em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho

Pano branco: o que é, causas e tratamento desse problema de pele

O pano branco ocorre principalmente em quem vive em locais quentes e úmidos.
pano branco
Designed by Freepik

Existe uma grande variedade de doenças de pele, mas algumas são mais populares por nome. Se você já ouviu falar em pano branco mas nunca entendeu direito o que é, como ele acontece e se é uma doença transmissível ou não, tire suas dúvidas agora.

O que é pano branco?

O pano branco é uma doença que causa a despigmentação da pele. Agora você pode ter lembrado do vitiligo, que também é uma doença em que as células responsáveis por dar a cor à pele param de funcionar. Mas as duas doenças são bem diferentes, possuindo apenas essa reação em comum.

No pano branco, que também é chamado de pitiríase versicolor ou micose de praia, os tipos de manchas causadas pela despigmentação também são diferentes das que ocorrem no vitiligo. As causas também são outras. Confira a seguir.

Quais são as causas do pano branco?

A causa do pano branco é o fungo chamado Malassezia furfur. Esse fungo vive naturalmente no corpo humano, mas quando ele se prolifera espalha uma grande quantidade de ácido azelaico. Esse ácido impede a produção de melanina quando a pele é exposta ao sol.

Então quando a pessoa está se bronzeando na praia ou na piscina e está com esse fungo proliferado, várias partes do seu corpo não irão ficar bronzeadas, deixando as manchinhas chamadas de pano branco.

A proliferação desse fungo no corpo pode ocorrer devido ao calor excessivo, ao excesso de oleosidade da pele, ao suor ou mesmo pode ser uma predisposição genética. Pessoas com o sistema imunológico fragilizado ficam mais suscetíveis a desenvolver a doença.

Apenas o médico dermatologista pode dar certeza do diagnóstico do pano branco, mas você pode desconfiar se está com a doença ao perceber manchas na pele que sejam circulares, amareladas ou esbranquiçadas. Elas podem coçar ou não.

Também preste atenção se a pele estiver descamando, se perceber que as manchas estão aumentando e se notar que elas reduzem ou desaparecem no inverno. Ou seja, quando você deixa de estar exposto ao sol com tanta frequência.

Tratamento médico

Pelo fato de o pano branco ser causado por um fungo, o tratamento médico é feito com pomadas antifúngicas que devem ser aplicadas diariamente durante o período recomendado pelo médico.

Se após o tratamento não houver melhora dos sintomas, o médico poderá prescrever um remédio antifúngico via oral, que vai agir de maneira mais intensa. Quase todos os casos tratados trazem efeito positivo, mas pode levar alguns meses para que as manchas desapareçam por completo.

Veja também: Remédios caseiros para pano branco

Pano branco pega?

Não, o pano branco não é contagioso. Conforme já mencionado, todas as pessoas possuem o fungo que pode gerar a doença, então se você desenvolver vai ser pelos motivos mencionados anteriormente: excessos de calor, de suor ou de oleosidade, sistema imune deficiente ou predisposição genética.

Como é possível prevenir?

Se você já teve pano branco alguma vez, tratou ou ele desapareceu quando o clima esfriou, já sabe que tem uma predisposição, então fica mais fácil prevenir. Mas de modo geral, é bom tomar um banho sempre que suar demais, tratar da oleosidade da pele com produtos próprios para esse tipo de problema, manter-se na sombra e evitar excesso de calor, sempre que possível.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
insuficiência cardíaca
Insuficiência cardíaca: o que é, sintomas e tipos da doença
5 alternativas a naftalina para eliminar as traças
5 Alternativas à naftalina para eliminar traça: o que fazer?