kefir de leite
Crédito: Wikimedia
em

Kefir de leite: aprenda a cultivar e conheça seus benefícios à saúde

O kefir é considerado um superalimento porque promove a saúde de todo o organismo. Veja quais são suas propriedades.

Muito se ouve falar em kefir de leite, mas nem todo mundo sabe do que se trata. O fato é que ele tem o exclusivo benefício de melhorar a saúde de todo o organismo, agindo prioritariamente a partir dos sistemas gastrointestinal e imunológico.

Para deixar claro, o kefir não é remédio, mas é um alimento para prevenir doenças e aliviar seus sintomas, por isso deve ser incluído na rotina alimentar como se fosse um iogurte, por exemplo. Continue lendo para saber o que é kefir de leite, suas diferenças para o kefir de água, quais os benefícios e como cultivar em casa.

O que é kefir de leite?

O kefir de leite é um alimento probiótico consumido em forma de bebida. O fato de ser probiótico significa que ele é composto das mesmas bactérias e leveduras que vivem naturalmente no intestino humano, ou seja, ele age em benefício (pró) da microbiota intestinal (biótico).

Para formar o kefir, uma pequena colônia de bactérias e leveduras se alimentam do açúcar do leite (lactose) e começam a se proliferar. O líquido que resulta desse processo de fermentação é o kefir de leite que vai ser consumido.

Essa bebida é muito, muito antiga e sua origem é oriental. Os registros históricos não são bem claros quanto a época em que foi descoberto, mas reza a lenda que ele se formava sozinho (fermentava por causa do calor) enquanto os viajantes das cordilheiras transportavam leite em sacos feitos de estômago animal (que também são ricos em bactérias e leveduras).

Quando descobriu-se que no fundo desses sacos ficava uma espécie de leite grosso e meio sólido, ele começou a ser consumido e logo os povos perceberam seus efeitos pra a saúde. Assim, o kefir de leite se tornou um alimento sagrado e começou a ser difundido pelo mundo.

Hoje em dia o kefir chega até as pessoas por meio da tradição da doação, já que no cultivo caseiro ele se prolifera muito rápido. Mas também é possível comprar uma mudinha pela internet e começar seu cultivo.

Benefícios do kefir

A razão pela qual os primeiros povos a consumir o kefir o consideraram sagrado é pelos benefícios que a bebida proporciona à saúde, que com certeza é a mesma razão pela qual você está interessado em consumir. Então, o kefir é bom para:

Fortalecer o sistema imunológico: as bactérias e leveduras do kefir são responsáveis por estimular os anticorpos e as enzimas do organismo, o que é fundamental para combater as bactérias maléficas, fungos, parasitas e vírus.

Reduzir o risco de osteoporose: o kefir de leite possui alta quantidade de cálcio e magnésio, repondo esses minerais nos ossos e prevenindo seu enfraquecimento.

Alivia problemas de estômago e fígado: como o kefir atua no intestino e no sistema imunológico, as bactérias boas logo começam a agir no tratamento de problemas estomacais, de fígado, dos rins e da vesícula causados por bactérias maléficas.

Anticancerígeno: um estudo publicado no National Center of Biotechnology Information mostrou que o kefir de leite foi capaz de diminuir o crescimento de células do câncer de mama humano em laboratório.

Tratamento pós-antibióticos: pelo fato de equilibrar a microbiota intestinal (deixando mais bactérias boas do que más) o kefir de leite é ótimo para consumir após um tratamento com antibióticos, que acabaram matando muitas bactérias boas.

É um superalimento: os superalimentos são aqueles que fornecem uma grande variedade de nutrientes e em quantidades consideráveis para o valor diário recomendado. A cada 175ml de kefir de leite, você consome:

  • 5% do valor diário recomendado de magnésio;
  • 19% do valor diário recomendado de vitamina B2;
  • 14% do valor diário recomendado de vitamina B12;
  • 20% do valor diário recomendado de fósforo;
  • 20% do valor diário recomendado de cálcio.

Como fazer o cultivo do kefir de leite em casa?

Quando mencionado anteriormente que o kefir de leite se prolifera muito rápido, quer dizer que ele é mesmo um alimento vivo e só vai ter efeito dessa forma. Veja como funciona o processo de cultivo caseiro:

Passo 1 – Adquirir uma muda

Uma mudinha de kefir de leite se parece um pouco com uma cabecinha de couve–flor triturada ou com um queijo cottage. Ela é branquinha e tem grumos. Quando você receber a sua muda (seja doada ou comprada) ela pode chegar fresca ou desidratada.

