em

Câncer de próstata: o que é, causas, sintomas, prevenção e tratamentos

Tire suas dúvidas sobre as causas, sintomas, diagnóstico e tratamento dessa doença tão comum entre os homens
câncer de próstata
Crédito: Pixabay

Todos os anos o Instituto Nacional do Câncer (INCA) faz uma estimativa sobre os possíveis novos casos de câncer no Brasil. Para o ano de 2018/2019, depois do câncer de pele não-melanoma, está o câncer de próstata, com estimativa de 68.220 novos casos.

Ainda assim, pela comum ausência de sintomas e lenta evolução, muitos homens com mais de 50 anos vivem com o câncer sem saber e sem se incomodar. Porém, não são poucos os casos em que o câncer cresce de forma bastante rápida e agressiva, apresentando sintomas incômodos.

Portanto, a melhor medida a ser tomada é a prevenção. Quanto antes o câncer de próstata for diagnosticado, maiores as chances de cura, até mesmo sem precisar de cirurgia. Continue lendo e saiba tudo sobre a doença

Causas do câncer de próstata

câncer de próstata
Crédito: Universo Racionalista

Qualquer tipo de câncer é caracterizado pela transformação de células saudáveis em células doentes (cancerosas) que se proliferam e formam tumores em determinada região do corpo. Com o câncer de próstata esse tumor se forma no interior da próstata, podendo atingir o exterior em casos graves.

Além de ser um problema grave, esse câncer possui uma grande diversidade de causas, o que dificulta muito o seu controle. Sendo assim, conheça quais são as causas do câncer de próstata.

1. Genética

A genética é um dos fatores de risco que indicam a possibilidade de desenvolvimento de câncer de próstata. Além do histórico familiar, homens negros estão mais propensos, também.

De acordo com a Cancer Foundation / ASCO Jorurnals, considera-se que há 50% de chances, nesse sentido, quando é detectado na família que 3 ou mais parentes foram afetados; quando são 2 parentes de primeiro grau e a doença se manifesta antes dos 55 anos ou por 3 gerações seguidas (avô, pai e filho).

2. Idade

O câncer de próstata se desenvolve lentamente e, um dos principais fatores de risco (causas) é o avanço da idade. Ou seja, normalmente se manifesta em homens acima dos 50 anos de idade. É preciso estar atento e fazer consultas periódicas, pois além do avanço da idade, a saúde começa a estar cada vez mais frágil.

3. Cigarro e bebidas alcoólicas

A prática do tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas em excesso (além de outras drogas) podem não só fragilizar o organismo, como também ser uma das causas do câncer de próstata e não só. Pode causar também outros tipos de câncer como: pulmonar, de boca, laringe e esôfago, por exemplo.

4. Alimentação

Além da importãncia de manter uma dieta equilibrada, estudos afirmam que existem nutrientes que podem prevenir o câncer. E o contrário também é verdade. Quando o organismo não possui nutrientes, minerais e vitaminas (A, D e E) essenciais para o seu bom funcionamento, aumentam-se as chances de desenvolver doenças.

Três susbstâncias associadas ao câncer de próstata são: o consumo de cálcio em excesso; o hidrocarboneto policíclico aromático e as aminas heterocíclicas. As duas últimas são geradas (principalmente) no preparo de carnes vermelhas.

5. Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s)

De acordo com estudo publicado pela NBCI, homens que já foram infectados por doenças sexualmente transmissíveis como gonorreia e tricomoníase possuem mais chances de desenvolver câncer de próstata. Isso pelo fato de que podem influenciar ou até mesmo promover o desenvolvimento da doença.

6. Obesidade

Também existem estudos que comprovam que a obesidade pode influenciar na saúde do organismo, assim como propiciar o desenvolvimento de células cancerígenas. Dentre as ocorrências, nota-se como fatores de risco o câcner de próstata, mama e cólon.

Quais são os sintomas?

câncer de próstata
Crédito: Amedicall

Na maior parte dos casos, esse tipo não apresenta sintomas em fase inicial. Apenas vai apresentar quando o tumor estiver em um tamanho preocupante. Neste caso, os principais sintomas do câncer de próstata podem ser:

  • Acordar mais de duas vezes à noite para urinar;
  • Dificuldade ou dor para urinar ou ejacular;
  • Dor na região dos testículos;
  • Dor nos quadris, na lombar e na parte interna nas coxas;
  • Dificuldade de ereção;
  • Sangue na urina ou no sêmen;
  • Sensação de bexiga sempre cheia, mesmo logo após urinar;
  • Perda do controle da bexiga ou intestino.

Estes sintomas costumam ocorrer quando o tumor já está pressionando a coluna espinhal. Mas preste atenção, pois não necessariamente eles querem indicar câncer de próstata. Se sentir mais de um sintoma ao mesmo tempo, procure um médico o quanto antes.

