em

Como plantar pitaya em 4 passos

Veja o passo a passo para plantar essa fruta exótica em casa e fazer mudas
Crédito: Freepik

A pitaya é uma planta de origem mexicana, sendo uma suculenta muito adaptável ao clima do Brasil. Ela tem três tipos principais: a amarela, que não se adaptou muito ao solo brasileiro, a vermelha e a branca, mais comuns por aqui. Saiba como plantar pitaya em casa e evite pagar os preços altos da feira.

Seu sabor é bem delicado, como se fosse um misto de melão e kiwi, sendo muito rica em nutrientes essenciais. De acordo com a Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a cada 100 gramas, você encontra 60 kcal, 12,94 g de carboidrato, 1,18 g de proteínas, 18 mg de cálcio, 40 mg de magnésio e 2,5 mg de vitamina C.

Além disso, é rica em vitaminas do complexo B, niacina e vitamina E, sem nenhuma gordura. Sua casca é rica em fibras e as sementes têm muitos ácidos graxos, como linoleico, porém de consumo ainda em desuso.

Plantar pitaya no vaso

plantar pitaya em casa
Crédito: Freepik

Como toda suculenta, plantar pitaya é bem simples, precisando somente de uma boa drenagem, para evitar apodrecer a base. Como ela pode atingir uma boa altura, opte por vasos grandes e fundos, com pelo menos 60 cm de diâmetro, podendo ser mais.

Lembre-se que a exigência de água e nutrientes é baixa, mas isso não quer dizer que não precise de um solo equilibrado. Esse passo a passo de como plantar pitaya é voltado para o cultivo orgânico, para uma produção mais gostosa e saudável.

Veja também: outras frutas exóticas do Brasil

1. Escolhendo o local

Por ser uma suculenta, ela precisa de pelo menos 6 horas por dia de sol, para poder florescer e dar frutos. Dessa forma, coloque o vaso em ambiente externo, como uma varanda ou jardim, para que possa receber a quantidade de luz solar adequada.

Enquanto a muda vai enraizando, o que leva cerca de duas semanas, o ideal é que fique em local claro, porém protegido dos raios solares diretos, para não perder muita umidade. O ideal é perto de uma janela ou na sombra de uma árvore mais frondosa.

Escolha também um local sem muita movimentação de pessoas, que possam esbarrar na planta e partir os galhos ou bater contra as frutas, que, a depender da variedade, podem ter espinhos quando ainda estão verdes.

A ventilação não faz diferença, podendo suportar ventos mais fortes, como os provenientes de corredores artificiais. Porém, sempre se deve usar o discernimento na hora da escolha. O ideal é que fique em um local onde possa ser apreciada, pois antes de dar um lindo fruto do dragão, ela produz flores de até 20 cm.

2. Preparando o vaso

Escolha um vaso grande, caso seu objetivo seja o consumo do fruto, pois assim a planta pode ficar maior e ter mais sustentação para os mesmos, que podem chegar a 1 kg cada um. Para maior comodidade, escolha um local fixo no jardim ou pegue uma base com rodinhas, para ajudar na limpeza, posteriormente.

O solo não pode ser compacto e muito orgânico, a pitaya prefere solos com excelente drenagem, para não acumular água que poderia apodrecer a base da planta. Opte por um solo mais leve, com 60% de terra e 40% de areia. Para ajudar na adubação, reaproveite as cascas de ovos, higienizadas e moídas, ajudando a manter o pH mais elevado.

Lembre-se de comprar um vaso com furos no fundo, para permitir a saída do excesso de água. Para que o substrato não se perca, coloque pedras no fundo do mesmo, antes de colocar a terra, ajudando na drenagem correta e melhorando assim a saúde da planta.

3. Plantio

O plantio da muda já enraizada deve ser feito em horário mais fresco, preferencialmente pela manhã, deixando o vaso a meia sombra por pelo menos três dias. Isso é importante para a planta ir se readaptando à luz e não sofrer um choque e ressecar rapidamente.

Cada vaso suporta somente uma planta, pois ela cresce bastante, devendo ser colocada bem ao centro do mesmo. O substrato deve estar revolvido, bem macio, para permitir uma drenagem eficiente, pois o solo compactado tende a acumular mais água, o que faz mal para a pitaya.

Ao transferir a planta para a cova feita, deixe-a no torrão original, para não desestabilizar e não perder partes da raiz. Dessa forma, faça uma cavidade no centro do vaso, que seja adequada ao tamanho do torrão da muda, retire o plástico do torrão com cuidado e posicione no centro.

Preencha com o resto do substrato, sem apertar em volta. Para garantir que a quantidade de terra está adequada, molhe abundantemente a terra e complete com mais substrato, já que a tendência é que baixe um pouco.

4. Trato

Depois do plantio, deixe o vaso a meia sombra por alguns dias, para melhor adaptação da muda ao novo ambiente. Em seguida, passe para seu local definitivo, que deve ser uma região com sol pleno, tomando ao menos, seis horas de sol por dia.

A rega deve ser semanal ou no máximo duas vezes na semana, durante o inverno, encharcando bem a terra e deixando a água escorrer. Já no verão, pode ser duas ou três vezes, a depender da necessidade. Para saber se sua planta está precisando de água, basta ver a condição da areia, se tiver bastante umidade, aguarde mais um dia.

Como fazer a muda

plantar pitaya quanto tempo demora para dar frutos
Crédito: Wikimedia Commons

A muda pode ser comprada pronta ou feita em casa mesmo, a partir da haste de outra planta, já adulta. É importante que seja uma boa matriz, que dê muitos frutos, para poder garantir um resultado similar em casa.

A estaca retirada para plantar pitaya deve ter entre 30 e 40 cm para ser considerada uma boa muda, com boa formação, cor firme e sem doenças ou pragas. Ela deve ser cortada em uma das articulações, aqueles nozinhos que se interligam, por onde surgirão as raízes da nova planta.

Pegue um saco de mudas grande e coloque terra boa, adubada, sem areia. Coloque a estaca e deixe em local sombreado, entre 15 dias a 1 mês, para que possa produzir uma boa quantidade de raízes.

Você também pode fazer mudas a partir das sementes da planta fresca, bastando lavar as sementes e plantar nos mesmos sacos com terra de qualidade. A germinação começa depois de 10 dias, podendo ser transplantadas depois de 5 meses, quando tiverem cerca de 20 cm.

A rega deve ser diária e pouca, enquanto não germinarem. Quando as mudinhas já tiverem brotado, molhe somente a terra e não a planta, cerca de 3 ou 4 vezes por semana, sempre observando a necessidade do solo.

Quanto tempo a pitaya demora para produzir

Depois que a muda é transplantada e estiver adaptada ao novo ambiente, ela vai levar cerca de um ano para dar os primeiros frutos. Antes disso, porém, vem suas lindas e exóticas flores, apreciadas como momentos únicos na natureza.

É uma floração especial que dura no máximo 12 horas e só abre durante a noite, sendo um espetáculo a parte. Quando os frutos começam a crescer, eles pesam nos delicados galhos, fazendo com que se curvem para baixo, dando um efeito visual belíssimo.

limpar piso de madeira
Aprenda a limpar piso de madeira de 4 formas diferentes
Conheça os benefícios do mel para a saúde