em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

Rabanete é bom para a memória?

Veja como esse legume pode atuar diretamente para a preservação da memória e de suas funções

rabanete é bom para memoria
Crédito: Pexels

O desgaste gradativo do organismo é natural e, com o passar do tempo, a maioria das funções funciona com menor eficiência. Não seria diferente com a memória, que falha e demonstra desgaste com o decorrer dos anos. Por isso, é importante que se tenha uma alimentação saudável, para se preservar ao máximo as funções da memória. Nesse cenário, surge a dúvida se rabanete é bom para a memória ou se esse é um mito. 

Rabanete é bom para a memória?

O rabanete é um legume rico em proteínas, fibras, cálcio, potássio, magnésio, cobre, fósforo, zinco e vitaminas C, K, B6 e B9. Assim, esse é um vegetal extremamente nutritivo e consegue ser amplamente benéfico para as funções cerebrais, devido a alguns desses nutrientes em sua composição.

Primeiramente, o rabanete possui vitamina C que, conforme o Congresso Nacional de Alzheimer, é um importante nutriente para o cérebro. Afinal, esse componente possui propriedades antioxidantes que combatem os radicais livres que possam gerar danos nos neurônios, preservando-os por mais tempo. Além disso, ela estimula o potencial de memória e foco, já que é essencial para a absorção do ferro que é o mineral responsável por levar oxigênio para o cérebro.

Portanto, o aumento das taxas de vitamina C – proveniente do rabanete – auxilia para a absorção do ferro. Logo, aumenta a oxigenação no cérebro, pro conta da produção de hemácias e estimula a concentração, capacidade de memória e até mesmo o metabolismo.

Como se não bastasse, esse legume também é rico em fósforo, que é excelente para o bom desempenho mental. Afinal, esse mineral atua diretamente na constituição da membrana das células e colabora para prevenir a exaustão mental, aumentando o potencial do cérebro em determinadas atividades.

O zinco também se faz presente nesse componente e possui uma função de anti-inflamatório natural, além de possuir função antioxidante, o que preserva as membranas dos neurônios contra o ataque dos radicais livres. Portanto, o risco de doenças degenerativas é diminuído quando a pessoa consome fontes de zinco frequentemente e mantém bons hábitos.

A vitamina B6 presente nesse vegetal também é importante para o bom funcionamento do cérebro e possui um papel vital para a produção dos neurotransmissores, como a serotonina, responsável pela sensação de felicidade. Os danos em uma produção inadequada de determinados neurotransmissores são imensos e podem culminar em depressão, ansiedade, problemas de sono e outras questões que podem atrapalhar o indivíduo.

Logo, é perceptível que o rabanete é bom para a memória e deve ser adicionado a sua dieta, para auxiliar na prevenção de doenças degenerativas, aumento de concentração, aumento da capacidade de memória e outros benefícios abordados anteriormente. Então, o que fazer para adicionar esse legume em sua dieta?

Como consumir

rabanete é bom para memoria como consumir
Crédito: Freepik

Esse vegetal pode ser consumido de maneiras diversas e atende as mais diversas necessidades. O seu índice glicêmico é muito baixo, o que o torna uma opção incrível para quem está de dieta. Extremamente versátil, pode ser utilizado em saladas, sopas e até mesmo chás.

Por exemplo, as folhas que geralmente são descartadas possuem um papel importante para o organismo, já que são ricas em fibras e em selênio, o que promove o fortalecimento da imunidade, previne a constipação, combate o colesterol e outros benefícios diversos. Com essas partes, pode-se fazer uma sopa, colocando-a para cozinhar com outros ingredientes de sua preferência e depois, batendo-a no liquidificador.

Você também pode preparar um xarope que é muito simples de ser feito e utiliza mel em sua composição. Ele serve para fortalecer a imunidade e dispõe de diversos benefícios para o organismo, além do principal que é o combate à gripe.

Ingredientes

Rabanete: 120 gramas;
Limão: 4 unidades;
Mel: 3 colheres (sopa);
Gengibre: 1 colher (chá) ralado;
Canela: 2 colheres (chá).

Modo de preparo

  1. Misture o rabanete, o gengibre e o suco de limão no liquidificador;
  2. Espere ficar homogêneo;
  3. Adicione a canela;
  4. Reserve;
  5. Tome uma colher de sopa 2 vezes ao dia antes das principais refeições.

Veja também: como fazer conserva de rabanete

Outros benefícios para a saúde

Além de saber que o rabanete é bom para a memória, entenda também outros benefícios. Afinal, ele é rico em diversos nutrientes que assumem diferentes papeis, quando absorvidos pelo organismo.

Devido ao fato de ele ser rico em vitamina C e em zinco, o rabanete é um poderoso componente para o fortalecimento da imunidade. Portanto, além de prevenir o surgimento de infecções e viroses, ele também as combate, dando o suporte necessário ao organismo.

Por ser rico em fósforo e em cálcio, esse legume também é eficaz para a prevenção da osteoporose. Afinal, essa doença surge a partir da degeneração dos ossos com a diminuição de sua densidade. Como esses minerais fortalecem a densidade óssea, eles são ideais para prevenir e combater esse mal.

Outro ponto importante é que esse componente também colabora para a prevenção da anemia, já que é rico em ferro e em vitamina C, ideal para a absorção desse mineral. Logo, a produção de hemácias se torna regular e o organismo irá funcionar corretamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

hidroterapia

Hidroterapia: conheça os benefícios e indicações desse tratamento

limpar piso de cozinha

Como limpar piso de cozinha: 7 dicas para facilitar