em

Conheça os sintomas e causas de inflamação no útero

Ao perceber um dos sintomas, procure seu ginecologista para tratar o quanto antes e não deixar o problema evoluir.
inflamação no útero
Designed by Freepik

Quando ocorre uma inflamação no útero, quer dizer que existe um irritação dos tecidos desse órgão do corpo feminino. A inflamação pode acometer o colo do útero, que fica localizado ao fundo da vagina, ou na parte interna, do endométrio.

Essa irritação pode ter diferentes causas e sintomas, que você vai ver a seguir. Conheça também qual o tratamento recomendado pelo ginecologista e opções de remédios caseiros que, quando aprovados para uso por um profissional, ajudam a aliviar os sintomas.

Sintomas de inflamação no útero

O corpo das mulheres é muito sensível a doenças, pois especialmente o sistema reprodutor feminino é bastante complexo. Diferente do masculino, as mulheres possuem na vagina uma vulnerabilidade ao acesso de fungos e bactérias que podem causar graves problemas. Um deles é a inflamação no útero.

Os sintomas dessa inflamação podem se manifestar de acordo com a causa, então não são sempre os mesmos. É preciso ficar atenta ao sinais do seu corpo quando perceber:

  • Corrimento com odor e coloração mais fortes (amarelado, marrom ou cinza);
  • Sensação de inchaço interno na região pélvica;
  • Dores, como cólicas, e desconforto na relação íntima;
  • Sangramento durante ou após a relação;
  • Sangramento parecido com menstruação, mas fora do período do ciclo.

Entretanto, vale lembrar que apenas um desses sintomas já é o bastante para procurar seu ginecologista, pois também pode ser sinal de outro problema relacionado ao sistema reprodutor. Não espere muito tempo, pois a inflamação pode se agravar e virar um problema mais sério e urgente.

Quais são as causas?

Entre as principais causas da inflamação do útero estão:

  • Lesões causadas no parto;
  • Falta ou excesso de higiene íntima;
  • Alergia a materiais que entrem em contato com a vagina ou útero, como preservativo e anticoncepcional;
  • Doenças como vaginose bacteriana, candidíase ou vaginite infecciosa;
  • Doenças sexualmente transmissíveis.

Portanto, as mulheres devem ter um cuidado especial com a saúde íntima, mantendo a região sempre limpa, usando calcinhas limpas todos os dias e guardadas em local adequado. Porém, o excesso de limpeza também não é bom, como o uso de ducha interna, que nunca deve ser feito, assim como o uso de sabonete na região interna da vagina.

Por que não usar sabonetes bactericidas?

Muitas acreditam que devem usar sabonete bactericida para manter a região interna da vagina limpa, mas esse é um grande erro. As bactérias benéficas que vivem naturalmente nessa região servem justamente para protegê-la de outras doenças.

Também é preciso evitar usar roupas muito apertadas, tomar cuidado com o uso do absorvente interno e trocar o absorvente com frequência.

Além disso, o uso do preservativo nas relações sexuais é a melhor forma de prevenir doenças sexualmente transmissíveis, então nunca deixe de usar, mesmo quando o parceiro disser que prefere não usar. É a sua saúde que está em jogo.

Por fim, visite seu ginecologista pelo menos uma vez por ano para fazer os exames preventivos e saber como está sua saúde. Quando perceber qualquer sintoma, vá ao médico também, pois é muito fácil que um probleminha simples acabe se tornando algo grave quando recebe a devida atenção.

Tratamento para inflamação no útero

Ao chegar no consultório do ginecologista ele irá fazer algumas perguntas para conhecer seus hábitos e também irá fazer o exame no próprio consultório, para verificar a situação do seu sistema reprodutor.

Se for necessário ele irá pedir outros exames para uma análise mais precisa, permitindo assim o correto diagnóstico e tratamento.

Embora cada caso seja único, normalmente a inflamação do útero é tratada com comprimido ou pomada, sejam antibióticos ou anti-inflamatórios, que só podem ser receitados pelo médico. Nunca se automedique, pois poderá agravar o caso ou camuflar o problema que não será curado de verdade.

Remédios caseiros para inflamação no útero

Depois de consultar o ginecologista e receber o tratamento adequado, pode falar com ele sobre o uso de remédios caseiros que podem ajudar no alívio dos sintomas e na redução da inflamação. Veja quais são:

1. Alimentação saudável

Essa dica nem precisa de recomendação médica, pois é primordial, sempre. Com certeza qualquer profissional recomenda, não só para tratar, mas sim, para prevenir doenças. Procure manter uma alimentação saudável, livre de produtos industrializados, especialmente aqueles ricos em gorduras trans e açúcares.

Dê preferência para o consumo de frutas, legumes, verduras e todo tipo de comida de verdade, que vem do campo direto para a sua mesa.

2. Ingestão de líquidos

A água também é outra recomendação médica para manter a saúde em equilíbrio, já que todos os sistemas do corpo necessitam dela para funcionar.

Mas especialmente em um período de tratamento da inflamação do útero, procure ingerir no mínimo 2 litros de água ao longo do dia. Pode também variar a água com água de coco ou chás anti-inflamatórios. Evite sucos prontos, refrigerantes e bebidas com leite, a menos que sejam fermentadas e naturais, como o iogurte natural e o kefir.

3. Chá de jurubeba

A jurubeba é uma planta com ação anti-inflamatória e estimulante, que pode ajudar no tratamento. Veja como fazer o chá, e avise seu médico sobre o uso, para que não interfira na medicação que ele prescreveu.

Ingredientes

  • Folhas, flores ou frutos de jurubeba: 2 colheres de sopa;
  • Água: 1 litro.

Modo de preparo

1. Leve a água para ferver. Depois adicione a jurubeba, tampe o recipiente e deixe descansar durante 10 minutos.

2. Coe, transfira para um recipiente de vidro, esterilizado e com tampa, para beber 3 vezes ao dia durante o tratamento.

4. Chá de tanchagem

A tanchagem é uma erva anti-inflamatória, antibacteriana e cicatrizante, então pode ajudar a tratar a inflamação no útero. Mas converse antes com seu médico, pois o chá não é recomendado para gestantes nem pessoas com pressão alta. Veja como fazer:

Ingredientes

  • vFolhas de tanchagem: 20 gramas;
  • Água: 1 litro.

Modo de preparo

1. Coloque a água para ferver. Depois desligue o fogo, acrescente as folhas de tanchagem, cubra o recipiente e deixe por 10 minutos.

2. Coe para um recipiente esterilizado de vidro com tampa e beba 4 xícaras ao longo do dia, até o final do tratamento recomendado pelo médico.

Dica: Saiba por que não deve fazer ducha vaginal

Mesmo depois de alertar sobre o perigo do excesso de higienização vaginal, nada melhor do que ouvir a orientação da médica. Confira no vídeo abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

Comentários

comentários

pipoca caramelada
3 Receitas fáceis e irresistíveis de pipoca caramelada
pintar azulejo
Como pintar azulejo? Passo a passo para duas alternativas