em

Qual é e como baixar o colesterol ruim no sangue?

Quem nunca ouviu falar na expressão “colesterol ruim”? Entenda tudo sobre ela e como cuidar da sua saúde.

qual o colesterol ruim
Crédito: Freepik

A Lipoproteína de baixa densidade (LDL) é normalmente chamada de colesterol ruim. Mas você sabe o que realmente é isso e por que faz tanto mal à saúde? Nesse artigo, você aprenderá sobre o que é o colesterol e como mantê-lo dentro dos padrões desejáveis pelos médicos.

Muita gente pensa que o colesterol é uma gordura. Contudo, o que os médicos chamam de colesterol é, na verdade, um álcool policíclico. É também um esteroide, que pode ser achado em todas as membranas celulares dos animais, incluIndo os seres humanos. Essa substância fica no plasma sanguíneo.

Essa história de que a substância é uma gordura é um mito. Tanto é que o colesterol é em boa parte produzido pelo próprio organismo. Nenhum produto de origem vegetal contém o composto. E muito pouco colesterol de origem animal (laticínios, carnes e ovos) pode ser absorvido pelo organismo.

E ao contrário do que se pensa, o colesterol é preciso para que o corpo realize uma série de atividades bioquímicas. Especialmente no cérebro, no fígado, na medula e nas artérias. Mesmo o chamado colesterol ruim é necessário, porém em quantidades menores.

Qual é o colesterol ruim?

qual o colesterol ruim
Crédito: Unsplash

O colesterol ruim ou LDL é aquele que se acredita que pode causar danos às artérias. Isso porque o colesterol no geral é insolúvel no sangue. Ele utiliza lipoproteínas para se transportar na corrente sanguínea. Essas lipoproteínas que dão origem ao que hoje se refere como bom e mau colesterol.

O bom colesterol ou Lipoproteína de alta densidade (HDL) é aquele composto por lipoproteínas que absorvem o colesterol que se deposita nas artérias. A grande diferença entre o HDL e o LDL é justamente isso. Enquanto o primeiro “limpa” o sangue, o segundo transporta o colesterol do fígado para as células.

Sem o colesterol, as suas membranas plasmáticas não se formam de forma adequada. Por essa razão que é preciso fazer um controle anual. Os médicos podem verificar os seus níveis de colesterol ruim e bom através de exames de sangue simples, como o hemograma.

Os níveis de colesterol total no sangue devem ser:

  • Menor que 200 mg/dl: colesterol sanguíneo total normal;
  • Entre 200–239 mg/dl: limite de colesterol total;
  • Maior que 240 mg/dl: colesterol total alto.

Como baixar o colesterol ruim?

Como você viu acima, o LDL está presente e é fabricado por todos os animais. Ele costuma ser excretado do fígado junto com a bile. E pode ser reabsorvido nos intestinos. Se estiver alto ou concentrado demais, poderá se cristalizar na vesícula biliar, causando cálculos.

O aumento do colesterol ruim é muitas vezes genético. Mas também pode ser associado a um estilo de vida pouco saudável. Isso porque os níveis de LDL no sangue vão depender do bom funcionamento do fígado. Pessoas que comem muita gordura ou ingerem bebida alcoólica em excesso podem elevar os níveis da substância com mais facilidade.

É por isso que pessoas magras podem ter o colesterol ruim alto. Isso está muito mais ligado aos fatores hereditários e ao estilo de vida do que ao que você come propriamente. Se sua família toda tem colesterol alto, você tem uma probabilidade de 70% de ter também, mesmo que faça dieta e seja extremamente saudável.

Quem precisa baixar o colesterol LDL vai precisar fazer isso continuamente, ou seja, para a vida toda. É uma batalha constante, porque o LDL pode sempre voltar a subir. Não é como fazer uma dieta e perder peso e pronto. Você realmente tem que reeducar a sua forma de vida.

A única forma de reduzir então o colesterol ruim e aumentar o bom é ter uma alimentação adequada, rica em fibras, proteínas e gorduras saudáveis, como os ácidos graxos. Evitar açúcares, álcool e gorduras trans também pode prevenir as doenças causadas pelo colesterol alto.

Alimentos que aumentam o colesterol ruim

alimentos que aumentam o colesterol ruim
Crédito: Unsplash

Remover alguns alimentos da sua alimentação diária pode ajudar a baixar os níveis de colesterol no sangue. Isso porque esses alimentos fazem mal ao fígado, principal órgão sintetizador da substância.

Se você conseguir trocar os açúcares refinados por adoçantes naturais, como a stevia, vai estar ajudando e muito o seu organismo. Outra boa ação para baixar o LDL é evitar o sal. O sal leva à hipertensão, o que faz com que você tenha problemas de circulação. Logo, aumenta o colesterol ruim.

Óleos vegetais processados e alimentos embalados e industrializados também devem ser removidos do cardápio. Mesmo os óleos de canola, soja e milho fazem mal nesse sentido. Substitua-os pelo azeite de oliva, que é rico em ômega-3 e gorduras boas.

Evite a todo custo aquecer o azeite. As gorduras saturadas também aumentam o LDL. Procure preparar seus alimentos com água ou em panelas antiaderente, que dispensem a necessidade de gorduras vegetais.

Café e estimulantes que aumentam os batimentos cardíacos devem ser reduzidos ao máximo. Opte pela versão descafeinada. E troque o álcool por vitaminas e batidas. Você pode até preparar drinks livres de álcool para se divertir com os amigos e a família.

E não se esqueça de praticar exercícios físicos e ter uma alimentação abundante em frutas e legumes. Beba muitos líquidos e faça um check-up regular com o seu médico!

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

9 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Receita: bife à milaneza em 5 passos

Bétula – Descubra os Benefícios Surpreendentes da Bétula!