em

Roer unhas faz mal: sim ou não?

Inicialmente esse hábito parece inofensivo, mas pode virar algo grave se deixar infeccionar
roer as unhas faz mal
Crédito: Pixabay

A onicofagia é o hábito de roer as unhas que, muitas vezes, se adquire na infância e permanece por longos anos. Há casos em que a pessoa chega a roer tanto, que os dedos perdem o aspecto normal e ficam com as pontas deformadas, causando ferimentos difíceis de cicatrizar. Além do fator estético, será mesmo que roer as unhas faz mal à saúde? Saiba agora.

Roer as unhas faz mal?

Quando se permite chegar ao ponto de machucar os dedos de tanto morder, então sim, roer as unhas faz mal. O que acontece é que, ao roer diariamente nos mesmo locais, acaba causando pequenos machucados que mantêm a camada superficial da pele constantemente danificada.

Assim, abre-se espaço para infecções fúngicas ou até causadas por vírus e bactérias que entram com facilidade por esses ferimentos e podem chegar à corrente sanguínea. Além desse aspecto, faz mal também para os dentes, em especial de quem tem as unhas mais duras e os dentes menos fortes, aumentando o desgaste deles e deixando-os fragilizados ao longo do tempo.

Consequências de roer as unhas

Com base no que você viu que pode acontecer quando uma pessoa rói as unhas diariamente, sem controle, as consequências chegam a ser graves.

Doenças causadas por vírus, fungos e bactérias

Por causa da maior facilidade de vírus, bactérias e fungos entrarem na corrente sanguínea por meio dos ferimentos causados nos dedos, a pessoa que rói as unhas corre mais risco de contrair doenças que podem ser graves, dependendo do quão resistente é o seu sistema imunológico. Doenças causadas pelo vírus HPV e outras causadas por bactérias e fungos podem se alastrar pelo corpo e necessitarem de tratamento urgentes.

Infecções

Quem está sempre com as unhas machucadas por não conseguir parar de roer está mais sujeito a infecções, o que deixa as pontas dos dedos fragilizadas e doloridas, causando inchaço, vermelhidão e desconforto. Atrapalha até na rotina, pois várias atividades manuais ficam comprometidas, desde lavar a louça até calçar sapatos, simples atos que podem acabar em sangramentos.

Problemas estomacais

Há pessoas que roem as unhas e as jogam fora, mas há aquelas que as engolem para não ficar cuspindo o tempo o todo. Esses pedacinhos de unhas engolidas podem causar pequenos ferimentos nas paredes do estômago, que chegam a virar úlceras conforme os ácidos estomacais intensificam a gravidade do dano.

Dentes fragilizados e gengivas infeccionadas

O ato de roer as unhas faz mal para os dentes, pois as arcadas de cima e de baixo ficam em constante atrito, aumentando o desgaste dos dentes e do esmalte que os protege. Essa consequência pode deixar uma sensação de sensibilidade constante, que causa dor como quando bebe um copo de água muito gelada.

Além disso, aumenta o risco de contrair infecções também na boca, pois os germes que ficam nas unhas são levados para dentro do corpo. Basta que encontrem um pequeno pedacinho de gengiva aberto para a infecção acontecer.

Veja o que fazer para parar de roer as unhas de uma vez por todas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
parar de roer as unhas
Como parar de roer as unhas
decoração de carnaval
15 Ideias para decoração de carnaval