em

AmeiAmei FofoFofo EstranhoEstranho TristeTriste

Como parar de fumar: métodos, dicas e os benefícios de largar o vício

O cigarro é o maior causador de doenças cardiovasculares. Não espere perder a saúde para tomar uma atitude
como parar de fumar
Crédito: Freepik

O tabaco já foi considerado uma planta medicinal, usada há milhares de anos. Aos poucos foi ganhando misturas com outros aditivos químicos para se tornar o popular cigarro. No último século, ele teve sua mais poderosa ascensão, simbolizando o poder e a sedução, e também está, atualmente, sofrendo a sua queda. Muitas pessoas estão se conscientizando que parar de fumar pode transformar suas vidas para melhor, em todos os sentidos.

O grande problema é que essa mistura de ingredientes que forma o cigarro é viciante. Pessoas começam a fumar na juventude e não conseguem se ver longe do cigarro décadas depois de terem adquirido o hábito.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no ano de 2016 já existia 1,1 bilhão de adultos fumantes no mundo todo. Mesmo com as recentes campanhas contra o cigarro, esse número se mantém, pois enquanto tantos lutam para largar o vício, vários jovens caem nas suas garras.

Então, se você ainda está entre as pessoas que fumam, mas que busca abandonar esse vício em benefício da sua saúde, veja a seguir algumas dicas e métodos interessantes que podem ajudá-lo a parar de fumar.

6 Métodos e dicas para parar de fumar

metodos para parar de fumar
Crédito: Freepik

Os métodos e dicas para parar de fumar são vários. Desde tratamentos médicos a receitas naturais caseiras.

A verdade é que cada pessoa precisa descobrir o que funciona melhor para si. Então, conheça os métodos e dicas mais recomendados e comece a fazer o teste com aqueles que acredita serem mais eficientes para você.

Em todo caso, quando decidir parar de fumar, vá ao cardiologista para saber como está a sua saúde e conseguir acompanhar a recuperação do seu organismo ao longo do processo. Essa já é a primeira dica, pois quando observa em números e gráficos todas as melhorias, acaba se sentindo mais motivado a superar as dificuldades e manter-se longe do cigarro.

1. Chicletes e pastilhas

Os chicletes e pastilhas de nicotina funcionam como uma terapia de reposição. Quando você está com muita abstinência, sentindo fortes efeitos colaterais, pode mascar o chiclete ou chupar a pastilha e eles vão liberando nicotina gradualmente no seu organismo, em uma quantidade equilibrada para o seu tratamento.

É importante ir ao médico para que ele recomende os chicletes ou as pastilhas, pois ele precisa explicar como usar do jeito certo e não são todas as pessoas que podem usar esses métodos.

2. Adesivos de nicotina

O adesivo é usado pela pessoa em fase de abandono do vício durante 24 horas do dia. Esse é um tratamento que costuma durar de 45 a 90 dias, na dosagem proporcional à quantidade de cigarros que a pessoa fumava. Por isso também é necessário ter a receita médica para usar.

3. Medicação

O medicamento antidepressivo Bupropiona também pode ser usado para o tratamento do tabagismo, sempre com receita médica após avaliação da necessidade do paciente. O método de tratamento começa uma semana antes de começarem os sintomas da abstinência, pois a ideia é reduzir o desejo de fumar.

A medicação é via oral e age no sistema nervoso central. A pessoa não pode fumar enquanto estiver usando o medicamento, mas podem ser feitas terapias de reposição paralelamente. Também é importante saber que é normal ter efeitos colaterais, tais com agitação, insônia, dor de cabeça e boca seca, por algum tempo.

4. Parada gradual

Para algumas pessoas, decidir parar de forma gradual funciona bem, mesmo sem nenhum tipo de terapia ajudando. Basta se planejar para ir reduzindo a quantidade de cigarros por dia e ser fiel ao seu próprio plano. Esse é o tipo de estratégia que funciona com pessoas realmente comprometidas com seus objetivos de vida, que não desistem, não importa o que aconteça.

