em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

10 Sintomas de câncer de pulmão e seus tratamentos

Esse tipo de câncer é mais comum do que você imagina. Fique atento aos sinais que seu corpo manda

sintomas de câncer de pulmão
Crédito: Freepik

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pulmão é o segundo mais comum entre os brasileiros, considerando homens e mulheres. Sem contar o câncer de pele não-melanoma, ele é o que mais afeta e mata pessoas no mundo todo desde 1985. Ou seja, vale a pena ficar atento aos sintomas de câncer de pulmão, mesmo que você tenha bons hábitos de vida atualmente. Veja quais são, bem como as opções de tratamento.

Veja também: sintomas de câncer de pele para prestar atenção

Sintomas de câncer de pulmão

Os sintomas podem não surgir todos ao mesmo tempo, pois vão depender do local exato em que o tumor está instalado no pulmão. Mas, de modo geral, o paciente pode sentir:

1. Dor no tórax

O câncer pulmonar pode provocar dores na coluna, nos ombros e no tórax, estando afastada a possibilidade de tosse. Se a dor é intensa, frequente ou intermitente, convém marcar uma consulta com o seu médico. Avise-o se a dor é no tórax, em geral, ou num lugar específico dessa região.

2. Cefaleias

A doença consegue atingir a cabeça. Contudo, as dores de cabeça podem não significar metástase no cérebro. Neste caso, o tumor exerce pressão sobre a veia cava superior, transportando o sangue para o coração e causando dores de cabeça.

3. Falta de ar (dispneia)

Problemas na respiração podem evidenciar câncer, uma vez que a doença bloqueia a passagem correta do ar nas vias respiratórias e, assim, no pulmão. Realize pequenas experiências e observe em que momento se cansa e sente falta de ar.

Em geral, é quando levanta pesos, realiza uma atividade que antes era fácil, mas agora tem dificuldades. Em casos de sintomas de câncer de pulmão, a falta de ar pode ocorrer até mesmo em repouso e vai piorando com o passar do tempo.

4. Pneumonia

A pneumonia é uma doença pulmonar bem conhecida e pode ser um dos sintomas de câncer de pulmão quando ela surge com certa frequência, como se nunca fosse tratada corretamente para a cura e ficasse voltando sempre que o organismo fica um pouco debilitado.

5. Inchaço no pescoço ou rosto

Estar com o rosto e pescoço inchados é bem comum para as pessoas que sofrem com a retenção de líquidos ou mesmo quem tem pressão alta e colesterol alto. Mas em nenhum caso é normal, pois significa um desequilíbrio no organismo. Esse inchaço na face ou no pescoço também um dos sintomas de câncer de pulmão, então nunca deixe de visitar seu médico para fazer uma avaliação geral, pelo menos uma vez ao ano.

6. Emagrecimento rápido

Perder peso sem razão aparente é anormal. Uma pessoa com câncer gasta muita energia para as células doentes. Também, os nutrientes fornecidos pelos alimentos não conseguem ser retidos pelo organismo, como antes da doença, podendo provocar desnutrição. Então, se notar uma perda de peso significante, sem que esteja fazendo uma dieta saudável, não fique feliz achando que emagreceu e está tudo certo. Esse é um alerta do seu corpo para procurar um médico.

7. Tosse

Se a tosse se prolongar por mais de três semanas, consulte o seu médico. Ele irá escutar os seus pulmões e prescrever, eventualmente, um raio-X ou outros exames. No caso de problema pulmonar, geralmente a tosse é seca e persistente. Os fumantes, que já costumam tossir com frequência, devem notar se houve alguma mudança na intensidade da tosse, surgindo mais vezes ao dia do que de costume e de forma mais agressiva.

8. Escarro com sangue (hemoptise)

Mesmo que a tosse típica dos sintomas seja seca, há casos de tosse com escarro e presença de sangue. Esse é um grande sinal de alerta e deve procurar o médico porque não significa apenas um dos sintomas de câncer, mas também outras doenças como a tuberculose.

