em

Como superar o luto e continuar vivendo com sabedoria emocional

Entenda o que é, as fases e como superar o luto após uma perda

como superar o luto
Crédito: Pixabay

A vida tem seu início, desenvolvimento e fim, sendo depois disso, uma incógnita que as religiões pretendem explicar de forma criativa. Ou que os incrédulos preferem esquecer. Mas e para os que ficam? Como superar o luto que se crava no peito e na alma dos que amam?

A morte faz parte do ciclo da vida, como se pode observar nas intensas palavras de Saramago, no seu livro As Intermitências da Morte. Nele, o autor intitula a morte de “impiedosa, cruel, tirana, malvada, sanguinária, vampira, imperatriz do mal, Drácula de saias, inimiga do gênero humano, desleal, assassina, traidora”, mas ainda assim, um mal necessário.

10 dicas para superar o luto

A única forma é caminhar descalço sobre as brasas quentes da memória, processando e adaptando a mente, coração e a vida prática a uma realidade, onde o ser amado não está presente. E isso não é um processo simples ou banal; requer paciência, tempo e esforço.

O processo de luto é uma forma da mente tentar processar o que o coração já está sentindo, podendo passar por diversas fases. Essas fases não são necessariamente ordenadas como uma sequência lógica e burocrática. Elas dão voltas, aparecem e desaparecem, para reacender alguma coisa esquecida.

O mais importante é passar por todas elas de coração aberto, permitindo-se sofrer, chorar e sentir de verdade. Mas também o respirar, sorrir, ver a beleza em uma flor dançando ao sabor da brisa e o canto do pássaro pela manhã.

Veja as melhores dicas para te ajudar a superar o luto de forma mais tranquila e suave, com ferramentas úteis para evitar o tropeço no caminho.

Viver o luto: a saudade não é dor, é gratidão

1. Se permita sentir

Saia da fase de negação, sinta a dor, a saudade, a tristeza. Permita a lembrança dos momentos bons e das brigas também, eles são a história de vocês. Não reprima as memórias, pensando em outras coisas, deixe que venha e se precisar, desabafe.

Chore mesmo, não há vergonha alguma em ter sentimentos e manifestá-lo. Tem dificuldade para chorar, mesmo sabendo que te fará bem? Assista àquele filme que marcou vocês – pode até ser uma comédia, ou ouça aquela playlist, vai ser tiro e queda.

2. Converse sobre o assunto

Não está tudo bem! Se um amigo sincero ou familiar perguntar como você está se sentindo, responda de verdade. Fale sobre a dor, o vazio, a tristeza e a saudade. Fale das mudanças na rotina, o que você sente mais falta, o que não faz tanta falta assim e aproveite para compartilhar momentos especiais, honrando a memória de quem se foi.

Conversar vai ajudar a passar pelas fases do luto mais facilmente, principalmente na negociação e aceitação. É onde há uma grande necessidade de elaboração do que está se passando em seu coração. Compartilhe esses momentos e veja como o processo de luto pode ser até um motivo para rever velhos amigos e reacender relacionamentos perdidos.

3. Aceite ajuda

superar o luto
Crédito: Woman DK

Aceite ajuda, quando oferecida com sinceridade. Você não precisa resolver todos os detalhes sozinho, não precisa segurar a barra e o peso da perda em suas costas. Com uma boa equipe, fica mais fácil passar pelo processo que é o de superar o luto.

Se crianças estiverem envolvidas também, a ajuda vai ser ainda mais necessária, podendo contar com a família e amigos para distrair a mente do mais novos, além de ajudá-los a passar pelas fases, com mais tranquilidade.

4. Não se culpe

Eu deveria ter visitado mais vezes; falado que amo; deveria estar lá ao lado. Eu deveria! A vida é muito complexa e as vezes a correria não permite que se expresse da melhor maneira. Mas tenha certeza de que do outro lado, o pensamento seria o mesmo.

Dessa forma, aproveite para tirar algo positivo da experiência e foque também nas outras pessoas que são importantes na sua vida. Organize seu tempo, de forma que o trabalho e o estudo possam ser conciliados com os momentos para os amigos e familiares.

