fungos na vagina
Crédito: Freepik
em

Fungos na vagina: conheça os sintomas e como tratar

Saber quais são os sintomas é essencial para procurar ajuda médica o quanto antes e se curar

Os fungos são um reino de organismos e micro-organismos que convivem no planeta junto com as plantas, os animais e humanos. Existem muitos tipos diferentes, desde os cogumelos até os invisíveis que causam doenças, como é o caso dos fungos na vagina. Saiba mais sobre o que esse tipo pode fazer com a saúde da mulher, como tratar o problema e como evitar que volte a acontecer.

O que são?

O sistema reprodutor feminino é muito sensível, por isso, constantemente as mulheres sofrem com o ataque de bactérias, vírus e fungos. O fungo que pode afetar a vagina, causando doença, é o Candida albicans. Não é o único, mas é o mais comum.

É ele quem dá o nome para a candidíase, problema que afeta não apenas a região íntima, mas também outras partes do corpo. Além do mais, ele afeta pessoas de todas as idades, de bebês a idosos, homens e mulheres. Mas o que você vai compreender melhor agora é sobre esses fungos na vagina.

Causas

sintomas de fungos na vagina
Crédito: Freepik

É importante saber que, diferente do que muita gente pensa, a candidíase não é uma doença sexualmente transmissível. É bem comum que esse fungo já esteja no organismo, sendo ativado quando a imunidade fica baixa e o corpo desprotegido.

Por conta disso, ocorre com mais frequência em mulheres que estejam usando algum antibiótico ou que tenham diabetes, pois seu sistema imune está mais fraco nessas condições. O problema afeta principalmente a boca e a vagina, porque são regiões com mucosa que oferecem o ambiente favorável para a proliferação dos fungos.

Além de procurar manter o sistema imunológico sempre fortalecido, é muito importante que as mulheres cuidem bem da sua saúde íntima, evitando usar roupas muito apertadas, ficar com absorvente por muitas horas e nunca devem deixar suas calcinhas secando no banheiro fechado.

O calor com umidade é o melhor ambiente para a proliferação do fungo Candida que vai atacar assim que a calcinha infectada entrar em contato com a vagina. Se o sistema imunológico estiver bem forte, ele vai conseguir combater o fungo. Se não estiver, a mulher logo começará a sofre com os sintomas

Sintomas

Os sintomas são percebidos rapidamente porque são bastante desconfortáveis. Não é o tipo de coisa que a mulher esquece que tem ao longo do dia, pois incomoda o tempo inteiro:

Corrimento

A mulher vai perceber um corrimento na calcinha que tem uma coloração esbranquiçada e grumos, como um leite talhado.

Coceira

A coceira também fica bastante intensa, principalmente se a mulher usar roupas muito apertadas e fechadas e se ficar longas horas sentada.

Ardência

A ardência é uma sensação constante que pode surgir ao coçar demais a região, ao fazer xixi ou durante o contato íntimo.

Inchaço e vermelhidão

Esses dois sintomas são por causa da irritação que a região genital está sofrendo. A vagina vai ficar bem vermelha, além do normal, e mais inchada.

Como tratar fungo vaginal

A melhor, mais segura e mais rápida solução para acabar com os fungos na vagina é consultado um ginecologista. Esse médico irá fazer uma avaliação externa e interna da vagina e, ao observar os sintomas, conseguirá perceber na hora se é candidíase ou outros problema.

Caso seja necessário, enviará uma quantidade do muco interno da vagina para análise em laboratório, mas geralmente a paciente já sai do consultório com uma receita para comprar o medicamento na farmácia e começar o tratamento que vai durar alguns dias e será totalmente eficaz.

A medicação poderá ser em forma de comprimido ou pomada para aplicar com uma seringa (sem agulha) diretamente dentro da vagina. Nesse período é recomendado que, caso a mulher se sinta confortável para ter relações sexuais, use preservativo para não transmitir o fungo para o parceiro. Essa doença não é considerada uma Doença Sexualmente Transmissível, mas pode ser transmitida por meio de relação sexual desprotegida.

Para evitar que os fungos voltem a atacar, é necessário tomar os cuidados anteriormente mencionados, evitando que a região vaginal fique quente e úmida por longas horas, sem ventilação. Manter um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada, também é essencial.

8 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
latas decoradas

9 Ideias de artesanato com latas decoradas com passo a passo

look plus size

Look plus size: 12 ideias lindas para todas as ocasiões