Se for fresca (hidratada), comece o cultivo na hora. Se for desidratada, você vai fazer o mesmo procedimento do cultivo que vamos explicar a seguir, mas ao invés de consumir o líquido da primeira fermentação, você vai descartá-lo e repetir o processo até que a mudinha esteja bem branquinha. Só depois é que vai começar a consumir.

Passo 2 – Preparação dos materiais

Para iniciar o cultivo do seu kefir, é necessário fazer uma esterilização dos materiais com água fervente. Esse passo é muito importante porque se o kefir tiver qualquer contato com um objeto contaminado, vai morrer. Mas lembre-se que a mudinha do kefir nunca pode ser aquecida, ou morre também.

Ingredientes

  • Vidros esterilizados: 2 unidades (para fermentação e para armazenamento);
  • Paninho poroso de voal ou papel toalha: 1 unidade;
  • Borrachinha para prender o voal: 1 unidade;
  • Peneira de plástico: 1 unidade;
  • Colher de plástico, madeira ou inox (nunca de metal): 1 unidade;
  • Muda de kefir: 2 a 4 colheres de sopa para cada litro de leite;
  • Leite integral: proporcional a quantidade da muda.

Passo 3 – Cultivando o kefir de leite

Com tudo em mãos é hora de começar o cultivo. É muito simples, desde que você tenha todo o cuidado com a esterilização dos materiais.

Modo de preparo

1. Coloque os grãos hidratados de kefir no vidro esterilizado, cubra com o leite, tampe com o paninho poroso, prenda com a borrachinha e deixe em temperatura ambiente e em local escuro por até 48 horas.

2. Nesse tempo as bactérias e leveduras vão se alimentar do leite e se reproduzir, gerando o processo de fermentação, onde liberam todos os seus benefícios probióticos no líquido. Por causa do gás liberado na fermentação é que se usa o voal e não a tampa do pote, ou o vidro poderá explodir.

Dica: Conforme você for fazendo mais vezes, pode ir provando o kefir a partir do momento em que completa 12 horas de fermentação, assim você vai testando qual sabor mais lhe agrada. O sabor e odor normal do kefir é levemente ácido (porque o leite foi fermentado e perdeu o açúcar), mas nunca azedo ou desagradável. Se ficar assim, precisará jogar fora.

3. Depois do tempo de fermentação, prepare o outro vidro esterilizado e coe todo o líquido do kefir lá para dentro. Feche muito bem e leve para a geladeira.

4. Depois é só lavar e esterilizar novamente o vidro em que o kefir fermentou (enquanto isso a muda fica esperando na peneira) e depois de limpo, coloque os grãos no vidro novamente, com mais leite e recomece o processo. Se os grãos estiverem se reproduzido muito, separe em mudas e congele para doar ou doe fresco.

O kefir que você levou para a geladeira pode ser consumido ao longo da semana, seja puro ou em batidos com frutas e outros ingredientes que desejar.

Diferenças entre o kefir de leite e o kefir de água

A diferença entre o kefir de água e o kefir de leite está na base do cultivo. Ao invés de usar leite para cobrir a mudinha, você vai usar água filtrada com açúcar demerara e as bactérias e leveduras vão se alimentar desse açúcar.

Em cada tipo de kefir existem diferentes tipos de bactérias e leveduras que trabalham em harmonia entre si. Por isso, não é recomendado usar a muda de kefir de leite para fazer kefir de água e vice versa, ou a colônia poderá se enfraquecer e até morrer.

Os benefícios serão praticamente os mesmos, tendo em conta que no kefir de água não haverá a quantidade de cálcio e magnésio que só o leite fornece. Mas a vantagem é que com o kefir de água você pode fazer sucos e outras receitas que não usam leite.

Dica: O que fazer quando você não puder cuidar do kefir?

Pode acontecer de você precisar viajar e não ter como cuidar diariamente do seu kefir. Ou então você pode simplesmente querer dar um tempo no cultivo, mas não quer se desfazer das mudas. Nesse caso, veja as recomendações do que fazer no vídeo abaixo:

As dicas deste artigo não substituem uma consulta ao médico. Para obter os efeitos desejados, mantenha uma vida saudável, se alimentando bem, tendo boas noites de sono e praticando exercícios físicos regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

benefícios do chá de cominho

Benefícios do chá de cominho para a saúde: aprenda a fazer

tirar mancha de sangue

Como tirar mancha de sangue? 7 Melhores formas