em

A perigosa relação entre o excesso de carboidratos e o Alzheimer

Médico afirma que uma dieta rica em carboidratos e com pouca gordura saudável aumenta em até 89% o risco de desenvolver doenças cerebrais.

Quanto mais a ciência estuda os efeitos dos alimentos no organismo humano, mais conclui que uma dieta saudável deve conter baixo teor de carboidratos, açúcares industrializados e gorduras ruins.

Quando estes alimentos são consumidos em alta quantidade o corpo responde com inflamações e doenças degenerativas, como é o caso do Alzheimer, que atinge cada vez mais idosos.

O Dr. David Perlmutter, um neurologista norte-americano, é um estudioso da relação entre os carboidratos e as doenças degenerativas do cérebro, abordando o assunto no seu best-seller Grain Brain, traduzido em português como A Dieta da Mente.

No decorrer de anos de estudos o médico concluiu que a disfunção cerebral está intimamente ligada a uma dieta rica em cereais, carboidratos e açúcares industrializados. Segundo ele, ao consumir estes ingredientes em excesso, a pessoa está literalmente abrindo espaço para o Alzheimer, aumentando em 89% o risco de desenvolver demência, já que a doença é degenerativa e vai encolhendo a memória aos poucos.

O poder da neurogênese para a regeneração das células

Se você já está chegando ou chegou na terceira idade e teve uma vida alimentar regada a carboidratos, cereais, açúcares e pobre em gorduras saudáveis, ainda há como reverter os possíveis danos ao seu organismo por meio da neurogênese.

A neurogênese é a formação de novos neurônios no cérebro, e neste processo, a gordura boa é essencial. De acordo com o Dr. Perlmutter, as pessoas precisam parar de ter medo do colesterol, desde que venha das fontes corretas, como:

  • Abacate;
  • Manteiga orgânica;
  • Ovos orgânicos;
  • Óleo de nozes orgânico;
  • Óleo de coco orgânico;
  • Oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, pinhões e macadâmias);
  • Carne de animais criados no campo, apenas com pastagem.

Outras recomendações para manter a saúde do corpo e da mente

Depois que consegue-se manter uma dieta rica em gorduras saudáveis e proteínas, e livre dos carboidratos e açúcares refinados, outra forma de obter a neurogênese e incentivar a renovação celular de todo o corpo é através do jejum intermitente, que você pode saber mais lendo o artigo Jejum intermitente: o que você precisa saber antes de fazer.

Junto do jejum intermitente em uma alimentação saudável, outro ponto essencial para uma vida plena e lúcida é a prática de atividade física. O corpo humano é uma máquina cheia de engrenagens que, se ficarem paradas, oxidam. É exatamente isso que acontece. Os exercícios aeróbicos estão entre as mais poderosas práticas que pode fazer para manter todos os sistemas do corpo funcionando bem.

Na sua alimentação rica em gorduras saudáveis, proteínas, verduras, legumes e frutas, também é importante acrescentar:

  • Probióticos (iogurte natural, kefir, alimentos fermentados);
  • Cúrcuma;
  • Fontes de vitamina D;
  • Procurar comer os alimentos inteiros (fruta inteira ao invés de suco);
  • Dar preferência para fontes orgânicas e vegetais crus;
  • Evitar consumir antibióticos (se tiver absoluta necessidade, ao final do tratamento consumir mais probióticos para regenerar o estrago dos antibióticos).

SAIBA MAIS SOBRE O PODER DOS PROBIÓTICOS NO ORGANISMO

Como os alimentos fermentados estão dentro de uma rotina alimentar saudável, aproveite a oportunidade para saber mais sobre eles. Convidamos você a ler o artigo Alimentos fermentados: poderosos agentes contra o câncer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

A profecia de Chico Xavier para 2019

Estudo revela que famílias com 4 ou mais filhos são mais felizes