em

Por que quem tem problema na tireoide não deve tomar chá verde?

Problema na tireoide e chá verde não são uma boa combinação para a saúde

problema na tireoide cha verde
Crédito: Freepik

Alguns estudos concluem que quem tem problema na tireoide não deve abusar do consumo do chá verde. A explicação está em algumas substâncias presentes da bebida.

De acordo com o Ministério da Saúde, a tireoide é uma “glândula que regula a função de órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins”, comunicando-se com a hipófise através de dois hormônios principais, o T3 ou triiodotironina e o T4 ou tiroxina. Ele é importante para diversos sistemas, tendo influência sobre todo o corpo.

Algumas pessoas têm a quantidade desses hormônios reduzida, sofrendo assim de hipotireoidismo. Essa é uma doença relativamente comum, que traz diversos problemas para o sistema e pode ser resolvido com mudanças na rotina e até reposição hormonal, com T3 ou T4 similares aos naturais.

Entre seus principais sintomas, de acordo com o Ministério, estão a “depressão, desaceleração dos batimentos cardíacos, intestino preso, menstruação irregular, falhas de memória, cansaço excessivo, dores musculares, pele seca, queda de cabelo, ganho de peso e aumento de colesterol no sangue” e outros.

Uma das formas de melhorar é manter uma alimentação que favoreça o funcionamento normal da tireoide, como, por exemplo, uma correta ingestão de iodo, diariamente. O iodo é fundamental para a produção dos hormônios e a sua falta pode causar o hipotireoidismo. E é aí que entra a questão do consumo do chá verde por quem tem problema na tireoide.

Veja também: sintomas e tratamentos do hipertireoidismo

Como o chá verde afeta quem tem hipotireoidismo

Você já sabe que o iodo é importante para a produção dos hormônios que executam as funções na tireoide, mas sabia que o chá verde possui uma grande quantidade de flúor? Apesar de ser importante para o corpo, ele não deve ser consumido em excesso, principalmente por quem sofre com hipotireoidismo.

Isso porque tanto o flúor quanto o iodo acabam utilizando a mesma via de entrada, ou seja, se o organismo absorve o flúor, não absorve o iodo e vice-versa. Então quanto mais chá verde, mais flúor e menos iodo. Isso gera um desequilíbrio que pode agravar o hipotireoidismo.

Além disso, de acordo com um estudo, o chá verde é rico em catequinas, um tipo de flavanoide que reduz a ação dos hormônios T3 e T4 no organismo. Para os pesquisadores, “cuidado deve ser
tomado principalmente em indivíduos com deficiência nutricional de iodo, pois pode contribuir
para o desenvolvimento de hipotireoidismo e bócio”.

Pior é que, sem saber que o chá verde é prejudicial para si, as pessoas com hipotireoidismo acabam consumindo-o para emagrecer, já que tem ação termogênica e ajuda a queimar a gordura. Como resultado pode haver um agravamento do quadro, com redução do metabolismo e uma maior tendência a engordar.

Por isso é fundamental sempre procurar o apoio de um médico ou nutricionista antes de começar qualquer tipo de mudança na alimentação. Cada organismo é único e deve ser tratado como tal. Não é porque uma receita ou remédio natural funciona para uma pessoa, que vai funcionar para outra. Então, consulte sempre um especialista de sua confiança antes de qualquer tratamento.

Para ficar mais por dentro de como funciona a tireoide e o que é o hipotireoidismo, assista a esse vídeo do Dr Dráuzio Varella.

sobre cisto sebáceo

Cisto sebáceo: o que é, sintomas e como tratar

fimose feminina

Fimose feminina: o que é e quais as causas