em

Como ter uma rotina de cuidados com a pele

Se quiser manter a pele rejuvenescida e saudável, precisa adotar hábitos para o dia a dia
cuidados com a pele
Crédito: Freepik

Cuidar da pele todos os dias é muito mais do que uma questão estética. Os cuidados servem para manter a pele saudável, rejuvenescida, sem manchas e inflamações. E não se preocupe caso você seja uma pessoa prática e não goste de passar horas aplicando cremes e vários outros produtos na pele o tempo todo. Veja essas dicas de como ter uma rotina de cuidados com a pele e escolha suas favoritas para começar a praticar.

5 Cuidados com a pele para mantê-la saudável

As dicas que você vai ver a seguir para ter os devidos cuidados com a pele podem parecer complicadas no início. Mas depois que você se organiza e inclui no seu dia a dia, de acordo com os seus horários, acaba virando um hábito que você não vai mais querer largar. Até mesmo porque vai perceber o quanto a sua pele ficará mais bonita e saudável. Veja o que fazer, desde o momento em que acorda até quando vai dormir.

1. Limpeza da pele do rosto

Ao acordar, a pele do seu rosto merece uma boa limpeza, mesmo que você tenha saído da cama limpinha. Não é uma limpeza de pele profunda, apenas uma preparação para as etapas que vêm a seguir. Para essa limpeza, utilize um produto recomendado pelo seu dermatologista, pois deve ser específico para o seu tipo de pele. Aplique o produto com um algodão e depois remova com água.

2. Tônico e hidratante

Depois de fazer a limpeza da pele do rosto, aplique um tônico, também recomendado pelo dermatologista. Esse produto é essencial para equilibrar o pH da pele, prevenindo inflamações como a acne que ocorrem quando o pH está muito ácido. O tônico também é um preparador para aplicação de outros produtos, como a sua maquiagem do dia a dia.

Depois de aplicar o tônico, um bom hidratante também é recomendado. Não ache que, por sua pele ser oleosa, ela não precisa de hidratação. Invista em um que seja confortável para o dia a dia, para passar até antes da maquiagem.

3. Protetor solar em todas as partes expostas

Antes de sair e pegar sol ou mesmo a luminosidade nos dias nublados, aplique protetor solar. Quanto mais clara for a pele, mais forte deve ser fator de proteção solar. Se suar ou lavar o rosto e o corpo, reaplique o produto. Essa dica vale não apenas para o rosto, mas para o corpo todo no verão, quando usa blusas de manga curta. O protetor solar é essencial para proteger contra manchas e o câncer de pele.

4. Produtos anti-idade

Se você tem mais de 25 anos, pode começar a fazer uso de um creme anti-idade próprio para o seu tipo de pele e recomendado pelo seu dermatologista. Esses produtos ajudam a manter as células saudáveis e rejuvenescidas, melhorando a elasticidade, a firmeza e prevenindo o envelhecimento precoce. Pode aplicar antes do protetor solar ou antes de ir dormir, quando já estiver com a pele limpa.

5. Hidratação constante no corpo todo

Seja ao acordar, depois do banho ou antes de ir dormir, aplique um creme hidratante para o seu tipo de pele no corpo todo. Nada melhor do que sentir a pele cheirosa, macia e hidratada, sempre. Se não gostar de aplicar um creme no corpo inteiro, pode aplicar apenas nas partes mais ásperas, como joelhos, pés e cotovelos, para manter essas regiões macias e prevenir o ressecamento com surgimento de manchas e rachaduras.

Alguns produtos ótimos para essa finalidade são o Bepantol, o Hipoglós e a Vaselina. Das opções naturais, os óleos essenciais e o gel de babosa são excelentes alternativas, que hidratam, protegem e restauram a pele, promovendo sua cicatrização e evitando processos inflamatórios.

Se você tem pele oleosa, veja no vídeo abaixo algumas dicas de cuidados para incluir na rotina:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
óleo de calêndula
Óleo de calêndula: benefícios e como usar
psoríase
Psoríase: o que é, tipos, sintomas, causas e tratamento