frutas do cerrado
Crédito: Pixabay
em

11 Frutas do Cerrado para experimentar

As frutas podem ser usadas para diversas receitas de doces, sobremesas e bebidas. Veja se já conhecia alguma

O Cerrado brasileiro está localizado na região do Planalto Central, cobrindo 20% do território nacional, o que corresponde a uma área com mais de 2 milhões de quilômetros quadrados. Em toda essa área, há cerca de 4.400 espécies de plantas e 1.500 de animais. Entre tantas plantas, muitas frutas se destacam, que podem ser totalmente desconhecidas para quem nunca visitou essa região. Veja alguns exemplos de frutas do Cerrado e experimente quando tiver a oportunidade.

Frutas do Cerrado para conhecer

Em cada região do país há tipos de frutas que só se desenvolvem naquele clima. É muito interessante poder conhecer frutas e outros alimentos diferentes para ampliar seu repertório de sabores.

1. Mangaba

as frutas do cerrado mangaba

A mangaba (Hancornia speciosa) é uma fruta suculenta, levemente azeda e leitosa. É rica em vitamina C e pode ser usada para várias receitas, como de geleia de frutas, sobremesas, sucos, bolos e afins. A principal época de colheita é entre outubro e abril.

2. Cereja-do-cerrado

as frutas do cerrado cereja

Essa bonita plantinha de pequeno porte, folhas compridas e frutinhas vermelhas é a Eugenia calycina, ou cereja-do-cerrado. Se aprecia o sabor das pitangas, vai gostar ainda mais dessa deliciosa fruta e pode usar para as mesmas finalidades.

3. Buriti

as frutas do cerrado buriti

Você já deve ter ouvido falar do óleo de buriti, mas sabia que pode comer a fruta? Ela nasce no butirizeiro, uma árvore que chega a ter 30 metros de altura, e dá em média cinco cachos ao ano. Em cada cacho aproveita-se de 400 a 500 buritis, uma frutinha saborosa para comer pura ou em receitas de sobremesas.

4. Araticum

as frutas do cerrado araticum

Essa é a Annona coriacea, também conhecida como nona, anona ou araticum, no Cerrado. É uma fruta típica de regiões secas, por isso é revestida com uma casca grossa. No interior, surpreende com sementes lisas e pretas recobertas por uma polpa macia em tom de amarelo tipo do abacaxi.

5. Baru

as frutas do cerrado baru

Essa é uma fruta mais exótica, de nome científico Dipteryx alata. O baru é uma espécie em extinção por causa da sua madeira. O fruto é uma castanha rica em proteínas, com sabor que lembra o do amendoim. Deve-se quebrar a casca e comer a castanha, como faz com as nozes.

6. Pequi

as frutas do cerrado pequi

O pequi é uma das frutas do Cerrado mais populares em outras regiões do país. Os frutos produzidos pela bonita árvore podem ser colhidos de novembro a janeiro. A fruta é um pouco maior que uma maçã e, ao abrir, vai ver caroços revestidos por uma polpa macia e muito saudável.

7. Mama-cadela

as frutas do cerrado mama

Esse pequeno arbusto de nome engraçado é bem comum no Cerrado. Ele dá frutinhas enrugadas com uma polpa suculenta e cheia de fibras. É uma fruta para comer pura, mas muito usada como chá por causa dos seus efeitos medicinais.

8. Cagaita

as frutas do cerrado cagaita

Essa frutinha deve ser comida com moderação, ou o resultado poderá ser desastroso. De nome científico Eugenia dysenterica, ela é capaz de provocar uma forte dor de barriga se ingerida em excesso ou muito madura. Apesar disso, a cagaita é uma das frutas do Cerrado que vale a pena experimentar, com sabor azedinho para comer pura, fazer suco e sobremesas.

9. Murici

as frutas do cerrado murici

Além de ser uma das frutas do Cerrado, o murici também é encontrado na região da Amazônia. Seu nome científico é Byrsonima crassifólia e a árvore é pequena com tronco retorcido. Com aroma e sabor que agradam muita gente, usa-se a fruta para todo tipo de receitas doces.

10. Pera-do-campo

as frutas do cerrado pera

Essa fruta tem uma casca fina e uma polpa muito suculenta com sabor marcante. Pode ser colhida no verão para ser apreciada pura ou em receitas de doces, compotas, sobremesas, sorvetes e onde mais achar que o sabor vai ficar bom.

11. Bacupari-do-cerrado

as frutas do cerrado bacupari

Essa fruta de polpa consistente e sabor adocicado é nativa de diferentes regiões. Além do Planalto Central, também cresce no Pantanal, no Vale do São Francisco e na Mata Atlântica. A fruta costuma ser apreciada in natura e a colheita acontece em novembro e dezembro.

Crédito das imagens: Nó de Oito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

frutas low carb

10 Frutas low carb para incluir na dieta

remédios caseiros para enxaqueca

Remédios caseiros para enxaqueca: quais são e como usá-los?