o que é acne
Crédito: Freepik
em

O que é acne: causas, como evitar e tratamentos

Conheça os tipos de acne, porque ela acontece e o que fazer para prevenir e para tratar esse problema incômodo

Ter cravos e espinhas incomoda tanto os adolescentes quanto os adultos. Sim, durante toda essa fase da vida em que os hormônios estão bem ativos, muitas pessoas sofrem com a acne, de forma mais ou menos intensa. Você sabe exatamente o que é acne, como ela é classificada, suas causas, sintomas e tratamentos? Entenda tudo agora.

Veja também: como cuidar da pele oleosa

O que é acne?

É uma condição que ocorre quando há um aumento na produção de sebo vindo das glândulas sebáceas que ficam por baixo da pele. Esse sebo, além de deixar a pele oleosa, deixa os poros entupidos, formando os cravos. Além disso, estimula a proliferação de bactérias que causam a inflamação, transformando cravos em espinhas.

Classificação

Ela não chega a ser um problema quando é considerada leve, mas algumas pessoas sofrem muito com as inflamações que chegam a deixar cicatrizes na pele. Por isso, agora que já sabe o que é acne, veja também como esse problema é classificado.

Grau 1

Somente o grau 1 não é inflamatório, ou seja, só os cravos se formam na pele, mas não inflamam e, assim, não viram espinhas.

Grau 2

Essa é a pápulo-pustulosa que aparece na forma de lesões dolorosas que às vezes têm secreção no interior e às vezes ficam só vermelhas e com volume.

Grau 3

A nódulo-cística apresenta lesões um pouco maiores, como nódulos que ficam aparentes na pele, principalmente do rosto e costas. Quase sempre têm pus no interior.

Grau 4

Chamada de acne conglobata, esse tipo deixa lesões maiores, com bastante secreção e que podem deixar cicatrizes.

Grau 5

Esse é o tipo mais grave, chamado de fulminante, que além das lesões dolorosas, com pus e que podem deixar cicatrizes, também há casos de febre e mal estar por causa das inflamações.

Causas

Existem diferentes causas para esse problema, nem sempre relacionadas à predisposição do organismo, mas sim, à falta de uma rotina de cuidados com a pele.

Alimentação deficiente

Pessoas que têm um estilo de vida sedentário e uma alimentação rica em gorduras, açúcares, embutidos e muitos industrializados, têm maior tendência a desenvolver acne. Esses alimentos aumentam a oleosidade da pele e estimulam a inflamação das células.

Não remover a maquiagem

Da mesma forma que os alimentos gordurosos e cheios de conservantes, a maquiagem também faz a pele ficar oleosa. Principalmente quando você dorme com ela ou passa muitas horas todos os dias com a pele obstruída por esses produtos.

Estresse

Como o estresse é responsável por um grande desequilíbrio hormonal no organismo, acaba afetando a produção sebácea que, em resposta, produz sebo em excesso, obstruindo os poros e fazendo surgir cravos e espinhas.

Medicamentos

Alguns tipos de medicamentos aumentam as chances de desenvolver acne, dependendo do organismo de cada pessoa. Em especial os corticoides, anticoncepcionais e outros que envolvem alterações hormonais.

Resposta imunológica

Pessoas diagnosticadas com doenças de caráter imunológico também são predispostas à acne, mas não em todos os casos. É mais comum acontecer quando a doença imunológica afeta a pele ou em casos de doenças como a rosácea.

Hiperqueratinização folicular

Nessa condição as células da pele chamadas queratinócitos são produzidas em grande quantidade, causando a obstrução dos poros que pode levar aos cravos.

Sintomas

A acne tem o seu sintoma claro quando começam a surgir os cravos e espinhas na pele. É bem fácil de perceber, mas é importante estar atento quanto à sua evolução.

Se perceber que, ao passar dos dias, os cravos se transformam em espinhas mesmo sem que você os esprema, é bom visitar um dermatologista.

Se sentir que estão se formando espinhas grandes e dolorosas, pode ser sinal de um grau mais elevado do problema, então quanto antes começar o tratamento, melhor. É preciso fazer uma avaliação médica antes de definir qual é o melhor tratamento.

Tratamentos e prevenção

tratamento para acne
Crédito: Freepik

O tratamento varia de acordo com a avaliação do dermatologista. Quanto maior o grau das inflamações, mais intensa precisa ser a intervenção. Da mesma forma, a prevenção ocorre tendo os cuidados diários que vai ver a seguir.

Rotina de limpeza da pele

Em qualquer situação, o médico vai recomendar para que comece a ter uma rotina de cuidados e limpeza com a pele. Essa rotina tem o objetivo de manter a pele limpa, evitando a oleosidade e a obstrução dos poros. O especialista recomendará os melhores produtos para usar diariamente de acordo com cada tipo de pele e grau de acne.

Alimentação equilibrada

Junto com os outros tratamentos, é essencial que seja feita uma reeducação alimentar a fim de evitar os produtos que estimulam inflamações nas células e aumentam a oleosidade da pele. É recomendado dar preferência para frutas, verduras, legumes, leguminosas, carnes magras, laticínios light, evitar glúten e beber muita água e bebidas naturais.

Anticoncepcional

Muitas mulheres conseguem resolver o problema fazendo uso de determinado tipo de anticoncepcional. Pode ser necessário testar alguns tipos até chegar naquele que tem as quantidades ideais de hormônios para cada caso.

Medicamentos

Para os casos mais acentuados, existem medicamentos que podem ajudar. Alguns são para ingerir e outros para aplicar na pele, seja em casa ou no consultório. Algumas opções são:

  • Ácido salicílico: encontrado em loções e sabonetes anti-inflamatórios, redutores da oleosidade e esfoliantes.
  • Niacinamida: vitamina anti-inflamatória;
  • Ácido glicólico: usado em tratamentos feitos no consultório dermatológico;
  • Retinol: substância presente em diversos produtos dermocosméticos para tratar da acne e das lesões deixadas por ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

relaxantes musculares naturais

7 Melhores relaxantes musculares naturais

usar manteiga de karité

Benefícios da manteiga de karité e como usar esse hidratante