primeiros sintomas de gravidez
Crédito: Freepik
em

AmeiAmei Meu Deus!Meu Deus!

20 Primeiros sintomas de gravidez: eles vão além do enjoo matinal

Muitas mulheres confundem os sintomas de uma gestão com os da TPM, veja quais são

Logo nos dias seguintes à fecundação do espermatozoide no óvulo, quando o embrião é enviado para o útero, o corpo da mulher já está passando por grandes transformações. Então, não demora para que ela perceba os primeiros sintomas de gravidez, que podem ser mais ou menos intensos, conforme a saúde e o estilo de vida de cada futura mamãe.

Veja também: alimentos que devem ser evitados na gravidez

Sintomas iniciais de gravidez

os primeiros sintomas de gravidez
Crédito: Freepik

Muitas mulheres pensam que os primeiros sintomas de gravidez são apenas o atraso menstrual e os enjoos matinais. Porém, o corpo envia sinais mesmo antes de a menstruação atrasar e de os enjoos começarem. Inclusive, são sinais que podem ser confundidos com os sintomas da TPM, caso esteja esperando por ela. Veja quais são.

1. Sonolência

Condições cardiovasculares como mudanças no volume e fluxo do sangue ou diminuição da pressão arterial na gravidez são comuns. São essas condições que provocam uma sensação de sonolência constante, mesmo depois de uma boa noite de sono.

Sendo assim, se esse sintoma estiver frequente, não fazendo sentido com o estilo de vida que leva, convém consultar o seu médico para despistar casos de anemia ou labirintite e confirmar a gestação.

2. Tonturas

Pelos mesmo motivos que levam o organismo da mulher a sentir mais sono ao longo do dia quando está grávida, ela também pode experimentar momentos de tontura, especialmente ao se levantar ou movimentar muito rápido. Sua pressão sanguínea está em fase de readaptação para a gestação, então esse sintoma pode acontecer.

3. Sensibilidade a cheiros intensos

Normalmente, esse é um dos primeiros sintomas de que uma mulher pode estar grávida. A gestante estará mais sensível, não só a cheiros, como a alguns sabores. Contudo, não é preocupante esta situação, mas vale como um alerta de que talvez deva fazer um teste de gravidez.

4. Alterações de humor

Esse sintoma é, basicamente, uma resposta às mudanças que ocorrem no organismo da gestante. Esse quadro não costuma ser problemático. Contudo, caso se torne, convém consultar o seu ginecologista. O motivo das alterações repentinas de humor é o mesmo que faz esse ser um sintoma da TPM: as alterações nos níveis de hormônios.

5. Corrimento vaginal rosa

Esse corrimento surge do processo de nidação, quando o embrião se estabelece na parede uterina. Logo, um sangramento leve pode ocorrer de tom rosa-claro, misturado com o muco cervical. Ele é curto e espontâneo.

No entanto, caso tenha sangramentos nos primeiros três meses de gravidez, deve ir ao seu médico, pois pode estar tendo alguma complicação grave, como danos no colo do útero ou risco de aborto.

6. Urinar frequentemente

Essa situação é causada pela ação do hormônio da gravidez, a progesterona, que provoca lentidão no fluxo urinário e a bexiga é contraída pelo aumento uterino, daí o motivo de ficar com menos disposição para reter a urina. Se a grávida sentir ardor, dor no ato de urinar (e no baixo ventre) e lhe parecer que não consegue fazer todo o xixi, o melhor a fazer é recorrer a médico, pois pode estar tendo uma infecção urinária.

7. Dores no abdômen e cólica

Esses sintomas tratam-se de um quadro normal na gravidez, pois o corpo está se habituando à gestação e ao desenvolvimento do útero. No entanto, pode falar com o seu especialista para despistar uma infecção urinária.

8. Acne

Mudanças nos hormônios podem causar acne, sobretudo, no início da gravidez. A pele ficará mais oleosa e propensa a espinhas e cravos. Logo, a gestante pode usar produtos dermocosméticos que ajudem a tratar esta situação, sempre recomendados pelo médico. Além do mais, consultar um nutricionista para que ele prescreva uma rotina alimentar mais saudável também vai ajudar não apenas com esse, mas com todos os primeiros sintomas de gravidez.

