em

Probióticos: o que são, os benefícios e como tomar

A importância de incluir os probióticos na sua alimentação é maior do que imagina para proteger a sua saúde

probióticos
Crédito: Pixabay

Os probióticos são alimentos que passam por um processo de fermentação. Essa fermentação é feita por bactérias que consomem o açúcar dos alimentos e se reproduzem dentro dele. O que faz esses alimentos serem bons para o corpo humano é a qualidade dessas bactérias.

Elas são do mesmo tipo das que já nascem junto com você, lá no seu intestino, onde formam uma colônia com cerca de 10 trilhões de micro-organismos, o que se chama de microbiota intestinal. Todos esses micro-organismos trabalham fazendo com que o seu intestino e o seu sistema imunológico sejam saudáveis.

Ao longo dos anos, é natural perder essas bactérias por causa dos seus hábitos de vida. Então, uma forma eficiente de fazer a reposição é consumindo alimentos probióticos, nos quais há muito mais dessas mesmas bactérias para voltar a fazer o seu corpo ser mais saudável ou mantê-lo assim.

Benefícios e para que servem os probióticos

benefícios dos probióticos
Crédito: Pixabay

Nessa colônia com 10 trilhões de micro-organismos que formam a sua microbiota intestinal, não existem só bactérias e outros organismos bons. Existem também os ruins, que causam doenças. Então, o que precisa ser feito é manter o equilíbrio.

Você precisa repor as bactérias boas de modo que elas fiquem em uma quantidade um pouco superior do que as ruins para manter a ordem na sua “comunidade intestinal”. Sendo assim, veja os benefícios que vão ocorrer.

1. Fortalecimento do sistema imunológico

Quando fala-se que os probióticos têm a função de fortalecer o sistema imunológico, quer dizer que quando essas bactérias chegam ao seu intestino, elas despertam seu sistema imune, deixando-o em alerta.

Ele vai detectar que elas são aliadas, mas vai permanecer de olho para quando surgirem as bactérias, vírus e fungos inimigos. Então, ao comer um alimento probiótico com certa frequência, você mantém o seu sistema de defesa sempre preparado para o combate.

Além de deixar o seu sistema imune sempre alerta, essa frequência na ingestão de probióticos também vai fazer os seus anticorpos viverem por mais tempo e mais fortes.

2. Bom funcionamento do intestino

Ter um intestino regulado é absolutamente essencial para uma boa saúde. É nos intestinos que os alimentos são digeridos, separados e suas propriedades são reenviadas para a corrente sanguínea para então cumprirem com a devida função no seu corpo.

Além disso, é nos intestinos que muitos medicamentos são ativados para então fazerem o efeito desejado. E tem ainda o benefício da prevenção de doenças do trato intestinal, como colite, doença de Crohn e síndrome do intestino irritável.

Ou seja, vai muito além de evacuar diariamente e sentir-se mais leve, livre da prisão de ventre, o que não deixa de ser um benefício muito importante também.

3. Tratamento para a obesidade e doenças relacionadas

A microbiota intestinal de uma pessoa obesa é diferente da microbiota de uma pessoa com peso saudável. Em especial, existe um tipo de bactéria que está sendo estudada, chamada Akkermansia muciniphila.

Essa pode ser a bactéria responsável por boa parte da redução de peso em pessoas que entram em uma dieta de emagrecimento rica em probióticos e passam a adotar um estilo de vida saudável para emagrecer.

Como resultado, não só a perda de peso acontece, mas também previnem-se ou tratam-se com mais eficiência as doenças como pressão alta, colesterol alto, diabetes e doenças cardíacas.

4. Saúde bucal

Ao ingerir o alimento probiótico, a sua saúde bucal é afetada direta e indiretamente. A forma indireta é que, quando a sua microbiota intestinal está saudável, ela ajuda a manter a saúde de todo o seu corpo, inclusive das gengivas e dentes.

A forma direta é que existem outras microbiotas no corpo, inclusive na boca. Logo, esses alimentos também vão atuar na manutenção da sua saúde bucal.

5. Saúde íntima

Uma grande parcela das mulheres em idade fértil sofre constantemente com ataques por fungos e bactérias, causando doenças como vaginose, infecções urinárias e candidíase vaginal.

Como os alimentos probióticos são feitos de bactérias e lactobacilos do bem, e no sistema reprodutor também existe uma microbiota específica, esses alimentos vão manter o equilíbrio dessa microbiota, afastando esses tipos de doenças.

Inclusive, porque algumas dessas doenças íntimas a mulher não contrai por causa de agentes externos, e sim, se desenvolvem internamente quando o seu sistema imunológico está fraco e sua microbiota tem mais micro-organismos ruins do que bons.

Tipos de probióticos

melhores alimentos probioticos
Crédito: Pixabay

Sabendo que os benefícios da alimentação probiótica afetam o corpo inteiro, melhorando a saúde de todos os sistemas e de cada célula, é hora de saber o que comer para obter esses benefícios.

Em primeiro lugar, é importante fazer uma avaliação com um nutricionista para detectar a quantidade desses alimentos que pode entrar na sua dieta. Também, para receber mais orientações sobre o que mudar no seu estilo de vida para reforçar o efeito do probiótico.

Para ter ideia sobre quais alimentos possuem esses micro-organismos benéficos, são eles:

  • Iogurte natural;
  • Kefir;
  • Kombucha;
  • Leite fermentado (estilo Yakult);
  • Kimchi;
  • Sopa miso;
  • Shoyu;
  • Chucrute;
  • Suplementos de probiótico.

Como tomar

Como você viu, o probiótico está disponível de duas formas. Nos alimentos naturais e nos suplementos feitos nos laboratórios. Logo existem essas duas formas de consumo:

Ingestão de suplementos

Os suplementos podem ser em cápsulas, sachês ou líquidos e são encontrados em lojas de produtos naturais e farmácias. É bom ter a recomendação médica para fazer uso, pois cada suplemento possui uma quantidade e uma variedade específica de micro-organismos.

Inclusão de alimentos na dieta

Já se você não tem um sério problema de saúde e quer apenas manter ou melhorar a sua microbiota intestinal e seu sistema imune, pode adicionar os alimentos mencionados anteriormente à sua alimentação.

Só lembre-se que sozinhos eles não fazem milagre. É essencial manter uma dieta saudável, rica em comida natural, equilibrada, com fibras, e praticar atividade física regularmente.

Diferença entre probióticos e prebióticos

Agora você já sabe o que são os probióticos, aqueles alimentos ricos em bactérias e lactobacilos benéficos para a sua microbiota intestinal. Então, surge um outro nome parecido para confundir, os prebióticos.

Na verdade é muito simples. Esses prebióticos são outros tipos de alimentos que você come e que servem de alimento para a sua microbiota intestinal continuar saudável.

Esses alimentos são, por exemplo, aqueles ricos em fibras insolúveis, que passam direto pelo seu estômago e chegam inteiras ao intestino, onde vão servir de alimento para suas bactérias e lactobacilos do bem. Alguns exemplos são a aveia, o alho, a cebola e a biomassa de banana verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

suco de maracujá com leite

7 Receitas de suco de maracujá com leite deliciosas

sucos laxantes

5 Receitas de sucos laxantes poderosos para regular o intestino