em

Para que serve e como fazer óleo de pequi

Uma opção de óleo com diversas finalidades e propriedades para incluir nos cuidados com a saúde
óleo de pequi
Crédito: Wikimedia Commons

O pequi é uma fruta nativa do cerrado brasileiro. Ela pode ser consumida inteira, em receitas como o tradicional arroz com pequi, ou também pode-se extrair o óleo de pequi da polpa da fruta. Esse óleo, quanto mais é estudado, mais apresenta efeitos fitoterápicos e nutracêuticos, ou seja, quando um alimento tem ação de medicamento. Veja para que serve, como utilizar e como preparar o seu em casa, se tiver pequi por perto.

Para que serve?

benefícios óleo de pequi para saúde
Crédito: Ciprest

O óleo de pequi vem sendo estudado desde 1998 pelo Laboratório de Genética da Universidade de Brasília. Nesses estudos, os efeitos do óleo foram particularmente testados em atletas na intenção de reduzir o desgaste físico. Esse é apenas um dos benefícios do poderoso óleo. Veja mais.

1. Melhora a saúde do cabelo

Ao aplicá-lo no cabelo, massageando, cerca de 2 horas antes do banho, o resultado será de fios mais sedosos e com brilho. Ele é hidratante e anti-inflamatório, então vai atuar também na recuperação de fios e couro cabeludo danificados. Lembre-se de usar junto com produtos específicos para o seu tipo de cabelo e lavar com água morna ou fria.

2. Possui ação antioxidante

Essa é uma propriedade muito importante e que se encontra em todos os vegetais. Ser antioxidante quer dizer que vitaminas e outros nutrientes do alimento combatem os radicais livres que estão danificando as células do corpo. E quando as células estão protegidas e saudáveis, previnem-se doenças e o envelhecimento precoce.

3. Protege o sistema cardiovascular

Os óleos vegetais saudáveis, que são prensado a frio, possuem em sua composição ácidos graxos importantes para a saúde cardiovascular. Ao serem ingeridos na dose adequada e junto com uma rotina de hábitos saudáveis, ajudam a prevenir doenças como pressão alta, colesterol alto, derrame e infarto.

4. Fonte de vitamina A e E

Ao consumir uma dose equilibrada dessas duas vitaminas, consegue-se um bom resultado no fortalecimento do sistema imunológico. Assim, mantém doenças longe, pois o corpo consegue impedi-las de se desenvolverem no organismo. Além disso, a vitamina A é conhecida por seu potencial protetor da visão, enquanto a vitamina E é essencial para a produção de sangue.

5. Contribui com a saúde do sistema gastrointestinal

Como pode ver, todo o corpo é beneficiado pelo óleo de pequi, quando ele é ingerido da dose correta e dentro de uma rotina saudável. No caso do sistema gastrointestinal, as fibras do óleo ajudam na boa digestão, evitam a prisão de ventre, que causa cólicas e inchaço abdominal.

6. Trata e hidrata a pele

Assim como faz com o cabelo, ele também ajuda a hidratar a pele e a tratar certos tipos de doenças, como eczemas e acne. Ele faz isso por conta da sua ação anti-inflamatória, tratando o problema e aliviando os sintomas. Nesses casos, o ideal é que tenha a recomendação do dermatologista antes de aplicar qualquer substância em áreas danificadas da pele.

7. Alivia dores musculares e articulares

Esse é o benefício do óleo de pequi que é objeto de estudo da Universidade de Brasília. Sua aplicação pode ser feita tanto de forma tópica, em massagens nas áreas afetadas pelas dores, ou em forma de cápsula para ingerir.

Por conta do seu efeito anti-inflamatório, ele vai aliviar a dor e prevenir que inflamações se desenvolvam. Então é bom tanto para depois da atividade física, quanto para pessoas que sofrem com artrites. A recomendação deve ser feita pelo médico, conforme a necessidade de cada pessoa.

Como tomar

Como você viu no tópico acima, o óleo de pequi pode ser ingerido. Há quem tome em forma de cápsulas ou então diretamente o óleo, misturando na comida, substituindo óleo de coco, por exemplo. Além da ingestão, ele também pode ser aplicado na pele e no couro cabeludo, puro ou misturado com hidratantes ou outros óleos.

Dosagem adequada para consumo

No caso da aplicação externa, na pele ou no cabelo, não há uma dosagem específica. Claro, é bom não exagerar. Aplique uma pequena quantidade nas mãos e vá massageando a região que deseja tratar.

Já no caso da ingestão, precisa tomar mais cuidado, pois o óleo vai entrar em contato direto com o sangue e os órgãos, então não pode exagerar. De modo geral, para quem não tem uma doença específica a ser tratada, a dose recomendada é de 2 cápsulas de 400 mg ao dia, ou o correspondente na versão do óleo fora da cápsula. É importante que esse suplemento seja indicado por um especialista.

Como fazer em casa

Existem duas maneiras de fazer o óleo de pequi. Uma delas é colocando as frutas em conserva com óleo e deixando curtir. A outra é tirando a casca e colocando para ferver por cerca de 1 hora.

Quando ele estiver macio, deve ser amassado para facilitar a extração do óleo. Você vai perceber o óleo subindo à superfície, então pode ir retirando com uma concha ou caneca e separando. Depois deve ferver mais um pouco esse óleo extraído para que saia o restante de água e ele fique bem puro.

Preço e onde comprar

onde comprar óleo de pequi
Crédito: Pra Quem Pedala

A forma mais comum de encontrar o óleo de pequi para comprar é em cápsula. Ele é vendido na farmácia ou em lojas especializadas, física e online. Embora a bula do produto informe a dosagem a ser ingerida, o ideal é que antes de começar a usar, você tenha uma recomendação médica. Assim vai garantir que os efeitos serão os que seu corpo está precisando.

O preço do óleo é variável. Fica em torno de R$30 e pode ser para quantidades bem diferentes, de acordo com a marca. Há óleos nesse preço com 60ml e com 500ml. Cuidado com preços muito baixos para grandes quantidades, pois poderá ser óleo misturado.

Nesse sentido, as cápsulas são confiáveis, pois necessitam de um processo mais elaborado na confecção, com mais rigor e dentro de normas técnicas e de vigilância sanitária. Há opções no mercado com 60 cápsulas, o que é suficiente para um mês de consumo, na média de R$45 a R$50.

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
shampoo sem sulfato
Shampoo sem sulfato: o que é e quais são os benefícios
kimchi
Kimchi: receitas e benefícios