em

Como fazer um bom churrasco: veja dicas infalíveis

Não existe mistério algum para fazer um churrasco impecável
como fazer churrasco
Crédito: Freepik

O dia oficial do churrasco é o domingo, mas ninguém resiste a dar uma adiantada para sexta e sábado também, sempre que possível. Se você adora chamar os amigos para fazer um bom churrasco, mas sempre acaba esquecendo de alguns detalhes, veja agora o que não pode faltar e quais são os erros mais comuns para que os cometa mais.

Dicas para fazer um bom churrasco

Mais do que uma refeição, o churrasco é um evento social para reunir as pessoas mais queridas e para bater um papo com boas gargalhadas. Qualquer carne fica mais saborosa e com gosto especial quando assada na churrasqueira, nem que seja durante o almoço com apenas três pessoas só para variar um pouco.

Só que ele tem que ser benfeito, se não a alegria dá lugar à frustração. Nada de carne dura e em pouca quantidade. Não esqueça também de bebidas geladas e de qualidade.

1. Planeje cada detalhe

Aquele papo de assar uma carne de última hora com o que tem em casa é balela e dificilmente dá certo. Ao convidar os amigos e familiares, é preciso ter na ponta do lápis cada tópico do churrasco para que tudo saia perfeitamente.

Se for comunitário, organizem-se para determinar o que cada pessoa deve levar. Já se você estiver oferecendo tudo, é preciso planejar com ainda mais cuidado, pois são várias coisas a se pensar. De forma geral, os pontos principais para lembrar antes do churrasco são:

  • Quais e carnes comprar e quantos quilos comprar;
  • Quais e quanto de acompanhamentos fazer;
  • Quais e quantas bebidas comprar;
  • Carvão.

Para calcular a quantidade de comida por pessoa pense em 500 gramas por adulto e 150 gramas por criança. Esse cálculo é importante. Na dúvida, recorra às calculadoras de churrasco.

2. Escolha os melhores cortes

como fazer um bom churrasco perfeito
Crédito: Portal Viu

É preciso também investir em boas carnes. As mais recomendadas são:

  • Picanha;
  • Fraldinha;
  • Contrafilé;
  • Alcatra;
  • Maminha;
  • Lombinho de porco;
  • Coração de galinha;
  • Coxa de frango;
  • Asinha de frango;
  • Costelas bovina e suína;
  • Linguiça e salsichão.

Dê preferência para peças com aspecto viçoso, com uma camada de gordura que hidrate a carne. Aliás, não tire a gordura da picanha, pois é ela que hidrata a carne e não permite que resseque. Uma boa ideia é dar uma selada nesse corte antes de assá-la.

3. Compre as bebidas

Nem só de cerveja se faz um churrasco. Ofereça opções aos seus convidados e deixe tudo em coolers, geladeiras ou baldes de gelo para deixar tudo trincando. Sirva refrigerante, cerveja, sucos de frutas e água. Uma caipirinha de vodca ou de cachaça também vai bem, de preferência com limão, maracujá ou abacaxi.

4. Tempere bem as carnes

No churrasco original, as carnes vermelhas são temperadas somente com sal grosso, mas isso não significa que é só jogar o sal e pronto. A quantidade deve ser proporcional à grossura das carnes, tomando cuidado para não salgar demais ou de menos.

O ideal é temperar pouco antes da carne ir para o fogo para que não absorva demais o sal. Cuidado com temperos prontos e amaciantes, que podem tirar o sabor original. Frango e carne suína podem ser temperados com ervas, suco de limão ou laranja, pimenta do reino, sal e mostarda.

5. Faça molhos para acompanhar

Prepare também alguns molhos para acompanhar a carne depois de pronta ou até para pincelar nela ainda na brasa, quando já retirou o papel alumínio, caso use. As melhores de molhos são barbecue, de mostarda ou de alho.

6. Vá além das carnes

É importante ter criatividade. Por isso faça espetinhos variados com legumes, com frutas ou com queijo coalho, além dos tradicionais pães de alho. Abacaxi e banana são as melhores opções de frutas. Já os vegetais incluem uma boa variedade, como pimentão, cebola, abobrinha, berinjela, batata e até tomates, pincelados com azeite de oliva e um toque de sal.

