o oitavo entre os tipos de câncer mais comuns no Brasil. No período estudado pelo Inca, serão 11.320 pessoas que descobrirão a doença. Ela é bastante comum em crianças e adolescentes, representando 20% dos cânceres que atingem esse grupo.

No câncer do sistema nervoso central, o tumor fica alojado no cérebro ou na medula espinhal, sendo sua causa ainda desconhecida e base para estudos. De acordo com o Inca, 88% dos tumores ficam alojados no cérebro, sendo muito difícil uma detecção precoce, pois não é comum que se realize exames do tipo como rotina.

Porém, alguns sintomas podem indicar a necessidade de aprofundamento na investigação, como convulsão, dor de cabeça recorrente, sempre no mesmo ponto, com aumento de intensidade. A perda temporária do tato, movimento, cognição, visão e outros também podem ser sintomas. Entenda melhor nesse vídeo.

9. Câncer do esôfago

Com cerca de 10.970 casos previstos em 2018-2019, esse está em nono lugar dentre os tipos de câncer mais comuns no país. Ele também é bastante comum em pessoas que fumam e bebem demais, são sedentárias e se alimentam mal, com grande quantidade de processados e industrializados.

Entre os sintomas mais conhecidos estão a dor durante a deglutição, indigestão, queimação no estômago, eliminação de sangue proveniente do estômago, tosse e dificuldade para respirar. Ele ocorre principalmente em homens, tendo o dobro de casos do que as mulheres.

De acordo com o Inca, se estiver sentindo muita “dificuldade em engolir, refluxo, dor epigástrica (parte alta do abdômen), perda de peso” e os sintomas já citados, deve buscar uma investigação mais profunda, para eliminar a hipótese. Veja mais no vídeo a seguir.

10. Tireoide

No Brasil, em 2018-2019, a previsão é que se registrem 9.610 casos dessa doença, causada principalmente por alterações na tireoide. Ela é agravada por uma alimentação desregulada, rica em comestíveis processados e industrializados.

O câncer de tireoide atinge três vezes mais mulheres do que homens, sendo mais comuns nas regiões Nordeste e Sudeste do país, segundo o Inca. Ele aparece como um nódulo na região, que é algo bem comum em diversas situações.

As chances desse nódulo serem um câncer aumentam quando há um histórico genético, bem como em casos em que a pessoa passou por exposição à radiação. Saiba mais sobre a tireóide no vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
Xaropes para limpar os pulmões
Xaropes para limpar os pulmões: 7 receitas caseiras
Sucos para baixar ácido úrico
7 Sucos para baixar ácido úrico