em

O que precisa saber sobre a depressão na gravidez

Depressão na gravidez prejudica crescimento do bebê, segundo a investigação desenvolvida por um hospital holandês.

Para obter os resultados, os investigadores avaliaram um total de 7696 grávidas. Os dados mostraram que os bebês das mulheres que não apresentam sintomas depressivos têm um crescimento mais rápido (do corpo e da cabeça), do que os filhos de mães com depressão. A equipa de Marroun concluiu ainda que os bebês das grávidas que tomam antidepressivos são os que apresentam um crescimento da cabeça mais lento, o que pode prejudicar o desenvolvimento cerebral.

A depressão na gravidez é um problema que afeta muitas mulheres. Nem todas as futuras mamães ficam felizes ao saber que estão grávidas, algumas podem até ficar tristes, tão tristes que podem ficar deprimidas.

No entanto, muitas delas preferem esconder a tristeza para não passar uma má impressão ou uma má imagem para os outros.

As causas para a depressão nas gestantes podem ser várias. Antigamente acreditava-se que eram os hormônios da gravidez que a provocavam, no entanto, hoje em dia, já se sabe que o principal fator para o aparecimento desse problema é o estresse da gestação que pode aparecer em qualquer altura e que pode ter imensas causas.

Para lidar com a depressão, as gestantes podem tentar várias soluções:

  • Fazer atividade física é uma boa forma de lidar com a depressão. Dessa maneira a futura mamãe ocupará o seu pensamento com algo que irá melhorar o seu humor e que a irá preparar para o nascimento que aí vem. Os diversos passatempos também podem ser uma solução. 
  • Outra boa opção é desabafar. As gestantes que enfrentam esses problemas devem conversar com aqueles que lhe são próximos e contar tudo aquilo que estão passando.
  • Quando tudo falha, o melhor mesmo é procurar terapia. A ajuda profissional é muitas vezes a melhor solução e nunca deve ser deixada de lado.

Se você conhece alguém que está enfrentando esse problema, então não hesite e tente ajudar! Não deixe a grávida sozinha por muito tempo, converse com ela tentando perceber os medos e tristezas dela, fale em coisas positivas e incentive-a criar hábitos saudáveis de forma a melhorar a disposição da futura mamãe. 

Fonte: Correio da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
qual o colesterol ruim
Qual é e como baixar o colesterol ruim no sangue?
Bétula – Descubra os Benefícios Surpreendentes da Bétula!