9. Rouquidão

A rouquidão pode ser efeito de um resfriado ou até por ter falado durante muito tempo ou muito alto. Mas se passarem 15 dias, melhor procurar um médico. Voz rouca pode significar câncer torácico, visto que o tumor atinge a “caixa de voz”, ou seja, o nervo que comanda a laringe.

10. Chiado no peito

O som emitido com a respiração, semelhante a um assobio, é gerado pelos pulmões e pode ter diversas origens. Desse modo, pode não ser complicado e ter tratamento simples. Contudo, tenha cuidado, pois pode ser sinal de câncer no pulmão.

Tipos de câncer de pulmão

Mesmo com sintomas básicos semelhantes, existem subtipos de câncer de pulmão que são determinados depois de exames como a biopsia, que analisa uma pequena parte do pulmão afetado usando microscópio.

Carcinoma de pulmão de pequenas células

Esse é o tipo de câncer que se espalha mais rápida pelo órgão. A média de pessoas afetadas por esse subtipo é de 15% entre todos os casos. Por se espalhar mais rápido, esse também é o mais agressivo, geralmente começando nos brônquios e podendo criar metástases em outras partes do corpo, até mesmo no cérebro. A causa mais comum é o tabagismo.

Carcinoma de pulmão indiferenciado de grandes células

Esse tipo tem como característica se espalhar mais lentamente do que o tipo de pequenas células, porém, é mais rápido do que os outros subtipos que verá a seguir. Ele pode surgir em qualquer parte do órgão, aumentando o risco de o tratamento ser menos eficiente. De 10 a 15% dos casos de câncer de pulmão evoluem a partir desse carcinoma.

Adenocarcinoma

Hoje em dia, 40% dos casos desse câncer evoluem a partir do adenocarcinoma. Ele afeta também as pessoas que não fumam, começando a surgir nas células das mucosas e tem uma progressão considerada lenta com relação aos outros subtipos.

Carcinoma epidermoide

Esse é mais raro do que os outros. Apenas ¼ das pessoas afetadas pelos sintomas de câncer de pulmão são diagnosticadas com esse subtipo. Ele tem esse nome relacionado à pele porque começa afetando as células que revestem as vias aéreas dentro dos pulmões. Costumam se localizar no centro do órgão.

Tratamentos

Os tratamentos variam conforme cada caso. Há pacientes mais fortes e outros já debilitados, pois o câncer surgiu como metástase de outro câncer em uma parte diferente do corpo.

Quanto mais idosa a pessoa também é necessário ter mais cuidados e definir com o médico se vale a pena passar por tratamentos tão agressivos e acabar perdendo a pouca qualidade de vida que está tendo.

Por isso é essencial fazer um acompanhamento rigoroso com o médico para buscar a melhor opção, que pode ser uma dessas a seguir ou um combinado entre todas as opções:

Cirurgia

Esse é o método que responde melhor quanto às chances de controle e cura da doença. Porém, é preciso que o médico tenha certeza que será seguro operar, já que em muitos casos o câncer está espalhado demais ou perto do coração, o que pode ser um alto risco para o paciente.

Quimioterapia

A quimioterapia é um tratamento com medicamentos que visam destruir as células cancerígenas, reduzir o crescimento do tumor e aliviar os sintomas. Ela pode ser ou não combinada com a radioterapia.

Radioterapia

Esse tratamento é feito usando uma determinada dose de radiação que tem a finalidade de destruir as células cancerígenas. Existem diversos tipos de radioterapia, mais ou menos localizada e com intensidades variadas, conforme a necessidade de cada caso.

As dicas desse artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. Para obter os resultados mencionados também é preciso levar um estilo de vida saudável.

6 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

canela nas plantas

Canela nas plantas: conheça os benefícios e como usar

disfarçar cabelo branco como

Como disfarçar cabelo branco: 5 dicas para evitar tintura permanente