em

Dermatologista: conheça 10 doenças que ele trata

O dermatologista trata doenças e também aplica tratamento estéticos e cosméticos.
dermatologista
Designed by Freepik

Desde simples tratamentos estéticos até câncer de pele passam pelos cuidados de um dermatologista. Você já consultou algum? Sabe tudo em que ele pode te ajudar?

A pele é o maior órgão do corpo humano, e mesmo assim sabemos pouco sobre ela. Do contrário todos estaríamos mais atentos à exposição solar em excesso e outros cuidados necessário para a saúde da pele.

Quer saber quais são eles e quais são os problemas de pele mais comuns? Continue lendo!

O que faz o dermatologista?

O dermatologista é o médico que cuida da saúde da pele, pelos, mucosas, unhas e cabelos. Ele faz o diagnóstico de mais de três mil doenças relacionadas a essas partes do corpo e também trabalha com o tratamento e a prevenção delas.

O que trata um dermatologista?

Entre as mais de três mil doenças que o dermatologista trata, selecionamos 10 que são bem conhecidas por nome, mas que nem todo mundo sabe realmente o que são e seus sintomas.

1. Acne

A acne é o mesmo que ter espinhas. Elas surgem nas fases da vida em que o corpo produz mais oleosidade, ou seja, começam na pré-adolescência e vão até a vida adulta.

Elas acontecem quando os poros da pele se entopem com uma substância sebosa produzida pelo próprio organismo. Mas em algumas pessoas, tornam-se um problema sério por conta do excesso de inflamações.

Nesses casos é necessário fazer um tratamento com o dermatologista. Quando são mais leves, o tratamento costuma ser tópico, com creme ou gel sobre a pele. Em casos sérios pode ser necessário usar medicamentos para tratar.

2. Psoríase

A psoríase é um tipo de inflamação que deixa a pele esbranquiçada, inchada e ressecada ao ponto de descamar.

A pele também pode apresentar vermelhidão e manchas, que podem coçar ou doer. As áreas mais comuns do corpo em que a psoríase aparece são joelhos, cotovelos, costas, rosto, couro cabeludo, pés e mãos.

Ela é uma inflamação crônica e é acionada pelo próprio sistema imunológico do organismo. Ela pode ocorrer com pessoas de todas as idades, mas em especial em que tem influência genética, tem infecções frequentes, se estressa demais e está com o metabolismo desregulado.

3. Eczema

O eczema é um tipo de inflamação que deixa a pele ressecada, com manchas avermelhadas e pequenas bolhas. Ele ocorre porque a pele não produz óleo o suficiente e por isso fica seca, dura e coça.

Ao perceber esses sinais é recomendado procurar um médico porque eles costumam ser confundidos com outras doenças. Embora não haja cura, existe tratamento para aliviar os sintomas.

4. Rosácea

A rosácea é uma doença de pele que deixa o rosto com manchas vermelhas e doloridas, muitas vezes dificultando para sorrir. Ela aparece nas bochechas, testa, nariz e queixo. Os primeiros sintomas podem ser confundidos com queimaduras de sol.

Existem diferentes tipos de rosácea, identificados conforme a manifestação dos sintomas. Diversos tratamentos são constantemente testados, mas ainda não há um que cure definitivamente a doença. Entretanto, os tratamentos de controle costumam apresentar alto grau de satisfação.

5. Impetigo

O impetigo é uma infecção causada por uma bactéria que afeta as camadas superficiais da pele. A principal forma de infecção é ser exposto à bactéria, ou seja, à pessoas infectadas.

A bactérias pode estar em feridas abertas, brinquedos, roupas e lençóis e é facilmente transmitida entre as crianças de dois a seis anos de idade por causa do contato com umas com as outras.

6. Vitiligo

Quando ocorre a perda gradativa de pigmentação da pele, é chamado de vitiligo. Vão surgindo manchas pelo corpo e não há como saber quando vai parar. Não é contagioso e não afeta a saúde de quem tem.

7. Varicela

A varicela é o vírus da catapora. É uma doença muito comum nas crianças porque o contágio é muito fácil na idade escolar: acontece por contato com a ferida que forma, por espirro ou tosse. Mas no fim, o contágio acaba sendo a vacina, porque depois que cura, o corpo fica imune.

O tratamento da catapora é simples, com pomadas para aliviar a coceira e secar as bolinhas vermelhas que surgem por toda a pele.

Existe cura para o vitiligo, mas ela depende da reação positiva do organismo ao tratamento. Ele acontece quando as células que formam a melanina (pigmentação da pele), param de produzi-la.

Os médicos não sabem o que faz as células pararem de produzi melanina. Mas acreditam que possa ser uma doença autoimune, em que o próprio sistema imunológico ataca as células como se fossem invasoras.

8. Sarna

O nome correto da sarna é escabiose. É uma doença de pele causada por um parasita e provoca muita coceira. Ela é facilmente transmissível, mas também tratável.

A transmissão do parasita acontece por contato íntimo ou por roupas, porque ele é um minúsculo ácaro. O que ele faz na pele é comer a queratina, e se espalha pelo corpo quando se reproduz.

O tratamento é feito à base de medicamentos e loções tópicas para passar no corpo e matar os ácaros.

9. Urticária

A urticária causa muita coceira no corpo, deixa a pele vermelha, inchada e pode acontecer por diferentes motivos. Muitas vezes, suas causas são indefinidas e a crise dura por tempo indeterminado.

Cada pessoa tem suas sensibilidades, então, o aparecimento da urticária pode ser desde o frio até o calor excessivo, exercícios, alimentação ou situações estressantes.

Como existem vários tipos de urticárias, cada uma recebe um tratamento específico, com medicamentos para passar na pele e para tomar.

10. Câncer de pele

O câncer de pele é dividido em dois grandes grupos: melanoma e não-melanoma. O melanoma é o mais perigoso pois há risco de se espalhar pelo corpo. Mas o não-melanoma é o que mais afeta as pessoas entre todos os tipos de câncer.

O tratamento varia de acordo com o tipo e o estágio do tumor, e também como a condição do paciente. A forma mais comum e a principal de remover o câncer de pele é através de cirurgia.

Quando ir ao dermatologista?

Tendo como base os sintomas das doenças de pele mencionadas aqui em cima, se você se enquadrar em alguma, procure um dermatologista.

Mas não é só para tratar doenças que o especialista em pele pode ajudar. Também para fins estéticos e cosméticos, como rejuvenescimento, drenagem linfática, limpeza de pele e terapias para a pele.

Pele do Idoso: dicas e cuidados

A partir dos sessenta anos de idade o organismo começa a reduzir a produção de hormônios, a quantidade de água, a pele fica mais fina e suscetível a traumas.

Por isso, os cuidados com a pele do idoso precisam ser especiais. Acompanhe as recomendações no vídeo abaixo:

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
otorrinolaringologista
Você sabe o que faz um otorrinolaringologista e quando procurá-lo?
cardiologista
Quando e por que devo procurar um cardiologista?