em

Pimenta-caiena: conheça seus benefícios

A pimenta não serve só para deixar a comida mais picante, veja os benefícios que ela oferece à saúde

benefícios da pimenta-caiena
Crédito: Pixabay

A pimenta-caiena ou pimenta cayenne é uma especiaria culinária e medicinal nativa da Cordilheira dos Andes e da América Central. Atualmente ela é uma das variedades mais cultivadas na Ásia e bastante usada no Brasil, em especial nas regiões no Norte e Nordeste onde a culinária tem sabores mais intensos. Conheça seus benefícios e contraindicações para fazer uso com segurança e incluir mais esse sabor ao seu cardápio.

Veja também: como moer pimenta para tempero

Benefícios para a saúde

comer pimenta-caiena faz bem
Crédito: Pixabay

Talvez você não saiba, mas essa pimenta é a mesma pimenta que a dedo-de-moça, também chamada de jalapeño em outros países ou em algumas embalagens no supermercado. É bom saber disso na hora de escolher as suas. Em todo caso, ela oferece os seguintes benefícios à saúde:

1. Ação vasodilatadora

Ao ingeri-la, ela vai exercer uma ação vasodilatadora, o que quer dizer que vai “alargar” as paredes das artérias, facilitando e intensificando o fluxo de sangue. Esse benefício é bom para quem tem problema de pressão, mas deve usar com acompanhamento médico, pois cada organismo pode reagir de um jeito diferente.

2. Atividade termogênica

Alimentos como a pimenta-caiena, que despertam um gosto ardido na boca, também fazem aumentar um pouco a temperatura corporal. Esse aumento de temperatura é bom para acelerar o metabolismo e, se a pimenta for consumida um pouco antes do exercício físico, vai ajudar a queimar mais calorias.

3. Propriedades antioxidantes

Todas as plantas oferecem ao organismo humano essa poderosa e importante propriedade. Ser antioxidante quer dizer que a pimenta, ao ser metabolizada, ajuda o corpo a fazer uma limpeza, restauração e proteção das células contra o excesso de radicais livres que as deixam doentes.

Assim é possível prevenir problemas causados por células inflamadas ou oxidadas, como muitas doenças inflamatórias e crônicas. Claro, esse efeito acontece quando alia seu uso a uma dieta saudável e equilibrada, lembre-se disso.

4. Efeito analgésico

É exatamente no componente que a faz ser ardida: a capsaicina, que estão suas propriedades mais interessantes, incluindo o efeito analgésico. Não é só porque ao mastigar a pimenta ela deixa a boca levemente dormente, mas esse efeito se estende por todo o corpo, dependendo da quantidade ingerida, ajudando a minimizar certas dores.

5. Proteção do sistema cardiovascular

Assim como a pimenta oferece seu efeito vasodilatador ao organismo, ela também vai, como consequência, ajudar a proteger o sistema cardiovascular. A pimenta-caiena estimula a redução do colesterol ruim, prevenindo doenças como aterosclerose, pressão alta e doenças na estrutura do coração.

Emagrece?

De um certo ponto de vista, pode-se dizer que ela ajuda a emagrecer. Por ser uma planta rica em vitaminas e minerais, além do efeito termogênico, ela ajuda a acelerar a queima de calorias, mantendo o organismo nutrido. Seu sabor também contribui mantendo a saciedade por mais tempo, ou seja, reduzindo a gula.

Tudo isso é importante, mas esses efeitos só serão aproveitados se já estiver praticando um novo plano alimentar recomendado pelo seu nutricionista e praticando atividade física todos os dias. A pimenta serve apenas como um complemento para ajudar a se acostumar com seus novos hábitos.

Veja também: diferentes tipos de pimenta

Arde?

Sim, a pimenta-caiena arde, mas o quanto ela arde vai depender de cada paladar. De modo geral é um ardor suportável, não está entre as mais picantes. Mesmo assim, nas receitas, use com moderação para conhecer os limites do seu paladar.

Contraindicações

Nem todas as pessoas podem fazer uso de algum tipo de pimenta, seja das mais ou menos ardidas. Algumas possuem alergia a determinados componentes desse alimento, enquanto outros são muito sensíveis a sabores mais fortes e acabam tendo reações desagradáveis.

Fora isso, só deve evitar as pimentas mais fortes caso tenha problemas gastrointestinais e também é bom evitar na gestação e lactação porque pode alterar o sabor do leite.

Como fazer pimenta-caiena em pó

Se você tem vontade de inclui-la nos seus pratos, mas só encontra a versão inteira, saiba que é possível moer a pimenta em casa com facilidade.

Primeiro, coloque-as lado a lado em uma forma e leve ao forno em temperatura bem baixa para que elas desidratem. Quando retirar do forno, elas deve estar bem crocantes.

Depois desse passo, espere que elas esfriem e depois é só esmagar com um pilão, uma colher, no liquidificador ou na mão mesmo. Sua pimenta moída está pronta para usar todos os dias.

Para se inspirar, aproveite e veja como fazer coxas de frango apimentadas para o churrasco de domingo. Quem gosta de pimenta vai pedir mais, veja no vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

como fazer um terrário

Como fazer um terrário aberto ou fechado para decorar a casa

lembrancinha de chá de bebê

Lembrancinhas de chá de bebê: 20 ideias para inspirar a sua festa