em

Ômega-3: Veja os benefícios e como consumir a substância

Entenda de uma vez por todas o que é o ômega-3 e por que você precisa dele no seu organismo para ter boa saúde.
ômega-3
Crédito: PxHere

Nas dicas de alimentação e hábitos saudáveis que vemos todos os dias na internet, sempre existe alguma menção ao ômega-3, você já percebeu?!

Mas não adianta apenas olhar para esse nome e pensar em como consumir a substância sem saber o que é e para que serve. É por isso que esse artigo vai esclarecer suas dúvidas, orientando sobre os benefícios, formas de consumo e se existem contraindicações.

O que é ômega-3 e para que serve?

O ômega-3 é um conjunto de ácidos graxos poli-insaturados, ou seja, a reunião de óleos essenciais para o organismo, mas que o ser humano não produz, por isso, precisa ser ingerido.

Ele promove uma poderosa ação anti-inflamatória em todo o corpo. A inflamação é um dos processos responsáveis pelo desenvolvimento da obesidade, de tumores, de derrame, de infarto e outros problemas sérios de saúde.

As inflamações podem ocorrer por diversos fatores, que entre os principais estão a combinação entre o consumo excessivo de açúcar, produtos industrializados (com excesso de ômega-6), o sedentarismo, falta de qualidade do sono, abuso de drogas, alto nível de estresse e tudo aquilo que desequilibra os sistemas do corpo.

Assim sendo, a função do ômega-3 é ajudar a reestabelecer o equilíbrio entre a ação inflamatória e a anti-inflamatória, em combinação com a redução ou eliminação dos hábitos prejudiciais à saúde, acima mencionados.

Benefícios do ômega-3 para a saúde

Dentro da estrutura que forma o ômega-3, as duas principais substâncias que fazem com que ele seja benéfico para o reequilíbrio do organismo são o ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenoico (DHA). Veja como cada um deles atua:

Ação do ácido graxo EPA

O EPA age de maneira sistêmica no corpo, ou seja, atua no funcionamento do coração, dos vasos sanguíneos e articulações. Dessa forma, ele promove os seguintes benefícios:

  • Redução dos triglicerídeos;
  • Prevenção dos problemas relacionados ao coração;
  • Melhora da circulação do sangue;
  • Controle do diabetes;
  • Trata das inflamações de todos os tipos, como asma, doença de crohn, lúpus, artrites e outras.

Ação do ácido graxo DHA

O DHA age de maneira neurológica, sendo essencial para a formação cognitiva dos fetos. Nesse sentido também contribui para:

  • Melhora do raciocínio;
  • Capacidade de concentração;
  • Funcionamento da memória;
  • Tratamento do TDAH (transtorno do déficit de atenção e hiperatividade);
  • Controle dos sintomas de depressão, Parkinson e Alzheimer;
  • Prevenção de doenças oculares.

Estímulo do hormônio glucagon

Outro benefício do consumo equilibrado do ômega-3 é que ele estimula a produção do hormônio glucagon pelo pâncreas e células intestinais.

Esse hormônio é fundamental no metabolismo da gordura em energia, ajudando no processo de emagrecimento.

Como tomar suplemento de ômega-3

O ômega-3 está naturalmente presente em muitos alimentos, conforme você verá adiante. Entretanto, ele também pode ser consumido em forma de suplemento alimentar, em cápsulas, que deve ser prescrito pelo médico ou nutricionista.

É muito importante que, na hora da compra, observe-se na embalagem do suplemento a presença de um selo de qualidade que garante a boa procedência do produto e a composição exclusiva de óleo de peixe sem metais pesados. Esses selos são MEG-3, IFOS e USP.

Também é importante observar na embalagem do produto qual é a quantidade de EPA e de DHA, que são os componentes mais importantes do suplemento, conforme os benefícios citados anteriormente.

A dose a ser ingerida por dia será a prescrita pelo médico, após avaliar a necessidade do seu organismo. Mesmo assim seu consumo é recomendado mesmo para quem consuma alimentos com ômega-3, pois na maior parte das vezes a quantidade nessas fontes é baixa.

Alimentos ricos em ômega-3

As fontes naturais de ômega-3 são os peixes de águas profundas, mas que deve-se prestar atenção onde são criados, pois podem conter muitos metais pesados. Esses peixes são os chamados de peixes gordos: salmão, atum, sardinha, bacalhau, arenque e cavalinha.

Além dos peixes gordos também deve-se consumir sementes de linhaça, chia e nozes. Outros alimentos podem ser enriquecidos com ômega-3, como ovos, pães e manteigas, então observe na embalagem quando for comprar.

Indicações e  contraindicações

O ômega-3 é indicado para pessoas de todas as idades, pois é necessário em todas as fases da vida. As gestantes e lactantes devem fazer a suplementação orientada pelo médico, já que, como vimos nos benefícios, ele atua na construção cognitiva do bebê, além de fortalecer o sistema imunológico. Durante a infância ele vai continuar agindo com os mesmos benefícios.

Na vida adulta e na terceira idade o ômega-3 vai manter o equilíbrio do organismo, promovendo todos os benefícios mencionados anteriormente, no combate a inflamações que afetam pessoas de todas as idades.

Dessa forma, o ômega-3 não possui contraindicações, mas vale ressaltar que a melhor maneira de consumir a forma em suplemento é com prescrição médica, já que em cada fase da vida a quantidade necessária é diferente e o excesso de qualquer substância pode trazer efeitos colaterais.

Dica: Conheça também a função do ômega-6

Muito falamos do ômega-3 e também que o ômega-6 pode ser ruim porque está nos alimentos industrializados. Mas cada um deles possui uma função importante no organismo, quando estão em equilíbrio. Veja quais são:

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
perda de memória
Perda de memória: Por que ela acontece e como tratar?
óleo de alho
Saiba como usar o óleo de alho em benefício da saúde