em

Idosos casados há 50 anos morrem com cinco minutos de diferença

Existem pessoas que nasceram para viver juntos!

casados há 50 morrem com 5 minutos de diferença
Crédito: Freepik

Pessoas que se amam e constroem uma linda vida juntos conseguem passar por todas as dificuldades um ao lado do outro. Isso faz com que a relação fique ainda mais sólida. O companheirismo e o amor desses casais são tão grandes que eles não podem imaginar viver um sem o outro. Um exemplo desse tipo de casal viveu no Rio Grande do Sul, casados há 50 anos, eles morreram com 5 minutos de diferença.

Entenda como tudo aconteceu

O casal Delvino Zanco, de 74 anos, e Maria Soleni Zanco, 72 anos, estavam casados há 50 anos e viviam na cidade de Passo Fundo, Rio Grande do Sul. Os dois estavam com a saúde debilitada, internados no Hospital São Vicente de Paulo há cinco dias em quartos separados, mas no mesmo corredor.

Delvino sofria de leucemia, descoberta poucos meses antes. Devido à baixa imunidade de seu sistema imunológico, ele contraiu pneumonia. Já dona Maria tinha uma saúde frágil e delicada, consequência de três acidentes vasculares cerebrais (AVC) que teve no passado; a internação recente era também devido a uma pneumonia.

O casal já havia estado internado no Hospital São Vicente um pouco antes, pela pneumonia, mas receberam alta. Poucos dias após a alta, o casal voltou ao Hospital em consequência de uma piora no quadro de saúde de ambos.

casados ha 50 anos morrem juntos
Crédito: Reprodução Facebook

O falecimento casal Zanco ocorreu no dia 10 de junho de 2019. Delvino veio a falecer às 9h25 da manhã devido a uma parada cardíaca. Enquanto dois filhos do casal estavam no seu quarto recebendo a notícia, uma enfermeira veio avisar que a mãe também havia falecido. Sua morte foi registrada às 9h30, exatos 5 minutos após o falecimento de seu marido.

Delvino passou a cuidar de Maria após o primeiro AVC, em 2011. Ela precisou da ajuda do seu marido para tarefas simples, como ir ao banheiro, se alimentar e tomar banho. Segundo sua neta Chaiane Zanco, Delvino fez com todo prazer. Depois que descobriu a leucemia, o casal passou a viver com a filha, mãe de Chaiane.

Para Chaiane, a morte dos avós foi triste para toda a família, mas ver o casal que se amou tanto nos seus 50 anos de casados partir dessa vida juntos foi bonito para os familiares. Por toda a vida do casal, eles não se separaram e aproveitaram todos os seus momentos juntos.

Alguns parentes usaram as redes sociais para se despedir. Eles também compartilharam lindas mensagens sobre o casal:

“Hoje nós vimos partir um AMOR… Amor daqueles que não é pra qualquer um, amor de verdade, de alma e coração, um amor que viveu nas ALEGRIAS E NAS TRISTEZAS comemorando a cada conquista e lutando junto a cada desafio. NA SAÚDE E NA DOENÇA.

Se divertindo quando estavam sadios e cuidando um do outro quando a doença aos poucos veio chegando. Mas esse AMOR não parou por aí, foi muito além do ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE, pois nem mesmo a morte foi capaz de separar um amor tão lindo quanto o de vocês! Que com apenas alguns minutos de diferença partiram e foram viver esse amor lá no céu!”. Escreveu um familiar do casal Zanco.

encontrou alma gemea

Aposentada encontrou alma gêmea aos 75 anos pela internet

Médicos encontram bola de cabelo de 1,3 kg em estômago de jovem