em

Microagulhamento para estrias: saiba como funciona

O procedimento pode ser feito manual ou com um aparelho de radiofrequência
microagulhamento para estrias
Crédito: Freepik

As estrias acontecem em pessoas que tiveram um estiramento da pele, causando a ruptura de sua camada superficial e deixando uma cicatriz. Ocorre com as gestantes, pessoas que tiveram um aumento de peso rápido ou aumento de musculatura podem ter essas cicatrizes. Como são marcas que costumam incomodar por causa da aparência, existe uma série de tratamentos dermatológicos para remover as marcas, como o microagulhamento para estrias.

Esse procedimento estético é realizado com um aparelho que tem uma ponteira com pequenas agulhas de ouro que provocam microfuros na região com estrias e emitem uma radiofrequência. O calor gerado tem a função de estimular a produção de colágeno que é um dos principais componentes dos tecidos, responsável pela elasticidade e firmeza da pele.

Quando o sistema imunológico recebe o aviso de que a pele está sofrendo pequenas lesões, logo aciona os anticorpos e todos os demais agentes, inclusive o colágeno, para promover a cura. Então a pele no local das estrias vai começar a ser reconstruída, o que faz as marcas reduzirem ou desaparecem, substituídas por pele nova.

Como é feito o procedimento

como é feito procedimento microagulhamento para estrias
Crédito: Dra. Cíntia Cunha

O microagulhamento para estrias mais recomendado é a tecnologia mais recente, que é robótica. O aparelho é programado conforme o tratamento que será aplicado em cada paciente. O profissional vai programar a intensidade da radiofrequência, a profundidade da agulha e outros detalhes.

O procedimento é feito no consultório do dermatologista ou na clínica de estética. O paciente deita em uma maca ao lado do aparelho, com a parte do corpo descoberta onde será feita a aplicação. O profissional vai limpar a pele e iniciar a aplicação das agulhas na região, levando alguns minutos. Depois o paciente pode ir para casa até a próxima sessão, seguindo as orientações de cuidados passadas pelo especialista.

O procedimento dói?

Pelo fato de que uma certa quantidade de pequenas agulhas vão fazer furinhos na pele todas ao mesmo tempo, ele pode gerar desconforto em algumas pessoas, mas é um procedimento suportável. A intensidade da dor vai variar conforme a sensibilidade de cada pessoa. Por isso que os médicos aplicam uma pomada anestésica que ajuda a aliviar a tensão e a diminuir a sensibilidade.

Quantas sessões são necessárias?

A quantidade de sessões vai depender de cada caso. De modo geral são feitas pelo menos quatro sessões com intervalo de um mês entre cada uma. Durante todo esse período, a pessoa deve evitar praia, piscina, pegar sol e, se precisar pegar sol, deve usar protetor solar.

Quem pode fazer?

Embora seja um procedimento simples, o microagulhamento para estrias deve ser evitado por gestantes, pessoas com herpes da região do tratamento, com outros tipos de feridas e com doenças imunológicas. Fora essas condições não há contraindicações. Mesmo assim, é essencial fazer uma consulta com um especialista antes de realizar qualquer tratamento, por mais simples que seja.

Quanto custa?

preço do microagulhamento para estrias
Crédito: Re Vita Corp

Você pode optar por fazer o microagulhamento robótico ou o simples, sem radiofrequência. Cada um tem preços bem diferentes que variam tanto por causa da tecnologia, quanto por causa da diferença de preços por cidades. A média é de R$ 200 a R$ 500.

Resultados

Os resultados do tratamento de microagulhamento para estrias também vão depender da reação do organismo de cada paciente. Algumas pessoas demoram mais e outras menos tempo para produzirem o colágeno. Há casos em que os resultado são vistos já no meio da pausa da primeira sessão.

Via de regra, é lá pela terceira sessão, no terceiro mês, que o colágeno está no auge da sua produção. Por isso que a recomendação básica é de 3 ou 4 sessões, no mínimo, até ver que as estrias desapareceram ou foram amenizadas o máximo possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
cortisol para que serve e o que é
Cortisol: o que é e para que serve
acompanhamento para feijoada
15 Opções de acompanhamento para feijoada