em

5 Benefícios da aromaterapia na gestação

Os óleos essenciais certos podem ajudar da gestação ao pós-parto
aromaterapia na gestação
Crédito: Freepik

Se preparar para a chegada de um bebê na casa é uma experiência única, sendo diferente para cada família. Muitas mudanças acontecem rapidamente, tanto no corpo da mulher, quanto na própria estrutura e dinâmica familiares, sendo importante nesse momento, ter equilíbrio e aproveitar os momentos. Usar a aromaterapia na gestação pode ajudar nesse momento.

Alguns fatores como a ansiedade, medo, apreensão podem fazer com que esse momento seja um pouco mais tenso. Além disso, a mamãe pode estar tendo enjoo, náuseas, dores, cansaço, inchaço e outras coisitas mais, que acabam aparecendo na gestação.

Existem formas eficientes de minimizar esses problemas e tornar esse momento mais doce e tranquilo. Uma delas é a aromaterapia, que de acordo com um estudo português, é um dos estímulos sensoriais que podem auxiliar a mãe, inclusive no trabalho de parto.

Para os pesquisadores, a aromaterapia é uma forma natural de reduzir a “ansiedade, o medo, a dor, as náuseas, melhorar a contratilidade e aumentar a sensação de bem-estar”, utilizando óleos essenciais adequados para cada necessidade específica.

Benefícios da aromaterapia na gestação

aromaterapia na gestação benefícios
Crédito: Freepik

De acordo com o estudo já citado, os estímulos sensoriais, incluindo o olfativo, ajudam a promover mais conforto, tendo “repercussões positivas na fisiologia do parto, no bem-estar materno/fetal, na adaptação do recém-nascido à vida extrauterina e à transição para a parentalidade”. Outro estudo brasileiro, publicado em uma revista especializada, diz que a utilização dos óleos essenciais ajuda muito na gestação, parto e pós-parto, trazendo diversos benefícios. Conheça os principais benefícios da aromaterapia na gestação.

1. Melhora o quadro emocional

Existem diversos óleos essenciais que ajudam a melhorar o quadro emocional da família durante o processo gestacional. O casal e outros participantes do processo de espera de chegada podem ficar tensos, preocupados, ansiosos e algumas vezes, até depressivos, a depender de diversos fatores como as condições financeiras, do casal, ambientais, de saúde e muitos outros.

A aplicação da aromaterapia ajuda a aliviar esse cenário, principalmente se aliada a outras terapias sensoriais ou não, sendo importante escolher o óleo essencial correto para ter um resultado positivo. Existem óleos que acalmam, outros que podem agitar mais, dando energia enquanto o que se precisa é de descanso da mente.

Veja também: o que saber sobre a depressão na gravidez

2. Melhora o quadro físico

Não apenas massagens e compressas com óleos essenciais são bons para a saúde da gestante e do bebê, também a inalação, através das partículas em suspensão, podem beneficiar a saúde, de forma geral ou específica.

Existem óleos que aumentam a imunidade, prevenindo assim que a gestante pegue alguma gripe ou doença oportunista, por queda da quantidade de glóbulos brancos. Outros, ajudam a curar gripes e resfriados e até fungos e bactérias, que possam ter se alojado.

3. Traz conforto para a gestante

A aromaterapia reduz o enjoo, náuseas, dores e ajuda a dormir, por exemplo, isso falando somente dos benefícios para a saúde física da gestante. Ao aliviar esses sintomas, sem a necessidade de uma medicação, a rotina fica mais leve.

Também o lado sócio-afetivo é beneficiado, ajudando a acalmar, sair do estado depressivo, compartilhar melhor os sentimentos e outros fatores, melhor detalhados mais abaixo.

4. Familiariza o bebê com um aroma

Você sabia que o bebê consegue reconhecer aromas já no útero materno? O cheiro da mãe já é percebido pela placenta, sendo esse um dos motivos da importância de amamentar seu bebê assim que ele nasce, pele com pele, trazendo mais conforto a ele.

Escolher um aroma durante a gestação, que ficará no quartinho do bebê e já foi utilizado pela mãe, faz com que ele se sinta mais relaxado e em contato com algo conhecido, quando chegar em sua casa, fazendo com que tenha uma adaptação mais tranquila.

