em

AmeiAmei

Benefícios de comer chocolate

Não vai ser nenhum sacrifício adicionar um pouco de chocolate na dieta se for para o bem da saúde
chocolate
Crédito: Pixabay

Chocolate é paixão mundial. Feito à base de cacau, um fruto amargo e oleaginoso, pode ganhar diversos sabores, conforme os ingredientes adicionados. Entre tantos tipos que existem, eles são divididos, basicamente, entre os que têm mais ou menos pureza.

Quando uma barra é feita com 70% de cacau ou mais, torna-se uma boa opção de sobremesa depois do almoço de cada dia, pois oferece mais riqueza nutricional do cacau para o organismo. Ou seja, se comer o tipo certo e na quantidade adequada, essa delícia faz bem à saúde.

Aqui você encontra:

Benefícios do chocolate amargo

benefícios do chocolate
Crédito: Pixabay

Quando for comer o seu quadradinho diário, precisa escolher o tipo certo para ter mais benefícios do que malefícios à saúde. O ideal é comer o puro, 100% cacau, ou pelo menos com 70%, pois é o fruto que vai fornecer os nutrientes benéficos ao seu corpo e causar os seguintes efeitos:

1. Relaxamento e bem-estar

Para comer sem sentir culpa, muitas pessoas se defendem lembrando que o doce tem propriedades calmantes. De fato, o cacau possui substâncias químicas que induzem a liberação de neurotransmissores como endorfina, dopamina, serotonina e feniletilamina. Esses neurotransmissores acionam a redução do estresse, da dor e dos sintomas depressivos.

2. Aumenta a concentração

Ele também atua como estimulante, não por causa da pequena quantidade de cafeína na sua composição, mas sim, pela teobromina. Essa substância estimula o relaxamento físico e mental, ajudando a se concentrar melhor em determinada atividade.

3. Reduz a pressão arterial

O cacau contém polifenóis, que são flavonoides importantes no processo de redução da pressão arterial. Eles provocam a dilatação arterial que favorece o fluxo sanguíneo e evita que a pressão se forme.

4. Controla a tosse seca

Quando está com tosse seca, precisa tratar a causa com o médico, pois esse ingrediente não é a solução. Ao mesmo tempo, ele ajuda a criar uma camada espessa que impede a ação do nervo vago, responsável pelo reflexo da tosse. Esse nervo fica exatamente na curva de decida para a garganta. O chocolate fica sobre essa passagem e a tosse não é acionada.

5. Equilibra o colesterol

Por ter propriedades protetoras do coração, como muitos antioxidantes, os do tipo amargo ajudam a equilibrar o colesterol, reduzindo o risco da formação de placas de gordura no sangue. Com isso, também acabam beneficiando a saúde do coração em outros aspectos, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.

Propriedades nutricionais

Como viu, deve optar por comê-lo com pelo menos 70% de cacau para que seja mais saudável, além de evitar ultrapassar a quantidade de 25 gramas por dia. Nesse quantidade, segundo a tabela nutricional americana (USDA), em um chocolate com 60%-69% de cacau, você consome:

  • Valor energético: 145 kcal;
  • Carboidratos: 13,11 gramas;
  • Gorduras: 9,58 gramas;
  • Fibras: 2 gramas;
  • Proteína: 1,53 grama;
  • Açúcar total: 9,18 gramas.

Quanto maior for a quantidade de cacau, menos calorias, menos carboidratos, mais fibras e mais proteínas. Nas versões mais puras também vai absorver ferro, magnésio, zinco, potássio e selênio. Especialmente se forem amargos e com amêndoas.

Malefícios

Aqueles que contêm mais açúcar, leites e óleos do que cacau são prejudiciais à saúde. Essa maior quantidade de outros ingredientes fazem com que ele ser mais doce, porém aumentam as calorias, os açúcares e as gorduras nocivas à saúde.

Com isso, ao longo do tempo e se comer em excesso, vai desenvolver maior risco de diabetes, colesterol alto, obesidade, pressão alta e outras doenças relacionadas a essas, que podem se tornar crônicas.

Tipos de chocolate

tipos de chocolate
Crédito: Pixabay

Quando chega na prateleira dos chocolates no supermercado, começa a dificuldade. São tantos tipos que dá vontade de levar um de cada. Como viu, a melhor escolha para a saúde é o com 70% de cacau ou mais. Esse é um dos tipos de chocolates, entre tantos:

  • Amargo: tem pelo menos 70% de massa de cacau, com menos manteiga de cacau, menos açúcar e sem leite;
  • Ao leite: esse tipo é feito com menos de 50% de massa de cacau e contém mais açúcar, leite, manteiga e licor de cacau;
  • Ao leite sem açúcar: essa é uma versão para quem deseja reunir o melhor das duas opções anteriores. Porém, para compensar a ausência do açúcar, ele ganha mais gordura;
  • Branco: não há sementes de cacau nesse tipo, somente a manteiga de cacau, açúcar, leite e lecitina. É o mais calórico e menos nutritivo;
  • Orgânico: essa variação é feita com cacau cultivado sem agrotóxicos e fertilizantes químicos. Pode ser ao leite, de soja ou amargo;
  • À base de soja: 100% vegetal, essa é uma boa opção para veganos, vegetarianos e quem não pode ingerir lactose ou glúten.

Falando em restrições alimentares, aproveite para aprender a fazer receitas de bolo de chocolate sem leite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
usar óleo de eucalipto
6 Usos do óleo de eucalipto e como fazer em casa
pudim saudável
Receitas de pudim saudável para comer à vontade