Também é importante determinar um prazo para parar de vez, que costuma ser de duas semanas, ou pode acabar acostumando com esse adiamento e nunca parar de uma vez por todas. Se for necessário, o acompanhamento médico ou psicológico ajuda bastante a manter-se na linha.

5. Parada abrupta

Já para outras pessoas, o que funciona mesmo é escolher uma data e largar o vício da noite para o dia. Essa data deve ser próxima e é interessante se preparar psicologicamente até o dia chegar. Para esses casos também é muito bom ter o acompanhamento psicológico, pois o terapeuta vai manter a pessoa consciente da importância de cada passo dado e cada dia vencido sem o cigarro.

6. Comece a fazer terapia

A terapia com um psicólogo é vista com preconceito por muitas pessoas. Porém, se você tem dificuldade em parar de fumar, já tentou e não conseguiu, precisa entender que um tratamento eficaz consiste em tratar aspectos físicos (como a abstinência), psicológicos (como o vínculo entre o cigarro e suas emoções) e comportamentais (que envolvem os momentos escolhidos para fumar).

Logo, o terapeuta vai lhe mostrar os melhores truques para contornar os seus hábitos psicológicos e comportamentais que dificultam largar o vício. Então, começar a se consultar com um terapeuta certamente vai ajudar.

Benefícios de parar de fumar

beneficios de parar de fumar
Crédito: Freepik

Antigamente o cigarro era visto unicamente como um hábito elegante, que transmitia o poder e a sedução das pessoas. Justamente por isso foi ganhando tantos adeptos adolescentes e jovens. Não havia qualquer tipo de discussão sobre os possíveis malefícios das substância da sua composição. Aliás, as pessoas sequer sabiam o que estavam colocando para dentro do corpo ao fumar.

Porém, nas últimas décadas, muitos estudos começaram a ser desenvolvidos por conta do crescimento de óbitos relacionados a doenças do coração e pulmão. Hoje em dia já se sabe que o consumo de tabaco e a simples exposição constante à fumaça são as principais causas de doenças cardiovasculares.

Os dados levantados pela Organização Mundial da Saúde para a campanha do Dia Mundial sem Tabaco 2018 apontaram que, somente nas Américas, o tabaco mata 900 mil pessoas por ano. Mesmo para quem fuma, vai ao médico e não apresenta sinais de doenças graves ou crônicas, parar de fumar é absolutamente necessário para melhorar a saúde e prevenir que essas doenças apareçam. Veja quais são os benefícios de parar de fumar.

1. Melhora do ritmo cardíaco

O coração é o órgão mais afetado pelo vício em cigarro. A prova disso é que quando uma pessoa decide parar de fumar, logo nos primeiros 20 minutos em que o organismo sente que não recebeu a fumaça como era de costume, o ritmo cardíaco já começa a normalizar.

2. Equilíbrio da temperatura corporal

Depois dos primeiros 20 minutos em que o coração começa a retomar o seu ritmo normal, basta esperar menos de 2 horas para perceber que a temperatura corporal também vai começar a entrar em equilíbrio. É normal sentir as extremidades mais quentes, pois a circulação do sangue já está melhorando.

3. Redução da nicotina no organismo

Quando a pessoa já está cerca de 8 horas sem fumar, considerando os horários que costumava acender o cigarro diariamente, a nicotina começa a ser eliminada do sangue. Essa redução pode superar os 90%.

4. Aumento do nível de oxigênio no sangue

Logo em seguida, cerca de 12 horas depois de parar de fumar, os níveis de oxigênio na corrente sanguínea aumentam, o que é essencial para a que as células de todo o corpo comecem a se regenerar. Ao mesmo tempo, os níveis de monóxido de carbono, gás tóxico liberado pelo cigarro, começam a cair.

