em

Para que serve óleo de peixe?

Óleo de peixe é um dos suplementos em alta atualmente devido aos seus diversos benefícios
oleo de peixe
Crédito: Pixabay

Um ótimo aliado para diminuir o colesterol ruim é o consumo do óleo de peixe, uma gordura benéfica para o organismo. Ele contém ômega-3, um ácido graxo poli-insaturado essencial, composto por EPA e DHA.

O corpo não consegue produzir esses ácidos graxos essenciais, mas o organismo necessita deles, uma vez que são responsáveis por criar uma camada lipídica em volta das células, contribuindo para o melhor funcionamento de todas as suas funções.

O ômega-3 presente no óleo possui potente ação anti-inflamatória. A falta desse nutriente no organismo pode prejudicar a neutralização dos radicais livres, que promovem danos oxidativos em diversos tecidos do corpo. Esta substância vem de peixes marítimos de água fria, como o salmão, o atum e o bacalhau.

Benefícios para a saúde

oleo de peixe beneficios
Crédito: Pixabay

Diversos estudos mostram os benefícios do óleo de peixe para a saúde. Principalmente em doenças como asma, colites, doenças de pele, hipertensão e hipercolesterolemia. O produto tem sido utilizado como anti-inflamatório, estimulante do sistema imunológico e para a saúde cardiovascular.

1. Ajuda a diminuir os sintomas da depressão

A ingestão elevada de EPA e DHA está associada com o aumento do volume de matéria cinzenta nas regiões cerebrais que controlam a depressão e o humor.

Já foi constatado que o consumo adequado do ômega-3 é capaz de melhorar o controle das emoções e do humor, minimizando sintomas depressivos, insônia a falta de libido, que são sintomas frequentes em pacientes com depressão e ansiedade.

2. Cabelos e unhas protegidos

O óleo ajuda a diminuir a inflamação celular em todas as camadas da pele e também reduz a vermelhidão, as rugas e a perda de tônus. O ômega-3 tem o poder de reabastecer os lipídios da pele e minimizar a perda de umidade, o que beneficia o couro cabeludo, a estrutura capilar e também as cutículas das unhas.

3. Pele saudável e bonita

Da mesma forma que beneficia os cabelos e as unhas, também é eficaz contra a acne, doenças de pele e alergias, graças ao fortalecimento do sistema imunológico e seu poder anti-inflamatório.

4. Prevenção do câncer de pele

Além de ser um hidratante natural para a pele, o ômega-3 também está associado ao risco reduzido de câncer de pele. A sua ingestão mantém a imunidade alta mesmo após exposição aos raios UV. Ele revitaliza o tecido de dentro para fora, proporcionando uma pele saudável e bonita.

5. Combate às alergias sazonais

Por ter propriedade anti-inflamatória, o óleo ajuda a reduzir o inchaço ao reduzir a produção de histaminas, que causam os efeitos colaterais das alergias.

6. Fortalecimento do sistema circulatório

Composto pelas artérias, veias e vasos, e também pelo coração, o sistema circulatório fica mais resistente quando existe óleo de peixe na alimentação, que oferece boa dose de ácidos graxos. Esse ácidos, quando equilibrados, reduzem o risco de doenças cardiovasculares.

7. Protege as funções cerebrais

Ao ingeri-lo de forma rotineira, ele irá equilibrar as funções dos hormônios dopamina e serotonina, que regulam mecanismos no cérebro. Talvez mais um aliado na prevenção de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

8. Alivia dores de artrite

Pessoas diagnosticadas com algum tipo de artrite possuem inflamação nas articulações do corpo, as famosas “juntas”. Por causa dos ácidos graxos presentes no óleo, as dores causadas pelos sintomas da artrite reduzem, já que esse alimento vai agir como anti-inflamatório. Para ter um melhor efeito, toda a rotina alimentar deve ser saudável e equilibrada.

9. Fortalece os ossos

O cálcio e outros nutrientes presentes no óleo de peixe são importantes na formação óssea. Assim, ele torna-se um bom aliado na dieta de pessoas a partir dos 45 anos, quando começam a apresentar redução de absorção de nutrientes.

Óleo de peixe emagrece?

oleo de peixe emagrece
Crédito: Saúde é Vital

Através do ômega-3, é ativada uma proteína celular chamada PPAR-gama que melhora a atuação da insulina nas células. Além disso, regula os níveis de leptina e controla o apetite. O óleo é essencial para regular a queima dos depósitos gordurosos e a fome.

Como tomar o óleo de peixe?

Você deve inserir em sua dieta todas as fontes de ômega-3 que puder. Além de fazer a suplementação com cápsulas do óleo, tenha a certeza de que o produto seja livre de metais tóxicos.

Ao escolher um suplemento, busque por uma marca de qualidade e confiança. Recomenda-se 1 grama, 3 vezes ao dia. Essa dose fornece, aproximadamente, 1 grama de ácido graxo ômega-3.

Melhor horário para tomar

Não importa o horário que as cápsulas sejam tomadas. O importante é que sejam consumidas antes, durante ou depois das refeições. A absorção é melhor quando o ômega-3 é ingerido junto com o alimento.

Óleo de peixe traz benefícios na gravidez?

óleo de peixe na gravidez
Crédito: Freepik

Não há recomendação médica para que a mulher grávida faça suplementação com óleo de peixe. Isso porque o óleo em si não vai reduzir o risco de depressão pós-parto nem melhorar  desenvolvimento do bebê, como muitos pensam.

Mesmo assim, é importante que a gestante inclua algum tipo de peixe, de preferência os gordos, como sardinha, atum, salmão, anchova e cavala ao seu cardápio. O peixe tem cálcio, que é um dos três principais componentes que a gestante precisa. Os outros são o ferro, para formação das hemácias do sangue, e o ácido fólico que previne mal formações no feto.

Melhores marcas e média de preço

Existem muitas marcas de óleo de peixe em cápsulas para fazer suplementação. Entre as mais conhecidas estão Vitafor (em média R$ 73, com 120 cápsulas), Unilife Vitamins (cerca de R$ 25, com 120 cápsulas), Fitoway (média de R$ 21, com 120 cápsulas).

Na hora de escolher o produto, evite as marcas que colocam apenas a quantidade de ômega-3 na embalagem. Observe se informa a concentração de EPA e DHA. Essas quantidades somadas respondem qual é a concentração desses tipos de ácidos na cápsula, pois eles são os mais importantes.

Contraindicações e efeitos secundários

Avise ao seu médico se você possui disfunções sanguíneas, está grávida ou em fase de amamentação. Não utilize o óleo sem consultar um médico, caso esteja utilizando medicamentos anticoagulantes.

Caso o óleo não seja de boa qualidade ou se consumir em excesso, ele pode causar alguns efeitos colaterais como intoxicação por metais pesados, gases, fezes soltas, azia e refluxo gástrico, cólicas, ganhos de peso, hemorroidas, dificuldades em respirar, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
patê de sardinha
8 Receitas de patê de sardinha para petiscar
como fazer enxaguante bucal caseiro
Como fazer enxaguante bucal caseiro