Dicas para amenizar a dor ao perder alguém querido

5. Crie uma nova rotina

Se vocês tinham o costume de fazer algumas coisas juntos, passar por esses momentos sem a companhia causa muita dor. Tente alterar a rotina, de forma que as coisas possam se assentar naturalmente.

Até que seja possível superar o luto, se estabeleça e tente fazer um outro caminho, comer em horários ou locais diferentes, experimentar novas formas de fazer algumas coisas rotineiras. Crie uma nova rotina e se adeque às mudanças.

6. Desapegue

superar o luto
Crédito: Padre Paulo Ricardo

Não faz sentido guardar um monte de roupas, sapatos, maquiagem, equipamentos e outros, se não for usar. Desapegue do que é tangível e não está sendo útil. Dê nova vida e uso a esses itens especiais, que serão utilizados por outras pessoas, que tanto precisam.

Se desapegue emocionalmente também – e atenção! Isso não significa esquecer ou abandonar. Deixe de lado velhos hábitos, testes novos pensamentos, olhares, percepções. Procure deixar a memória no coração, porém sem apego.

7. Encontre um novo hobbie

Começar algo novo pode ser excelente para superar o luto, pois ajuda a sair da faixa constante de sofrimento, memórias e pensamentos. Mantendo sua mente, mãos e corpo ocupados, há mais chances de acelerar a recuperação.

Além disso, um novo hobbie, vai te ajudar a ampliar a mente e o círculo de contatos, fazendo com que novas perspectivas e oportunidades apareçam. O que pode gerar novos projetos e hobbies, alimentando a vida com surpresas interessantes.

Suicídio: como consolar alguém que perdeu uma pessoa próxima

8. Não tenha pressa

Nada de achar que o processo de luto tem um prazo definido e que deve seguir uma lógica linear, com princípio, meio e fim. Ele vai e volta nas diversas fases, podendo demorar mais em algumas do que em outras. É absolutamente normal.

Respeite o seu tempo e se esforce para mudar, mesmo que se sinta um pouco desconfortável. Não é uma questão de se resignar e viver eternamente a tristeza, mas sim de respeitar o seu tempo e se desafiar a estar um pouquinho a cada dia.

9. Ajude outros a superar o luto

Algo que ajuda bastante a processar os próprios sentimentos é conversar com outras pessoas que estejam passando por isso. Sempre respeitando o tempo e a forma como elas processam as fases do luto.

Ajude seus amigos e familiares a superar, reunam-se para um café ou quem sabe, um tributo em homenagem a quem se foi. Encontrem-se na hora do almoço; para desabafar ou somente dar risada; ligue para quem está precisando de suporte.

Como superar a morte de um animal de estimação

10. Faça terapia

Algumas vezes, a dor é tão grande que parece que o peito vai explodir e que ninguém, nunca, vai compreender. Pois saiba que há um lugar onde você pode sentar e falar tudo o que está no seu coração, sem julgamento e sem brigas posteriores: na poltrona do psicólogo.

Faça terapia e veja como ele pode te ajudar a superar cada etapa do processo de luto. Para entender melhor. Assista à psicóloga Renata Trovarelli, sobre o tema.

Quais são as fases do luto

As fases para superar o luto, de acordo com a Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBIE), são:

Negação: nessa fase, a tendência é abstrair o que aconteceu e continuar vivendo, como se hão houvessem sentimentos, abafando e reprimindo ao máximo.

Raiva: da pessoa, da família, do objeto causador ou até mesmo do médico. A raiva passa a ser a válvula de escape do sentimento reprimido.

Negociação: realização de acordos internos para aliviar a raiva, sem recorrer à negação. Normalmente está amparada em pensamentos religiosos ou lógicos..

Depressão: nessa fase, os sentimentos vêm com maior intensidade, trazendo o desejo de não fazer nada, com uma tristeza profunda e verdadeira.

Aceitação: aos poucos a mente vai se acostumando com a ausência, com as novas formas de lidar com as situações, acalmando-se e aceitando o ocorrido.

Não são fases marcadas e podem pular ou regredir, sendo absolutamente normal no processo de cura do luto.

famosos que adotaram crianças

10 famosos que adotaram crianças para dar muito amor e carinho

laqueadura em mulher grávida

Hospital de SP é multado por realizar laqueadura em mulher grávida