em

AmeiAmei

O que acontece na pós-menopausa

Veja quais são mudanças ocorrem nessa fase e como ter maior qualidade de vida
pós-menopausa
Crédito: Pexels

A pós-menopausa é uma fase delicada da vida da mulher, pois seus hormônios já não estão mais nos níveis adequados e as funções começam a reduzir sua eficiência, fazendo com que algumas doenças se manifestem.

Para passar melhor por essa fase, é interessante que se compreenda quais são as mudanças ocorridas, buscando alternativas para que se tenha uma melhor qualidade de vida.

Aqui você encontra:

7 Mudanças que ocorrem na pós-menopausa

mudanças pós-menopausa
Crédito: Unsplash

Assim como na pré-menopausa e na menopausa propriamente dita, é preciso ter atenção no próprio corpo para entender as mudanças que estão ocorrendo e, assim, evitar sofrimentos desnecessários.

1. Metabolismo

Quando chega na fase do climatério, a mulher tem a velocidade do seu metabolismo reduzida a 2% ao ano. Essa queda no metabolismo leva a uma menor quantidade de energia para as atividades diárias, fazendo com que a pessoa se sinta cansada mais facilmente.

Além disso, há uma maior probabilidade de ganho de peso, pois a queima de calorias passa a ser mais lenta. Se a pessoa não reduzir o consumo e aumentar a quantidade de gastos calóricos, tende a engordar mais facilmente.

2. Cabelos

Um dos hormônios que entra em declínio durante o climatério, o estrogênio, que é um dos responsáveis pelo crescimento capilar. Quando em declínio, o cabelo tende a crescer menos e a ficar mais fraco.

A queda também aumenta, pois os folículos pilosos têm seu tamanho reduzido, deixando o fio mais propenso se partir ou cair.

A quantidade de melanina também diminui, clareando os fios, podendo inclusive torná-los brancos. Além disso, eles ficam mais grossos, pois o corpo começa a criar camadas de queratina em volta dos mesmos, como uma forma de tentar reduzir a queda.

3. Imunidade

Com a queda hormonal, os linfócitos também sofrem quedas significativas, assim como a célula NK, deixando sua imunidade comprometida.

Isso aumenta as chances de se desenvolver inflamações crônicas – as famosas “ites”: tendinite, bursite… – além de doenças infecciosas e outras mais severas, como o câncer.

4. Lubrificação

Nessa fase, os olhos tendem a ficar mais secos, com uma menor produção do canal lacrimal, aumentando as chances de se desenvolver catarata e outras doenças do cristalino. Além disso, o desgaste natural dos olhos pode se agravar nessa fase, sendo fundamental que a mulher procure manter uma alimentação rica em antioxidantes e beba muita água.

Além disso, outras áreas do corpo, como a vagina, podem também sofrer com o ressecamento, dificultando tarefas simples do dia a dia, como a higienização e até mesmo relações sexuais. Isso pode também levar a infecções no trato urinário, com o enrijecimento da pele que reveste a uretra, facilitando a fixação de bactérias no local.

5. Seios

Os seios tendem a perder massa ao longo do tempo, agravando na fase da pós-menopausa, dada a queda do estrogênio. Eles tendem a diminuir, requerendo um sutiã de tamanho menor.

A pele também fica menos firme, com menor quantidade de colágeno, tendendo a se tornar mais flácida e opaca.

6. Ossos

Na fase da pós-menopausa há uma menor quantidade de estrogênio, que faz com que a densidade óssea seja reduzida, podendo gerar doenças como a osteoporose.

Para evitar que isso aconteça, deve-se fazer reposição de cálcio, magnésio, potássio e outros minerais essenciais para a formação dos ossos, sempre com orientação médica.

7. Humor

Alterações de humor são comuns durante a pré-menopausa e climatério, estabilizando um pouco mais na pós-menopausa, tornando a fase um pouco mais leve, nesse aspecto.

Porém, a falta de alguns hormônios pode impulsionar o desenvolvimentos de alguns problemas como a depressão, ansiedade e até síndrome do pânico. Então é fundamental um acompanhamento médico apropriado para que se tenha uma melhor qualidade de vida.

Dicas para conviver melhor com a pós-menopausa

pós-menopausa dicas par conviver melhor
Crédito: Freepik

Para ter uma melhor qualidade de vida, é fundamental que a mulher tenha um acompanhamento médico adequado, com reposição hormonal, se recomendado. Além disso, algumas atitudes podem ajudar bastante:

  • Beba bastante água, seja ela pura ou aromatizada;
  • Faça atividades físicas adequadas;
  • Tenha uma alimentação rica em minerais essenciais e vitaminas;
  • Não fume e evite bebidas alcoólicas;
  • Tome sol por ao menos 30 minutos ao dia, para ativar a vitamina D;
  • Saia de casa com frequência;
  • Saia com as amigas para tomar um cafezinho de vez em quando.

O mais importante é ter paciência e aceitar as mudanças que são naturais e esperadas, vivendo essa fase com alegria e gratidão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
peeling caseiro
10 Receitas de peeling caseiro
melhores dicas de beleza para o verão
10 Dicas de beleza para o verão