crise existencial
Crédito: Freepik
em

Crise existencial: o que é e como enfrentar

Todas as pessoas passam por momentos de crise. Saiba o que fazer e as melhores dicas para superar essa fase

Já se perguntou o que está fazendo com sua vida? Como chegou a esse ponto ou se não poderia ter sido tudo diferente? Esses são sintomas da crise existencial. Saiba o que é e como lidar com ela, para ter uma vida mais plena.

Existem algumas fases de transição na vida, quando as pessoas acabam se questionando sobre o sentido em que a vida está tomando, bom como o seu próprio sentido. O sentimento de vazio e de não pertencimento acabam preenchendo os dias, tornando o processo doloroso.

Saiba que é absolutamente normal e até necessário que isso aconteça, pois rever os valores e a vida como um todo é fundamental para o crescimento como pessoa. Porém, se estiver muito severo, pode impossibilitar o movimento. Veja como lidar com as crises mais graves, aproveitando as dicas para aqueles momentos da vida que exigem mudanças.

O que é uma crise existencial

crise existencial o que é
Crédito: Unsplash

Crise existencial é o ápice de um processo de mudança interna, quando se questiona a validade e o sentido do valor, propósito e todos os fundamentos da própria vida.

Ela tem gatilhos bastante específicos que podem levar ao questionamento, como a escolha ou término da faculdade, a virada das décadas (aniversários de 30, 40, 50 anos), a perda de alguém especial, desemprego, a saída dos filhos de casa e outros que levem a uma análise sobre a vida.

Seus sintomas são facilmente confundidos com depressão, apresentando sinais de ansiedade, amargura, sono em excesso ou insônia, fadiga constante, profunda sensação de vazio, tendência ao isolamento, uma visão mais complexa do universo e de si mesmo.

10 Dicas para enfrentá-la

crise existencial dicas para enfrentá-la
Crédito: Unsplash

A crise não é uma coisa ruim, se for uma motivação à uma boa mudança, mas deve ser encarada com seriedade e cuidado, lembrando que os julgamentos podem estar alterados de forma mais visceral nessa fase.

1. Não tome decisões importantes

É um momento delicado, no qual os pensamentos estão confusos e passíveis de erro de julgamento. Dessa forma, é interessante que você espere para tomar qualquer decisão relevante, como sair do trabalho ou de uma relação.

É um excelente momento para pensar, desconstruir conceitos, reconstruir, criar novos projetos, hobbies e ideias, mas espere sair do ápice da crise para tomar as grandes decisões.

2. Converse sobre isso

Ter alguém para conversar sempre ajuda a clarear as ideias e acalmar o coração, então procure pessoas mais próximas para conversar sobre isso e provavelmente você vai descobrir que muita gente já passou por isso.

Se estiver se sentindo isolado demais para procurar alguém conhecido, existem centrais de atendimento que podem te ajudar, como o CVV.

3. Se alimente bem

Para que a mente funcione corretamente, o corpo também deve estar nutrido adequadamente, evitando quedas e picos hormonais que possam alterar sua percepção da realidade.

Procure uma alimentação balanceada, rica em minerais essenciais para a manutenção da saúde do sistema nervoso, além de vitaminas, deixando a saúde em ordem.

4. Medite

Parar e respirar é fundamental para a oxigenação do cérebro e o estímulo das ligações neurais. Isso ajuda a pensar com mais clareza, buscando novas soluções e hipóteses.

Da mesma forma, a meditação e respiração consciente fazem com que você consiga estar presente no momento, aliviando a ansiedade, estresse e muitos outros males.

4. Lembre-se que todo mundo passa por essa fase

Todo mundo já passou ou vai passar – mais de uma vez – por essa fase de conflitos internos, sendo muitas vezes importante para as mudanças necessárias para o crescimento.

Muitas mulheres pensam em mudar de trabalho, carreira e de de vida várias vezes ao ano e são muitas! Você não está só, não se preocupe, é só uma fase e vai passar.

5. Conheça pessoas novas

Ampliar seu leque de amizades pode ser muito benéfico para quem está passando por uma crise existencial. Isso faz com que você tenha novos olhares, novos sentidos, ajudando a encontrar um novo caminho e a fortalecer os valores que já possui.

Tire aquela ideia de um novo hobbie da gaveta e faça um curso! Aprenda um instrumento musical, participe de um coral, pinte, faça marcenaria, escolha um novo esporte… Veja outras formas de conhecer novas pessoas e ideias.

6. Ame-se mais

Praticar o amor-próprio é o melhor que você pode fazer nesse momento. Nem sempre é fácil, mesmo em dias bons, mas acredite, você consegue.

Se abrace e aceite essa fase com amor e respeito às suas mudanças, como você faria a uma pessoa querida. Procure novas formas de olhar para si e acolher a criança interior, que tanto precisa de afago e orientação.

7. Seja grato

Esqueça o hábito de reclamar, isso não irá lhe levar a uma situação diferente, pelo contrário, pode lhe afastar de pessoas boas, que poderiam ajudar no processo.

Agradeça pelas pequenas coisas, crie esse novo hábito. Veja a beleza dos pequenos gestos, a leveza de um dia de chuva e até na bagunça das crianças, cheias de vida e saúde. Agradeça!

8. Seja o protagonista da sua vida

Deixe o vitimismo de lado e passe a ser o protagonista da sua vida, fazendo com que as situações sejam vistas como coisas a resolver e não problemas criados por outros na sua vida.

As coisas não estão mal por causa da sua família, do trabalho ou dos filhos. Você tem que buscar em si não um culpado, mas o agente de transformação da sua realidade.

9. Crie uma nova rotina

Se você acha que as coisas não estão funcionando com estão agora, realize as mudanças necessárias, modificando os hábitos que não servem mais.

Crie uma nova rotina, com hábitos adequados ao que você espera nessa nova pessoa que está nascendo, aproveitando para colocar em prática todas aquelas metas de ano novo que foram abandonadas ao longo do tempo.

10. Procure ajuda

Se, apesar de todas as ações acima, você ainda encontra dificuldade em sair da crise existencial, procure ajuda! Um psicólogo pode ser o apoio que você precisa nesse momento.

Você não tem que carregar o mundo só, procure por profissionais que possam ajudar a fazer a transformação, que colaborem para compreender e modificar o que incomoda.

Como ajudar alguém numa crise existencial?

crise existencial como ajudar
Crédito: Unsplash

Não julgar é o primeiro passo para ajudar alguém em crise existencial. De nada adianta apontar dedos, se a solução não é essa.

Dê espaço para que a pessoa possa processar seus sentimentos, mas não abandone. Apesar de precisar de alguns momentos a sós, a pessoa que está passando por uma crise existencial pode precisar de uma mão amiga.

Indique o tratamento se necessário, orientando, aceitando e apoiando em cada momento, lembrando que é só uma fase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
limpar as mãos com álcool em gel reduz os dias de doença em crianças

Limpar as mãos com álcool em gel reduz os dias de doença em crianças

remédios caseiros para queimaduras

5 Remédios caseiros para queimaduras