5. Melhora a saúde do bebê

Quando a mãe está em trabalho de parto, precisa relaxar e respirar adequadamente, para garantir o suprimento de oxigênio para o bebê, pois ele pode ser reduzido nesse momento delicado. Para isso, um ambiente familiar, com um aroma ao qual mãe e filho estejam acostumados, ajuda a inspirar mais profundamente e a relaxar.

O cheiro comum de hospital não colabora em nada com o processo de relaxamento, pelo contrário, lembra doença, o que pode aumentar o nível de estresse, liberando cortisol no organismo. Esse cortisol deixa a musculatura mais tensa e reduz a capacidade respiratória, prejudicando mãe e bebê. Dessa forma, um aroma familiar e terapêutico, ajuda a aumentar a oxigenação no parto.

Melhores óleos essenciais na gestação

aromaterapia na gestação melhores óleos
Crédito: Freepik

Agora que já conhece quais são os benefícios, veja qual é o melhor óleo essencial a ser utilizado em cada situação da gestação, na aromaterapia.

1. Náuseas, enjoo, boca amarga e dor de cabeça

Esses fatores são bastante comuns na gestação, sendo causado por causa das imensas alterações hormonais pelas quais a mulher está passando. As náuseas costumam acontecer pelas manhãs e ao sentir cheiros específicos, sendo fundamental escolher o óleo correto. Veja quais são os mais indicados:

  • Hortelã-pimenta;
  • Hortelã-do-campo;
  • Gengibre.

2. Ansiedade, depressão e problemas com o sono

Os problemas para dormir atrapalham a rotina da gestante, podendo inclusive levar a um enfraquecimento do corpo, sendo a aromaterapia uma boa alternativa. Ela ajuda também a tratar estados como a ansiedade, medo, tristeza e depressão, sendo os seguintes óleos mais recomendados:

  • Lavanda francesa;
  • Rosa de damasco;
  • Cítricos, como limão ou bergamota;
  • Coníferas;
  • Melissa;
  • Ylang ylang;
  • Olíbano;
  • Sálvia;
  • Camomila;
  • Jasmim;
  • Sândalo.

3. Durante o parto

Além de trazer uma impressão positiva para o bebê, oferecendo a ele um aroma familiar, com “cheirinho de casa” (se for utilizado o mesmo que usou em casa), a aromaterapia ajuda a melhorar a oxigenação da mãe e do feto, além de acalmar e reduzir a taxa de cortisol. Veja os mais indicados para a hora do parto e sua preparação:

  • Sálvia, esclareia e camomila aliviam a dor;
  • Lavanda, rosas e olíbano ajudam a a reduzir o medo e ansiedade;
  • Hortelã-pimenta para melhorar o enjoo;
  • Capim-limão, pimenta-negra, olíbano, gengibre, junípero, lavanda francesa, manjerona-doce, mirra, hortelã-pimenta, rosas, pindaíba e ylang ylang ajudam a postergar ou evitar a anestesia.

4. No pós-parto

O momento do pós-parto também é importante no processo da chegada do bebê, pois a mãe está mais vulnerável, física e emocionalmente, lidando com o efeito da anestesia e possíveis suturas, além de hormônios enlouquecidos e tentativa de amamentação. Então, para ajudar, pode-se usar os seguintes óleos essenciais para aromaterapia:

  • Neroli e lavanda francesa para reduzir a melancolia e ansiedade;
  • Lavanda para aliviar as dores do pós-parto;
  • Alecrim para dar mais energia.

Contraindicações e cuidados a ter

Apesar de ser excelente para a gestante e o bebê, é importante ter atenção a alguns pontos ao utilizar a aromaterapia. O primeiro ponto é a escolha correta do óleo essencial, para cada situação. Depois deve pensar qual será a forma de utilização, se por vaporizadores ou até pingentes individuais.

Um terceiro ponto a ter cuidado é se há alguém em sua casa que tenha alergia a aromas ou a um aroma específico, devendo fazer o teste de um dia e ver como todos se saem. Não exagerar é fundamental, devendo ficar apenas uma leve nota de fundo e não uma invasão de aroma quando entra em casa.

A escolha do óleo essencial também influencia no resultado da aromaterapia na gestação, pois ao tentar economizar, pode-se acabar levando gato por lebre. Então compre em lojas de produtos naturais de confiança ou até mesmo na internet, desde que o produto seja de fato o que está sendo ofertado.

receitas com gelatina
16 Receitas de sobremesas com gelatina
como amolecer cutículas
Como amolecer cutículas para fazer as unhas