em

Irmãs baianas criam ‘bafômetro’ que detecta pelo menos 15 doenças

É pelo sopro que o primeiro diagnóstico é feito. Depois disso, o encaminhamento para o especialista fica mais fácil
Irmãs baianas criam 'bafômetro' que detecta pelo menos 15 doenças
Crédito: Instagram @OrientaMed.Bio

Duas irmãs baianas inventaram espécie de bafômetro que detecta doenças, o que pode transformar a medicina. Esse aparelho funciona de forma semelhante àquele usado por policiais, mas ao invés de indicar o nível de álcool através do sopro, o aparelho pode detectar até 15 doenças.

Conheça a história

 

Ver esta publicação no Instagram

 

#gratidao por poder vivenciar o crescimento do ecossistema de Inovação no Brasil. A qualidade dos projetos brasileiros que a @samsungbrasil e a @anprotec30 (Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores) trouxeram para dentro do bootcamp foi realmente muito alta. #anprotec #samsungbootcamp #creativestartups #coreiadosul #creativestartupsamsung #inovacaotecnologica #ecossistemadeinovação #samsungcreativestartups #bootcamp #usp #brazilstartups #startupsbrasil #samsungbrasil

Uma publicação partilhada por OrientaMED (@orientamed.bio) a

As criadoras desse aparelho são Júlia, de 26 anos, e Nathália Nascimento, 31 anos, da cidade de Feira de Santana, na Bahia. Elas tiveram a ideia do aparelho depois que Júlia viu a defesa do mestrado da irmã. Júlia, que é estudante de biotecnologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro, reparou que a irmã, doutora em computação, poderia contribuir na área de saúde. Assim, juntas elas criaram o OrientaMed, que utiliza inteligência artificial para detectar doenças.

O processo de criação do bafômetro OrientaMed foi longo. Primeiramente a dupla se inscreveu em um evento de hackathon (uma maratona hacker). Depois formaram uma equipe com o paulista Rheyller Vargas, também pesquisador da área. Então os três partiram para as ideias para criar um dispositivo para a área de saúde. O intuito era criar um dispositivo que pudesse detectar a gastrite apenas pelo sopro.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Muita emoção com o nosso primeiro troféu 🏆 2nd lugar no Camp de Inovação do Congresso Brasileira de Engenharia Biomédica ! Segunda foto: Nordeste em peso no pódio! #cbeb2018 #cbeb #pitch #pitchperfect

Uma publicação partilhada por OrientaMED (@orientamed.bio) a

Com o avanço dos estudos, as pesquisas mostraram aos três que o sistema poderia ser usado para descobrir muitas outras doenças pelo sopro. Então o trio passou a aprimorar o sistema, que hoje é capaz de identificar 15 doenças, entre infecciosas e crônicas. Além da gastrite o OrientaMed pode detectar diabetes, pneumonia, intolerância à lactose, doença de Crohn entre outras.

O equipamento consegue detectar doenças apenas pelo sopro, pois muitas doenças causam mudanças biológicas no corpo. As causadas por bactérias, por exemplo, produzem gases específicos que são liberados no hálito e são eles que o OrientaMed detecta e gera o resultado.

O propósito do OrientaMed e do trio de criadores é que o dispositivo possa ser usado por médicos para agilizar a descoberta de doenças nos pacientes, já que o resultado sai em apenas cinco minutos. No momento o resultado do exame com o OrientaMed é mostrado no computador, mas o trio espera que no futuro ele possa ser visualizado no próprio dispositivo. A vantagem do diagnóstico rápido para os médicos é que eles podem aplicar as primeiras medidas para tratar os pacientes e pedir exames adicionais.

Atualmente o custo de fabricação do OrientaMed é de R$ 2.500, o que é um pouco alto. Mas o intuito do trio de cientistas é buscar a contribuição de hospitais para produzi-los e aumentar o número de doenças detectadas pelo dispositivo e assim aumentar a sua produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
15 sintomas de intolerância ao glúten e como tratar
Jovem com Down está terminando a faculdade
Jovem com Down está terminando a faculdade