7. Prepare a churrasqueira

A churrasqueira deve estar limpa e sem cinzas antes de acender. Para começar, coloque os pedaços maiores de carvão em um canto, como se fosse uma pirâmide oca no meio. Molhe um pedaço de pano velho ou um papel mais grosso com álcool de 90º GL e coloque no meio dessa pirâmide. Com cuidado, acenda um fósforo e jogue.

Quando a brasa estiver vermelha e intensa, espalhe-a pela churrasqueira, deixando alguns espaços vagos. Só coloque a carne depois e não deixe o carvão criar labaredas, que podem queimar a comida. Se usar uma churrasqueira elétrica, tenha atenção à temperatura.

8. Acerte no ponto

dicas para fazer um churrasco perfeito
Crédito: Notícias ao Minuto

O responsável pela churrasqueira deve ter muita noção do que está fazendo para acertar no ponto da carne. Eis algumas dicas:

  • Nunca jogue água para conter as labaredas ou diminuir o fogo. Isso faz com que a churrasqueira perca o calor e comprometa o ponto da carne;
  • Disponha as carnes bem próximas da brasa por um período entre cinco e 15 minutos. Isso permite selar a superfície sem ressecar o interior. Isso é importante para deixá-la no ponto certo;
  • Peças mais grossas devem ser transferidas para mais longe do fogo depois de seladas, evitando, assim, que fiquem cruas no meio;
  • A carne geralmente está no ponto quanto surge um suco sobre ela. Quando isso acontecer, é hora de virá-la;
  • Prepare carnes em diferentes pontos, pois os gostos das pessoas variam.

9. Não esqueça dos acompanhamentos

As carnes são as estrelas, mas não dá para deixar passar os coadjuvantes. Como acompanhamentos, considere arroz, salada de folhas verdes, vinagrete, salada de batata e pão francês. Amendoim e batatinhas podem ser servidas como aperitivos enquanto o principal não sai.

10. Sirva sobremesas

Já as sobremesas pedem doces açucarados, porém simples. Mousse de limão, de maracujá e de chocolate, brigadeirão, pudim de leite condensado, salada de frutas, sagu e sorvete são as mais indicadas.

Erros comuns cometidos na hora de fazer churrasco

É claro que, mesmo seguindo as dicas acima, imprevistos acontecem. Quando você está preparado para tudo, ele continua sendo um sucesso. Então, veja agora quais são os erros mais comuns e esteja pronto para evitá-los.

Ficar virando as carnes constantemente

No momento em que você coloca a carne na brasa, como viu na dica 8, precisa respeitar o tempo dela e o local em que deve ficar na churrasqueira para que asse sem queimar, ficando no ponto desejado. Então, seja paciente e não fique virando a carne o tempo todo.

Remover a gordura da carne

Na hora de assar a carne, é a gordura que retém o calor e impede que a carne resseque. Então, nada de retirar a gordura da carne antes de assá-la. Se não quiser comer essa parte, remova somente quando for comer.

Exagerar nos temperos

Carne bem temperada é ótimo, mas tem que cuidar para não exagerar. Não é porque você tem um bife grosso que ele necessita do dobro de sal ou ficar horas marinando. Pesquise sobre o tipo de carne, pois seu sabor natural deve combinar com o sabor dos temperos que escolher.

Espessura das peças

Assim como não pode exagerar no tempero, precisa ter noção que um bife com corte muito alto não pode servir tão no ponto ou bem passado. Esses bifes são ideais para servir mal passados. Se quiser carne mais assada, escolha bifes mais finos.

Corte da carne

Depois que a carne estiver assada pronta para o corte, também precisa de atenção especial. Não corte simplesmente em qualquer direção. Escolha uma boa faca e faça os cortes no sentido da fibra da carne. Assim ela ficará mais suculenta e macia.

Veja como amolar bem a faca antes de tudo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
receitas de molho barbecue
Receitas de molho barbecue caseiro
plantas para ter dentro de casa
12 Plantas para ter dentro de casa e os seus benefícios