9. Sensibilidade nos seios

Por causa da ação da progesterona, que atua no desenvolvimento dos seios e na retenção de líquidos, a gestante pode sentir um inchaço e maior sensibilidade nos seios no começo da gravidez. Esse também é um sintoma confundido com os da TPM. Ao final da gestação a mulher voltará a sentir esse inchaço por causa da produção de leite.

10. Mudança de cor da aréola do seio

Além do inchaço e da sensibilidade nos seios, muitas mulheres no início da gravidez podem perceber que as aréolas dos seios ficaram mais escuras. Não há nada de errado com elas, apenas mais uma das formas de adaptação do corpo ao processo de gestação que está começando.

11. Aumento do apetite

Realmente, ter vontade de comer fora de hora ou de comer algo menos comum é um sintoma. Contudo, um sintoma pouco certo, pois pode evidenciar apenas falta de algum nutriente no organismo. Como esse também é um sintoma da TPM por causa das alterações nos níveis hormonais, pode passar despercebido como um dos primeiros sintomas de gravidez.

12. Vômitos e enjoos

Não poderia falta um dos mais clássicos sintomas de gravidez, embora nem todas as mulheres os sintam. É normal ter náuseas e até chegar a vomitar nas primeiras 12 semanas de gravidez, mesmo não tendo comido nada. Depois desse período não costuma acontecer. A mulher pode tratar dos enjoos recorrendo a um ajuste na alimentação ou a medicamentos receitados pelo médico, depois que a gestação for confirmada.

13. Fadiga constante

As mudanças nos hormônios e os ajustes do corpo à nova condição podem resultar em cansaço frequente. Contudo, pode pedir alguns exames para identificar ou não problemas na tireoide ou anemia. Se a mulher estiver sentido um cansaço excessivo, precisa mesmo descansar, não deve ter vergonha de parecer preguiçosa só porque a barriga ainda está pequena.

14. Leve aumento de volume no abdômen

Muitas mulheres que conhecem bem seu corpo, têm uma menstruação regulada e sintomas sob controle, percebem com mais facilidade um leve aumento no volume da região baixa do abdômen quando desconfiam que podem estar grávidas. De fato, acontece por causa das adaptações que estão ocorrendo internamente para abrir espaço para o útero.

15. Aumento da salivação

Também é bastante comum que a mulher no início da gravidez perceba que a sua salivação aumentou e não é porque ela se deparou com um pedaço irresistível de bolo de chocolate, é mais uma das alterações hormonais acontecendo para se adaptar à gestação.

16. Aumento da libido

Mais uma das consequências das alterações hormonais experimentada por muitas mulheres é o aumento do desejo sexual. Aliás, muitas vezes ele ocorre durante toda a gestação, fazendo com que as gestantes sintam-se confortáveis para levar uma vida sexual ativa até o último mês de gravidez.

17. Prisão de ventre e gases

Pela mesma razão que as mulheres podem sentir cólicas e desconforto abdominal no começo da gravidez, o intestino também vai se manifestar, pois precisará se encaixar em um espaço menor até o final da gestação. Então, como resposta, é comum a mulher ter mais gases e dificuldade para ir ao banheiro de forma regulada. Com uma alimentação adequada, prescrita pelo médico, esse problema se resolve.

18. Coceiras pelo corpo

Uma pequena parcela de gestantes experimenta situações de muita coceira pelo corpo durante a gestação. No comecinho da gravidez a coceira surge por causa do ressecamento da pele causado pelo aumento da taxa do hormônio HCG. Mais tarde, por volta da 26ª semana, as coceiras podem voltar por causa das estrias. Veja como evitar e tratar as estritas da gravidez.

19. Aumento do suor

A temperatura do corpo da mulher é regulada por hormônios. Logo, quando os hormônios estão sofrendo grandes mudanças por causa da gravidez, a temperatura do seu corpo também vai mudar, podendo aumentar a produção de suor, caso sinta muito calor ao longo do dia ou da noite.

20. Tosse

Esse é um dos primeiros sintomas de gravidez menos comuns, mas pode acontecer e tem três motivos: o enfraquecimento do sistema imunológico, o aumento da produção de muco nasal (nariz entupido também é um sintoma) e a redução da eficiência dos cílios nos brônquios. Porém, é válido conversar com o médico para tratar desse sintoma, pois ele não deve continuar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

como fazer abajur

8 Ideias de como fazer abajur com artesanato

câncer de estômago

Câncer de estômago: conheça os sintomas e tratamentos