em

Os benefícios do iodo para a tireoide e o organismo

Além de contribuir para o bom funcionamento da tireoide os benefícios do iodo atingem outros órgãos.
benefícios do iodo
Crédito: Pxhere

O iodo é um dos minerais mais importantes para a saúde, mas que pode gerar problemas e intoxicação quando consumido em excesso. Os benefícios do iodo vão muito além do bom funcionamento da tireroide e interferem no metabolismo completo.

Na década de 1950 o Ministério da Saúde decidiu, junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), adicionar sais de iodeto no sal de cozinha. O objetivo era combater o bócio, problema caracterizado pelo aumento do volume da glândula tireoide e que, na época, afetava 20% da população.

Aqui você encontra:

Quais os benefícios do iodo?

O iodo é raro e por isso é comum encontrar pessoas que sofram de deficiência desse componente. O problema é que, sem ele, a glândula tireoide não funciona direito e não sintetiza os hormônios tiroxina (T3) e triiodotironina (T4), responsáveis por executar diversas funções ,desde crescimento até oxidação celular.

Conheça os principais benefícios do iodo para a saúde e saiba como ele pode afetá-la.

Sintetiza os hormônios da tireoide

A ingestão de iodo permite a síntese dos hormônios da tireoide. No caso, a triiodotironina (T3) e tiroxina (T4). Ambos são essenciais para quatro funções principais:

  • Crescimento físico e neurológico saudável;
  • Manter a Taxa de Metabolismo Basal, que atua na manutenção da temperatura corporal e do peso, principalmente;
  • Controle do índice metabólico, diretamente responsável pela eficiência e eficácia dos sistemas e processos corporais, desde absorção de nutrientes até ciclo do sono;
  • Garantir o bom funcionamento dos órgãos, em especial coração, fígado, rins, ovários e cérebro.

Previne o bócio e hipotireoidismo

Como foi dito, o bócio se caracteriza pelo aumento da tireoide, enquanto no hipotireoidismo a glândula não produz hormônio em quantidade suficiente. Ambas as condições afetam a distribuição de hormônio pelo organismo e, consequentemente, o funcionamento geral.

No bócio, o indivíduo fica com um caroço na região do pescoço e pode sofrer de tosse e aceleração dos batimentos cardíacos. Já o principal sintoma do hipotireoidismo é o aumento excessivo de peso.

Otimiza os níveis de energia

Os hormônios produzidos pela tireoide ajudam na absorção de nutrientes e transformação das calorias em energia. É por isso que no hipotireoidismo, quando a produção é insuficiente, as calorias se acumulam em forma de gordura e a pessoa ganha peso.

Entre os benefícios do iodo, portanto, está a manutenção dos níveis otimizados de energia do corpo.

Essencial para a saúde do feto

Para gestantes, o consumo de alimentos com iodo é essencial para evitar que o feto sofra com condições neurocognitivas que levarão a complicações durante à infância, além de elevar o risco de hipertensão gestacional

Os benefícios do iodo, nesse sentido, incluem crescimento saudável do feto e desenvolvimento das habilidades de fala e audição. Para a mulher, a deficiência desse mineral pode levar à infertilidade.

Previne o câncer e combate células malignas

Os benefícios do iodo na luta contra o câncer são reconhecidos através de estudos, nos quais células cancerosas encolheram e até morreram após uma injeção do mineral e foram substituídas por células saudáveis.

Além disso, foi constatado que o câncer de tireoide é mais comum entre pessoas que sofrem de deficiência de iodo.

Elimina as toxinas do corpo

Fluoreto, chumbo, mercúrio e outras toxinas químicas e biológicas são eliminadas do organismo graças à ingestão de iodo. O mineral também tem qualidades antibacterianas e previne infecções.

Fortalece o cabelo e a pele

Para ter cabelos saudáveis e brilhantes, dentes fortes e uma pele viçosa é importante ingerir uma quantidade adequada de iodo. O mineral também fortalece os folículos capilares e ajuda os fios a crescer mais rápido.

Quantidade de iodo recomendada

O ideal é consultar um médico para saber mais sobre a ingestão correta do mineral e os benefícios do iodo. No geral, a Food and Nutrition Board recomenda uma determinada quantidade de acordo com a idade e período da vida.

  • Nascimento a 6 meses: 110 microgramas;
  • 7 a 12 meses: 130 microgramas;
  • 1 a 8 anos: 90 microgramas;
  • 9 a 13 anos: 120 microgramas;
  • Maiores de 14 anos: 150 microgramas;
  • Gestantes: 220 microgramas;
  • Mulheres amamentando: 290 microgramas.

Alimentos ricos em iodo

Além do sal iodado de cozinha, outros alimentos são ricos em iodo e podem ser consumidos por quem sofre de deficiência desse mineral.

  • Algas marinhas;
  • Bacalhau;
  • Mexilhão;
  • Salmão;
  • Peixes de água salgada;
  • Camarão;
  • Lagosta;
  • Atum;
  • Ovos;
  • Peito de peru;
  • Ervilha verde;
  • Ameixa;
  • Vagem;
  • Banana;
  • Mirtilo;
  • Cramberrie;
  • Morango;
  • Iogurte natural;
  • Sal da Himalaia;
  • Feijão branco;
  • Batata.

Malefícios do iodo e cuidados

O excesso de iodo é altamente prejudicial à saúde. Consumir uma superdose acima de 2000 mg pode contribuir para o câncer de tireoide e provocar desordens renais, além de tuberculose e hipertireoidismo, quando a glândula produz hormônios em excesso, levando à perda de peso e arritmia.

Os sintomas de deficiência de iodo incluem problemas na produção da saliva, boca seca, problemas de pele, dificuldade de manter a concentração, dores musculares e fraqueza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
receitas com tomate seco
23 Receitas com tomate seco que você precisa conhecer
pão de alho de frigideira
Receita de pão de alho de frigideira tradicional e low carb