Artrite reumatoide
Crédito: Freepik
em

Artrite reumatoide: conheça melhor esse tipo de inflamação

Saiba o que é essa doença, suas possíveis causas, os sintomas e tratamentos

Publicidade

A artrite é a inflamação nas articulações do corpo, ou seja, nos pontos onde dobramos as pernas, pés, braços, mãos e outras partes flexíveis. É uma doença bastante comum, principalmente nas pessoas mais velhas e também em pessoas obesas, devido à pressão do peso sobre as articulações. Entre tantos tipos que existem, hoje você vai conhecer melhor a artrite reumatoide.

O que é artrite reumatoide?

Segundo o Ministério da Saúde, “a artrite reumatoide é uma doença autoimune, inflamatória, sistêmica e crônica” que se desenvolve em 0,46% da população brasileira, afetando principalmente mulheres entre 30 e 50 anos.

Se não for tratada a tempo e da forma adequada, pode levar à incapacidade de realizar as atividades diárias.

A artrite reumatoide é um dos vários tipos de artrite que pode afetar o corpo humano. Nesse tipo, o sistema imunológico produz anticorpos que atacam as células saudáveis do corpo, afetando não só as cartilagens, mas os tecidos e revestimentos das articulações.

Publicidade

Veja também: O que é a artrite reumatoide juvenil?

Quais as causas?

Não se tem, ainda, uma causa exata para a reação de ataque do sistema imunológico às células que revestem as articulações. Com base nos casos já estudados, acredita-se que a doença tenha relação com sexo e idade – sendo mais comum em mulheres acima dos 40 anos, infecções por vírus ou bactérias, histórico de artrite reumatoide na família, obesidade e tabagismo.

Principais sintomas de artrite reumatoide

Quando os anticorpos atacam o corpo, ocorrem inflamações nas articulações, causando sintomas bem desagradáveis que precisam ser tratados o quanto antes para evitar que o paciente fique incapaz de realizar tarefas simples. Esses sintomas são:

Publicidade
  • Caroços na articulação;
  • Dificuldade de movimentar a articulação afetada, principalmente ao acordar;
  • Dor em mais de uma articulação;
  • Dor intensa e inchaço na articulação;
  • Febre;
  • Fraqueza ou cansaço excessivo;
  • Perda de peso;
  • Sensação de ardência;
  • Vermelhidão na articulação.

Em alguns casos, a artrite reumatoide pode ser mais grave, apresentando sintomas de olhos ressecados e dores no peito, quando afeta pulmões e coração.

Esses sintomas, não necessariamente, aparecem todos juntos. Eles podem começar de forma repentina, mas de leve, com dores nas articulações, e irem evoluindo. Então, esse já é um sinal de que o paciente deve procurar um médico reumatologista para uma avaliação.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico da artrite reumatoide não é tão simples, principalmente na fase inicial, pois os sintomas podem confundir com outras doenças. Então, o médico poderá pedir alguns exames específicos para ajudar no diagnóstico, como:

Publicidade
  • Anticorpos antipeptídeo citrulinado cíclico (anti-CCP): ajuda a diferenciar a artrite reumatoide de outros tipos de artrite.
  • Fator reumatoide: é uma proteína que o sistema imunológico produz quando ataca os próprios tecidos do corpo;
  • Proteína C-reativa (PCR): ajuda a verificar a intensidade da inflamação;
  • Teste de anticorpos antinucleares: para verificar a produção de anticorpos pelo  sistema imunológico;
  • Velocidade de hemossedimentação (VHS): quando está alta, indica inflamação no corpo.

Depois de confirmar o diagnóstico de artrite reumatoide, o médico reumatologista irá prescrever o tratamento, que pode variar conforme cada caso.

De modo geral, inclui remédios para os momentos de crise e para evitá-las, como anti-inflamatórios, corticoides, imunossupressores e agentes biológicos.

Além dos remédios, o paciente será orientado a fazer fisioterapia para aliviar os sintomas, reduzir a inflamação e prevenir deformações nas articulações afetadas.

Publicidade

Em casos graves, quando as articulações estão muito afetadas, o médico pode recomendar cirurgia para realinhar os tendões, substituir as articulações, remover o excesso da membrana sinovial ou para unir dois ossos, removendo a articulação.

A alimentação adequada também faz parte do tratamento. É importante que o paciente consuma alimentos saudáveis e anti-inflamatórios para reduzir os sintomas e fortalecer o sistema imunológico, como atum, salmão, alho, frutas vermelhas e cítricas, vegetais verde-escuros e açafrão.

Aproveite e veja: Alimentos anti-inflamatórios para incluir na dieta

Publicidade

Artigo com informações da fisioterapeuta Marcelle Pinheiro para Tua Saúde

Peso ideal na gravidez

Peso ideal na gravidez – como calcular com base no IMC

Cansaço na gravidez

Cansaço na gravidez: por que acontece e como combater?