O médico só deve ser procurado em caso de haver sintomas?

Não. Quando os sintomas mencionados anteriormente aparecem, quer dizer que o tumor já está crescendo. Por isso os homens a partir de 50 anos de idade ou 45 anos quando há casos de câncer na família, devem fazer o exame de próstata uma vez por ano.

Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar o câncer de próstata o médico urologista ou proctologista irá solicitar um exame de sangue chamado PSA, para medir o nível de PSA no sangue, e também fará o exame de próstata, que é bastante rápido e indolor.

No caso de alteração do tamanho da próstata e aumento considerável nos níveis de PSA, então o médico irá pedir um exame de urina, ultrassonografia, biópsia e podem ser necessários exames adicionais.

Todos estes exames são necessários, pois este aumento da próstata e dos níveis de PSA podem indicar outros problemas relacionados à idade e saúde do homem.

Câncer de próstata tem cura?

Quanto antes for diagnosticado e tratado, maiores são as chances de cura. Ou seja, o sucesso no tratamento do câncer de próstata é diretamente proporcional ao estágio em que a doença está e é diagnosticada. Por isso o exame preventivo é muito importante.

No estágio pré-clínico, esse câncer é muito mais fácil de ser tratado. Já no estádo clínico, também é possível a cura, embora com menos chances.

Porém, se essa doença chegar à fase de disseminação (metástase), a cura é muito complicada e as chances são baixas.

Mesmo assim, cada caso é tratado de forma individual, pois não existe um padrão de evolução e comportamento da doença para todos os homens. Cada organismo reage de uma forma um pouco diferente, podendo necessitar de tratamentos diferentes.

Quais os tratamentos possíveis?

câncer de próstata
Crédito: CuidatePlus

Antes de o médico explicar sobre os tratamentos, será diagnosticado o tipo de câncer e o estágio. Ou seja, há casos que uma simples cirurgia poderá resolver e outros em que é preciso associar mais de um tratamento. Entre as opções, estão:

  • Cirurgia;
  • Radioterapia;
  • Terapia hormonal;
  • Congelamento do tecido da próstata;
  • Quimioterapia;
  • Imunoterapia;
  • Terapias alternativas.

Como prevenir o câncer de próstata

Para prevenir o câncer de próstata, basta que mudar alguns pequenos hábitos em sua vida. Os primeiros consistem em se alimentar bem, não fumar e se exercitar com frequência.

Também é importante que hajam consultas periódicas ao médico, para que se avalie o estado da próstata. Isso é essencial para que, em casos de diagnóstico positivo, seja possível tratar a doença com mais eficácia.

Mitos e verdades

Existem algumas dúvidas sobre o câncer de próstata que acabam por virarem mitos, como por exemplo, será que todos os casos de câcner precisam de tratamento? Confira essa e outras respostas abaixo:

1. Câncer de próstata só acontece em idosos

Mito. O risco é maior em homens acima dos 50 anos, mas pode acontecer em homens mais jovens.

2. Exame PSA abaixo de 4,0mg não tem perigo

Mito. Existem casos em que o exame aponta estar normal, mas a próstata está aumentada, por isso é importante realizar mais de um tipo de exame. Da mesma forma, resultado do PSA acima da média não quer dizer que tenha câncer.

3. Ter pai, irmão ou tio com câncer aumenta o risco

Verdade. Inclusive, é um dos principais fatores de risco. Por isso, homens com caso de câncer em familiares de primeiro grau devem começar a fazer o exame de próstata anualmente a partir dos 45 anos.

4. Todos os casos de câncer precisam de tratamento

câncer de próstata
Crédito: Observatório

Mito. Como mencionado no início, alguns homens vivem com a doença sem ela evoluir, então o médico pode apenas prescrever cuidados para uma vida saudável e controle periódico.

5. Maus hábitos de vida aumentam o risco de câncer

Verdade. Para reduzir o risco da doença, é fundamental ter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos, não fumar, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e cuidar do bem-estar, como evitando estresse e tendo boas noites de sono.

6. Prostatite crônica (inflamação na próstata) pode causar câncer?

Mito. Em geral essa inflamação não causa câncer de próstata. Entretanto, as dietas alimentares (como citado nos fatores de risco) e os processos de tratamento e inflamação podem induzir a modificação das células. Ou seja, aumentam-se as chances delas se transformarem em cancerígenas. Mas não necessariamente, ocorra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
pão caseiro de liquidificador
Pão caseiro de liquidificador: 10 receitas deliciosas
Pitbull arrasta bebê pela fralda para a salvar de incêndio
Pitbull arrasta bebê pela fralda para a salvar de incêndio