em

Ginkgo biloba: para que serve e como tomar

Muita gente já ouviu falar desse extrato natural, mas não sabe para o que serve. Se for o seu caso, tire a dúvida agora
ginkgo biloba
Crédito: Public Domain Pictures

O ginkgo biloba tem ficado popular como complemento de um estilo de vida saudável, mas é preciso saber como usar para que obtenha os efeitos desejados. O pó que é transformado em cápsulas e vendido nas farmácias é feito das folhas da árvore asiática chamada ginkgo biloba e seus benefícios estão relacionados à saúde cerebral e à circulação, além de outros que vai conhecer a seguir.

Benefícios para a saúde

Ginkgo Biloba benefícios para a saúde
Crédito: Loja Sensis

Os benefícios dessa planta são ótimos para o corpo, mas nem por isso podem ser consumidos por qualquer pessoa. Alguns efeitos são melhores em idosos, por exemplo. Veja só:

Controle da pressão

Essa planta é capaz de estimular a produção de óxido nítrico, com ação vasodilatadora, o que é um benefício para pessoas com pressão alta. Sendo assim, quem sofre com problemas de coagulação, não deve fazer uso da planta sem recomendação médica.

Redução do risco de trombose

Quando ocorre um excesso de agregação de plaquetas no sangue, que são as partículas responsáveis pela coagulação, aumenta o risco de trombose, também de ataque do coração e derrame. Nesse caso, o ginkgo biloba previne essa agregação excessiva, reduzindo o risco desses problemas de saúde.

Contribui com a melhor circulação do sangue no cérebro

Assim como a planta é vasodilatadora e melhora a circulação do sangue em todo o corpo, esse efeito também vai se estender ao cérebro, podendo ajudar em casos leves de labirintite e até mesmo de enxaqueca, com a orientação de um profissional para determinar a dose que deve ser consumida.

Melhora a memória e a concentração

Para que o cérebro esteja em atenção plena é necessário que os neurônios produzam uma substância chamada acetilcolina. O ginkgo biloba facilita esse processo, então pode ser usado especialmente em pessoas idosas que naturalmente estão perdendo suas capacidades de concentração e memória, mas sempre com a orientação do médico. Isso quer dizer que esse suplemento pode ser útil também no tratamento de Alzheimer.

Ação antioxidante

Assim como todas as plantas, essa também é feita de compostos ativos contra os radicais livres que oxidam e adoecem as células do corpo. Então, além dos demais benefícios mencionados, também é um protetor das células, ajudando a prevenir doenças inflamatórias, o envelhecimento precoce e doenças crônicas.

Como tomar

Basicamente, é possível encontrar o ginkgo biloba em três formatos:

Cápsulas

As cápsulas são facilmente encontradas na farmácia, mas mesmo que não necessitem de receita médica, deve consultar seu médico antes de começar a tomar.

Em pó

A versão em pó é vendida de acordo com a necessidade de cada paciente, por isso deve ser encomendada em uma farmácia de manipulação.

Em chá

Também é possível fazer o chá dessa planta para tomar duas vezes ao dia. Nesse caso a planta é vendida na forma de folhas mais inteiras e desidratadas, assim como outros tipos de chá.

Dose recomendada

ginkgo biloba dose recomendada
Crédito: Poison Control

Mais uma vez, vale ressaltar que para cada pessoa a dose pode variar, também de acordo com o objetivo do que deseja tratar ou estimular no organismo. Mas, de modo geral, a dose diária varia entre 80 a 240 microgramas, divididas em momentos específicos do dia, preferencialmente junto com as refeições principais para melhorar a sua absorção.

Engorda?

Seu uso não está diretamente relacionado nem ao aumento, nem à perda de peso. O que acontece é que a planta ajuda a melhorar as condições de saúde, então algumas pessoas podem passar a sentir mais apetite, enquanto outras vão canalizar esse efeito para cuidar melhor da alimentação e praticar atividade física. Então, engordar ou emagrecer com o uso dessa planta vai depender do estilo de vida de cada um.

Contraindicações e efeitos colaterais

Pessoas com problemas de circulação ou outras patologias relacionadas ao sangue devem evitar esse suplemento, já que sua principal ação é na corrente sanguínea. Quem for fazer algum tipo de cirurgia também deve suspender o uso, pois como é uma planta que estimula a circulação, aumenta o risco de hemorragia. Gestantes e lactantes também devem evitar, a menos que o obstetra recomende e acompanhe o uso.

Quanto aos efeitos colaterais, dependendo da dose ingerida, podem ocorrer problemas gastrointestinais, seja intestino preso ou diarreia, também maior sensibilidade da pele, tontura, dor de cabeça, enjoo e gastrite. Caso sinta algum desses sintomas, o médico que recomendou o uso deverá ser avisado.

Preço e onde comprar

Como já mencionado, o extrato dessa planta é encontrado nas farmácias comuns e de manipulação, além de lojas de suplementos e produtos naturais. Os preços variam muito conforme a quantidade e a marca, estando entre R$8 e R$30.

As dicas desse artigo não substituem a consulta ao médico. Cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. Para obter os resultados desejados, deve utilizar a planta em combinação com um estilo de vida saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
bolo de maçã sem farinha
7 Receitas de bolo de maçã sem farinha
exercícios para glúteos
Exercícios para glúteos: os 10 melhores para ter o resultado desejado