mitos e verdades sobre sistema imunologico
Crédito: Freepik
em

Mitos e verdades sobre fortalecer o sistema imunológico

Encher-se de suplementos de vitaminas com medo de adoecer, e fazer dieta por medo de engordar na quarentena estão fora de questão

Enquanto os cientistas de variadas áreas estão trabalhando em estudos para orientar as populações do mundo sobre como agir com relação à pandemia, uma das funções dos médicos é orientar as pessoas sobre como cuidarem de sua saúde para prevenir o contágio.

Para isso, a principal orientação é sobre manter o sistema imunológico fortalecido, pois são os anticorpos que poderão agir com sucesso contra o vírus no caso de um contágio.

Sendo assim, é importante ouvir o que estes profissionais têm a dizer, e nunca ir atrás das notícias de fontes duvidosas que surgem nas redes sociais. Veja quais são as orientações mais comuns, e saiba diferenciar as verdadeiras das falsas:

Controle seu estresse

Verdade. O controle do estresse ajuda a manter o sistema imunológico fortalecido. Por mais que seja difícil gerenciar uma rotina tão atribulada em meio a uma pandemia e uma quarentena, é preciso adotar hábitos que o ajudem a manter o controle emocional.

Isso porque, conforme explica o Dr. Andrew Diamond, diretor de uma rede nacional de prestadores de cuidados primários nos EUA, o hormônio do estresse, que é o cortisol, desliga as células do sistema imunológico, abrindo espaço para doenças se estabelecerem pelo corpo sem serem impedidas pelo seu sistema de defesa.

Pratique exercícios leves

Verdade. Mesmo em casa, é importante determinar uma rotina diária de exercícios de intensidade baixa ou média, com 30 a 60 minutos de duração. A atividade física é importante para baixar os níveis de cortisol e também para ajudar nas funções do sistema imune. Só não se deve exagerar, pois dessa forma ocorre o efeito rebote.

Durma bem

Verdade. É na hora do sono que o corpo se recupera de todo o desgaste diário. A média de sono adequado é de 7 a 8 horas por noite por pessoa. Mas, é ainda mais importante que este sono seja de qualidade, profundo, mesmo que seja com menos horas.

Coma probióticos e prebióticos

Verdade. Os alimentos probióticos são iogurte natural, kefir, combucha, chucrute e outros fermentados naturalmente. Eles contém bactérias boas, que são as mesmas que fazem parte natural da microbiota intestinal humana, diretamente ligada a um sistema imune saudável. Os alimentos prebióticos são as fibras insolúveis que servem de alimento para essas bactérias sobreviverem.

Mantenha uma alimentação saudável

Verdade. Além de consumir probióticos e prebióticos todos os dias, outros cuidados alimentares são importantes para manter o organismo forte. Veja quais são os alimentos para fortalecer o sistema imunológico, assim vai ser mais fácil fazer a sua próxima lista de compras para a quarentena.

Faça dieta

Mito. Tenha muito cuidado com as dietas nessa fase de quarentena. Geralmente, as dietas possuem baixo índice glicêmico, pois são pobres em carboidratos. Mas, com isso, o seu corpo fica sem a energia necessária para lidar com um possível ataque de coronavírus. Então, alimente-se de forma saudável, sem excessos, mas não faça dietas restritivas de emagrecimento.

Tome suplementos de vitaminas

Mito. A suplementação com vitaminas nessa fase de coronavírus só deve ser feita se o médico recomendar, em algum caso específico. No mais, é preciso ter muito cuidado, pois o excesso de vitaminas também faz mal. Então, a melhor forma de consumir todas as vitaminas que o corpo precisa, na quantidade adequada, é na forma de uma alimentação saudável e banho de sol diário, mesmo sem sair de casa, para absorver vitamina D.

previsão de mortes por coronavirus no brasil

Estudo prevê o mínimo de 44 mil mortos no Brasil por covid-19

usos do papel vegetal

Papel vegetal: você conhece todos os usos desse material?