em

As 13 doenças nos olhos mais comuns

Quantas doenças dos olhos você conhece? Saiba reconhecer quando os olhos precisam de cuidados médicos.
doenças nos olhos
Crédito: Freepik

Existem situações muito específicas que fazem alguém procurar um oftalmologista: ou não está enxergando bem ou está com alguma lesão visível nos olhos. O fato é que existem problemas oculares silenciosos e aqueles que apresentam sintomas: então, por via das dúvidas, uma visita anual ao oftalmologista é a melhor maneira de prevenir doenças nos olhos ou tratar algum problema em fase inicial.

13 doenças nos olhos mais comuns

Veja abaixo quais as principais patologias nos olhos.

1. Uveíte

A uveíte acomete a úvea: parte do olho onde fica a íris. É uma inflamação que não possui uma causa exata conhecida. Deixa a região avermelhada, pode causar dor, visão embaçada, fotofobia e o aparecimento de pontos pretos na visão.

2. Terçol

Entre as doenças mais comuns dos olhos está o terçol, que é quando aparece uma bolinha inflamada na parte externa de uma das pálpebras, com pus e vermelhidão ao redor.

Ele ocorre quando há entupimento das glândulas da pálpebra ou quando as glândulas são infectadas por bactéria. Nesse caso é contagioso.

3. Olho seco

O olho seco acontece quando existe uma disfunção na produção ou na composição de lágrimas que mantêm os olhos lubrificados. Um dos sintomas do olho seco é sentir uma forte pontada nos olhos, que logo passa.

4. Pterígio

O pterígio é quando a membrana que reveste os olhos internamente fica muito espessa e começa a aparecer em um pedaço do olho, do canto para o centro, em direção à córnea.

O único jeito de resolver o problema é com cirurgia, e acredita-se que uma das principais causas é o excesso de exposição ao sol.

5. Presbiopia

Também chamada de “vista cansada” a presbiopia acontece mais em idosos, pois o cristalino – parte do olho que ajuda a dar o foco para as imagens – perde a elasticidade e a visão fica difícil enxergar de perto. É possível ajustar o foco novamente com uso de óculos.

6. Miopia

Da miopia é certo que você já ouviu falar. Ela é causada por um defeito anatômico dos olhos, fazendo com que sejam mais alongados ou que haja má formação no cristalino ou nas córneas. Com isso, a imagem da visão é formada antes da retina.

As pessoas com miopia têm dificuldade de enxergar de longe, mas de perto enxergam normal. O uso de óculos é necessário para corrigir a visão, que acontece em todas as idades.

7. Hipermetropia

Essa também é tão conhecida quanto a anterior. Ao contrário da miopia, que o defeito anatômico nos olhos é um alongamento, na hipermetropia é uma redução. Assim, a imagem da visão se forma depois da retina e a pessoa não consegue enxergar de perto com normalidade.

8. Astigmatismo

Muitas pessoas nascem com essa doença que muda a formação da imagem nos olhos: ao invés de ser formada na retina, ela se forma em diferentes regiões dos olhos. A pessoa com astigmatismo tem a visão destorcida.

Em casos leves o uso de óculos é o suficiente para resolver, mas em casos graves é possível fazer cirurgia para o transplante da córnea.

9. Glaucoma

Esta doença é muito grave e todos já ouviram falar, mas muitos não sabem o que é. O glaucoma ataca no nervo ótico, responsável por conectar os olhos ao cérebro. Quando existe uma pressão interna nessa região, os nervos são danificados e podem levar à cegueira.

Esse é um caso de doença sem sintomas na fase inicial, por isso é recomendado fazer um checkup médico todos os anos, especialmente na terceira idade.

10. Estrabismo

As pessoas estrábicas são as chamadas de vesgas, pois há uma irregularidade na posição dos olhos, podendo um deles ficar olhando para cima enquanto o outro olha para frente.

Essa doença causa dores de cabeça, desconforto e até cegueira parcial. Quando a criança é pequena, a correção pode acontecer com óculos. Mas em adultos ou casos graves a cirurgia é a melhor opção.

11. Daltonismo

A pessoa com daltonismo tem dificuldade de reconhecer as cores, algumas vezes, enxergando apenas em duas cores, como em uma TV com imagem em preto e branco. Na maior parte dos casos é hereditária.

12. Conjuntivite

Essa é uma doença que afeta muita gente, mas com o tratamento adequado logo cura. É uma inflamação da membrana que reveste as pálpebras, causando vermelhidão, inchaço e lacrimação.

Se for alérgica vai causar bastante coceira. Também pode ser bacteriana ou viral, ambas contagiosas. Se perceber os olhos vermelhos, evite compartilhar toalhas e passar as mãos nos olhos.

13. Catarata

Essa doença é bem comum nas pessoas acima dos 70 anos. Em pessoas mais jovens, a catarata pode acontecer desde o nascimento ou em decorrência de diabetes e trauma no olho.

É detectada ao perceber uma transparência no cristalino. Costuma iniciar em um dos olhos e depois surgir no outro. A única forma de tratar é com cirurgia.

Doenças dos olhos que poucas pessoas conhecem

Muitas outras doenças acometem os olhos, mas como não são populares, pode ser que você nunca tenha ouvido falar. Algumas delas são:

  • Nistagmo: quando o olho faz movimentos involuntários;
  • Ceratite: uma inflamação que acontece na córnea;
  • Maculopatia: qualquer condição que acometa a mácula (uma área dos olhos);
  • Episclerite: inflamação da episclera, uma camada de tecido conjuntivo do olho;
  • Ptose palpebral: a famosa pálpebra caída;
  • Xeroftalmia: deficiência na qualidade ou quantidade de lágrimas;
  • Midríase: aumento da pupila;
  • Pinguécula: a formação de um depósito amarelado entre a córnea e a esclera.

Quando procurar um oftalmologista?

Quando falamos de doenças nos olhos que apresentam com sintomas, fica claro saber que um especialista deve ser consultado, pois eles ocorrem especificamente na visão, podendo ser de forma espontânea e repentina o gradual. Observe os sintomas:

Dificuldade para distinguir cores: Quando há dificuldade em reconhecer as cores, não é sinal apenas de daltonismo. Doenças como catarata, degeneração muscular ou glaucoma.

Sensibilidade à luz: Sentir dificuldade de enxergar quando há muita luz no ambiente chama-se fotofobia e pode se desenvolver por causa da idade ou em quem trabalha horas em frente ao computador.

Visão embaçada: Se parece que tem uma névoa na sua vista, dificultando de enxergar os detalhes de tudo, pode ser sintoma de vista cansada, catarata e glaucoma.

Manchas: Enxergar manchas é diferente da visão embaçada. A mancha impede a visão através de onde está localizada. Alguma hemorragia, descolamento da retina e catarata estão entre as causas.

Visão dupla: A visão dupla é sintoma de muitas coisas: desde diabetes a derrame. É preciso tomar cuidado, se sentar e pedir ajuda caso tenha esse sintoma repentinamente.

Vermelhidão: Muitos tipos de inflamação deixam o olhos vermelhos, além do excesso de exposição solar. É necessário ir ao médico para o diagnóstico exato.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Redigido por Priscilla Riscarolli

Graduada em Comunicação Social, decidiu trocar as campanhas publicitárias pela produção de conteúdo para inspirar as pessoas a enriquecerem suas vidas com mais informação, bem-estar e criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
32 fotos de unhas decoradas rosa
o que é catarata
Catarata: por que acontece e como curar?