em

Qual é o melhor açúcar para a saúde do organismo?

Que tipo de açúcar você utiliza: mascavo, demerara, branco, de coco, beterraba ou milho? Descubra qual é o melhor

melhor açúcar
Crédito: Freepik

Será que existe de verdade isso de que existe um melhor açúcar para a saúde? Saiba que sim e a diferença é imensa!

Adoçar os alimentos é um costuma um tanto recente na história da humanidade. Na época das grandes navegações, por volta do ano de 1500, era um condimento raro e extremamente caro. Tempos depois, foi um dos grandes motivos para a implementação das lavouras de cana de açúcar no Brasil colonial.

Com a revolução industrial e aquisição de novos processos, produtos e subprodutos, o seu preço foi reduzido, surgindo novos produtos, como o branco (tradicional ou refinado), demerara, colorido e muitos outros. Mas será que essa mudança foi realmente benéfica para as pessoas que passaram a ter um acesso mais facilitado ao condimento?

Qual o açúcar mais saudável?

melhor açúcar
Crédito: Ana maria Braga

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, se consome mais de 50% do valor recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Ou seja, são cerca de 18 colheres de chá de açúcar, por pessoa, por dia! Ele vem em forma de alimentos industrializados ou utilizados em café, suco, chá e afins.

Esse consumo, para o MS, está impactando fortemente na elevação da quantidade de doenças crônicas não transmissíveis. Somente o diabetes, teve um aumento de 54% entre os homens e 28,5% entre as mulheres. Isso sem contar a obesidade, que subiu mais de 60% nos últimos dez anos.

Mas ele não é um vilão por si só, ele é base para remédios naturais, ajuda a conservar frutas por mais tempo, dá mais sabor aos alimentos e ainda dá uma energia imediata, de gasto instantâneo. Porém, o que está errado é o tipo de açúcar consumido, bem como a sua quantidade.

Deve-se sim readaptar o paladar para uma alimentação mais natural, com menos aditivos como gorduras, sal ou açúcar, visando o retorno à saúde e bem estar. Mas isso não quer dizer que se vá deixar de consumir o produto.

O primeiro ponto a se lembrar é que, mesmo que tenha mais nutrientes, todo açúcar tem índice glicêmico. Então deve ser consumido com moderação. Veja quais são os tipos mais comuns e suas características.

1. Branco (cristal, refinado e impalpável)

Apesar de ser o mais comum, o branco não é o melhor açúcar. É altamente industrializado, passando por processos de refinamento e clareamento, que deixam somente a capacidade de adoçar, eliminando os nutrientes e o sabor original de rapadura.

É também mais seco, tendo em sua composição, aditivos como o fosfato e a cal. O fosfato é adicionado ainda no caldo da cana, depois de coada, para ajudar a clarificar posteriormente.

Já a cal, é inserida depois que o caldo evapora e passa por tambores rotatórios, precisando de uma grande quantidade para ficar no ponto esperado.

Também com 400 calorias a cada 100 gramas, o branco contém 1 mg de sódio, 2 mg de potássio, 1 mg de cálcio e só. Boa parte dos nutrientes se perdem no processo industrial, sendo ainda mais grave no impalpável, que tem amido de milho misturado à sua composição.

2. Mascavo

O açúcar mascavo é a versão original, proveniente do cozimento do caldo da cana, até que forme o melado. Passando em seguida para um estado mais denso, que dá origem à rapadura, depois de resfriado. Ele é então transformado em açúcar, mais úmido e denso que os outros tipos.

Apesar de alto índice glicêmico, tendo 375 calorias a cada 100 gramas, ele entra na lista do melhor açúcar, pois é rico em nutrientes. Para você ter uma ideia, nessa quantidade, você encontra 85 mg de cálcio, 29 mg de magnésio, 22 mg de fósforo e 346 mg de potássio.

Além disso, ele é mais fácil de ser digerido do que o de cana processado, possuindo também antioxidantes, que evitam o envelhecimento precoce das células do organismo, ao combater os radicais livres.

3. Demerara

melhor açúcar
Crédito: Vitalibra

O demerara é como um intermediário entre o mascavo e o branco, pois apesar de não ter o sabor acentuado de rapadura, que se encontra no mascavo, ele também não é tão claro e fácil de dissolver quanto o branco.

Porém, mantém também boa parte dos nutrientes citados, tendo porém o valor calórico aumentado, igualando-se ao branco. A cada 100 gramas de demerara, você encontra 400 calorias, sendo assim necessária cautela no consumo.

Tem também 85 mg de cálcio, 42 mg de ferro, 0,1 mcg de vitamina B1 e B2, 0,3 mcg de vitamina B3, 22 mg de fósforo, 29 mg de magnésio e 0,3 mg de cobre, por exemplo.

Possui também alto índice glicêmico, com o valor de 65, podendo gerar picos de glicose mais facilmente, devendo então ter o consumo moderado.

Conheça os tipos de açúcar e as diferenças entre eles

4. Coco

Muito famoso entre as pessoas que estão buscando reduzir a quantidade de carboidratos na alimentação, mas que não querem deixar de lado o sabor doce nos alimentos, o açúcar de coco é uma excelente fonte de vitaminas.

Ao contrário do que muitos pensam, ele não é feito do coco e sim das flores da palma de coco, que têm um néctar adocicado. Elas são utilizadas para a produção de um caramelo, que é triturado em seguida e peneirado, formando uma opção muito natural e saboroso.

Uma das suas grandes vantagens (e motivo pelo qual é considerado como o melhor açúcar), é ter baixíssimo índice glicêmico, podendo ser utilizado – com inteligência – até por pessoas com diabetes. Ele é rico em potássio, magnésio, zinco, ferro e vitaminas do complexo B, adicionando sabor e nutrição aos pratos.

5. Diversos (beterraba e milho)

Existem outros tipos, menos comuns no Brasil, porém acessíveis em outros países, como o de beterraba e o de milho. São mais difíceis de encontrar, sendo também cheios de aditivos químicos e alto índice glicêmico. Além de terem quase nenhum nutriente em sua composição final, depois de pronto para consumo.

O açúcar de beterraba vem de uma espécie maior, mais doce e sem a coloração avermelhada. Depois de picadas e moídas, elas formam um caldo a ser cozido. Depois de coado, é adicionado o leite de cal e durante o cozimento, sacarato de cálcio, adicionando antiespumante ao final. Depois, vem o processo de cristalização e comercialização.

O de milho é basicamente frutose, tendo sua origem em um tipo de milho mais doce. A espiga comum contém 3% de açúcar e até 70% de amido. Já o milho doce, tem até 14% de açúcar e 35% de amido. Tem também a versão superdoce com 25% de açúcar. Ele é muito mais doce do que os outros tipos e também mais perigoso, devendo ter seu consumo bem moderado.

Dessa forma, dá para perceber que o melhor açúcar entre todos eles é o de coco. Ele não leva cal em sua composição, não passa por processos de clareamento, refinamento e não tem aditivos químicos. Além disso, é rico em nutrientes e baixo índice glicêmico, podendo fazer parte até de dietas restritas.

remédios caseiros para gripe

Remédios caseiros para gripe e resfriado que você precisa conhecer

gelatina engorda

Gelatina engorda ou emagrece? Descubra de uma vez por todas!