5. Queda do risco de ataque cardíaco

Pessoas que fumam têm 70% mais chances de terem um ataque cardíaco do que as não fumantes. Logo nas primeiras 24 horas sem fumar, esse risco reduz. Porém, é normal que nessa fase a pessoa comece a se sentir mais ansiosa, pois mesmo com tantas melhorias acontecendo, o corpo está em fase de abstinência.

6. Desaparecimento da nicotina no corpo

Depois de 72 horas sem fumar e sem inalar fumaça de cigarro de outras pessoas, a nicotina é eliminada do organismo. A respiração melhora muito, pois os pulmões e o coração podem trabalhar com mais qualidade. Logo, todos os órgãos também funcionam melhor, pois estão recebendo mais oxigênio e nada de gases tóxicos.

7. Elevação dos antioxidantes

Os antioxidantes são elementos que atuam protegendo as células do corpo contra o ataque dos radicais livres, que as oxidam e matam. A pessoa fumante impede que os antioxidantes trabalhem normalmente no seu corpo, mas uma semana depois de parar de fumar, tudo começa a se normalizar. Com as células se recuperando da oxidação, evitam-se o envelhecimento precoce e doenças como o câncer.

8. Melhora da circulação sanguínea

Mesmo duas semanas depois de parar de fumar e adotar hábitos mais saudáveis, a circulação sanguínea ainda está se recuperando. Então, a cada dia que passa, a pessoa vai se sentir melhor, mais disposta e com aparência mais saudável, embora ainda possa ter sintomas da abstinência.

9. Melhora da saúde emocional

As pessoas que fumam há muitos anos acabam não percebendo o quanto o cigarro afeta sua saúde emocional. Por estarem constantemente fadigadas, sem energia, com pigarro e outros pequenos incômodos, também ficam mais estressadas, ansiosas e mau humoradas. Ao abandonar o vício, vão redescobrir que não precisam do gatilho do cigarro para sentirem um momento de alívio, pois esses incômodos diários vão desaparecer.

10. Aumento da fertilidade

Pessoas que não fumam são mais férteis. Logo, quando já está há algum tempo sem fumar, o revestimento do útero torna-se mais saudável e os espermatozoides ficam mais potentes. Quer dizer que todas as partes do corpo são afetadas pelas substâncias tóxicas do cigarro.

11. Melhora da atividade sexual

Assim como a saúde do sistema reprodutor de homens e mulheres melhora ao abandonar o cigarro, a vida sexual também passa a ser melhor. Isso porque a circulação sanguínea normalizada contribui para um melhor fluxo de sangue nos genitais e, consequentemente, a libido aumenta.

12. Redução do risco de doenças

As doenças mais graves e as crônicas, como pressão alta, diabetes, colesterol alto e doenças relacionadas, derrame, infarto e câncer, todas passam a ficar mais distantes das pessoas que pararam de fumar. É claro que existem outros fatores de risco para que essas doenças aconteçam, mas somente por abandonar o cigarro, já é um enorme passo para conquistar uma vida saudável.

13. Estímulo a uma vida mais saudável e feliz

Muitas pessoas, quando param de fumar começar, a sentir mais ansiedade, insônia e fome. Isso porque o corpo todo está se reacostumando a viver sem o veneno do cigarro. Então é comum engordar. Por isso, é a hora certa de aproveitar para começar a alimentar-se de forma mais saudável e a praticar atividades físicas regularmente.

Já que é preciso controlar o apetite e manter a mente ocupada, nada melhor e mais útil do que adotar hábitos saudáveis. Como consequência, vem a descoberta de uma vida com mais disposição, autoestima e alegria. A pessoa fica mais feliz de corpo e mente, passando a aproveitar muito mais cada momento da vida.

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
queratina líquida
Queratina líquida: o que é, para que serve e como usar
Fotógrafa registra último dia de vida de um bebê com microcefalia
Fotógrafa registra último dia de vida de um bebê com microcefalia