em

Causas, sintomas e tratamentos dos ovários policísticos

Saiba tudo sobre essa síndrome e como tratar para poder engravidar.
ovarios policisticos
Créditos: Maxpixel

A Síndrome dos Ovários Policísticos, ou SOP, é caracterizada pela maior quantidade de hormônios masculinos produzidos em mulheres. Esse distúrbio leva à formação de cistos, alterando o processo de ovulação da paciente. Diferentemente dos cistos comuns, contudo, esses não aparecem a cada ciclo menstrual, pois não desaparecem.

A portadora da Síndrome dos Ovários Policísticos apresenta o cisto permanentemente. Isso modifica a estrutura do ovário, fazendo com que o órgão aumente de tamanho. Além disso, a paciente ovula em uma frequência diminuída e pode apresentar secreção de hormônios masculinos que são produzidos em excesso.

Sintomas dos ovários policísticos

As portadoras de Síndrome dos Ovários Policísticos geralmente apresentam ciclos menstruais irregulares, que podem levar ao atraso da menstruação. Além disso, esse distúrbio pode influenciar a paciente a desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade.

Devido à maior produção de hormônios masculinos, as mulheres portadoras dessa síndrome podem apresentar um crescimento maior de pelos nas regiões mais comuns do corpo. Além disso, podem passar por situações como queda de cabelos, aumento da oleosidade da pele, aparecimento de espinhas e cravos com maior frequência, aumento de peso e manchas de pele.

Causas

As causas da Síndrome dos Ovários Policísticos não são muito certas. Julga-se, no entanto, que essa síndrome tem influências genéticas. Isso porque as filhas de mães portadoras da síndrome têm cerca de 50% de chance de desenvolver o mesmo distúrbio.

Acredita-se que a doença está diretamente relacionada ao excesso de produção de insulina no corpo, pois isso pode levar à alteração hormonal que provoca a síndrome.

Tratamento

O tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos pode ser feito por meio de medicamentos e de aplicações de dietas. Conforme os sintomas que a paciente apresenta, o tipo de tratamento pode variar, por isso é importante consultar um médico.

Um dos possíveis medicamentos utilizados é a aplicação de métodos contraceptivos hormonais, como a pílula ou implantes, por exemplo. Eles contêm hormônios femininos que ajudam a regular a o ciclo menstrual e que tendem a estabilizar a produção de hormônios masculinos nas mulheres portadoras da Síndrome dos Ovários Policísticos.

No caso de pessoas que apresentam diabetes, os medicamentos variam. Devido a isso, é necessário que consulte um médico o quanto antes para que haja acompanhamento profissional ginecologista e um tratamento correto que não agrave a doença.

Quem tem ovários policísticos pode engravidar?

Sim, as mulheres que apresentam a Síndrome dos Ovários Policísticos podem engravidar, pois existem tratamentos de fertilidade que ajudam a aumentar a ovulação e a facilidade de gravidez. Durante o tratamento é importante manter uma boa dieta recomendada pelo próprio médico e a prática de exercícios físicos, pois o aumento de peso pode influenciar a ovulação de forma negativa.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Redigido por Natalia Fontenele

Paulistana, cidadã do mundo e, como uma boa sagitariana, alucinada por viagens. Não só redatora, mas também estudante de Design Industrial e amante do empreendedorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
bolo de micro-ondas
4 Receitas de bolo de micro-ondas indispensáveis
café gelado
4 Receitas de café gelado para fugir do tradicional