em

AmeiAmei

Dieta do ovo para emagrecer de forma rápida e saudável

Saiba como a famosa dieta pode transformar o seu corpo em apenas duas semanas.
dieta do ovo
Designed by Freepik

Para quem procura resultados rápidos na luta constante contra a balança, a dieta do ovo pode ser uma boa opção. O sucesso dela nas redes sociais tem conquistado muitos adeptos em todo o mundo. É possível encontrar relatos de quem afirma seguramente ter perdido mais de 10 quilos em apenas 2 semanas. Será que isso é realmente possível?

A dieta do ovo funciona?

Uma das informações mais importantes sobre uma dieta é se ela funciona. Afinal, o sacrifício de retirar alguns alimentos do cardápio habitual precisa valer a pena. É certo que cada corpo tem o seu tempo e percursos próprios, por isso é preciso paciência e discernimento para saber que alguns perdem mais peso e outros perdem menos.

A dieta do ovo, como o próprio nome já deixa bastante claro, prioriza o consumo de ovos, uma fonte natural de proteína. O alimento é bastante completo e complexo e demora muito tempo a ser digerido, o que faz com que a sensação de saciedade se prolongue por horas após uma refeição.

O cardápio da dieta do ovo, além do próprio ovo, é composto de ingredientes simples como legumes e frutas cítricas. Isso seria o suficiente para ser completa e oferecer ótimos resultados, de acordo com alguns nutricionistas. Esse cardápio acelera o metabolismo e queima a gordura extra. A pessoa não sente fome e não tem necessidade de consumir produtos caros e especiais, como é o caso de outras dietas.

Tudo isso quer dizer que sim, a dieta do ovo funciona, mas não sozinha. Ela deve ser encaixada em todo um plano com o objetivo de perda de peso, que deve incluir também exercícios físicos. Trinta minutos de atividades por dia já são suficientes para potencializar o efeito da dieta.

Como fazer a dieta do ovo

A dieta do ovo só deve ser feita durante 14 dias. Prolongar esse tipo de alimentação por mais tempo pode ser mais nocivo do que benéfico, com efeitos variados que vão de fraqueza a deficiências nutricionais.

Durante este período, só se deve fazer três refeições por dia: café da manhã, almoço e jantar. Todas elas seguindo a mesma lógica de enfatizar o consumo de proteínas. A hidratação também é essencial durante o período de dieta. Beber muita água facilita a desintoxicação, sendo indicado de oito a dez copos de água por dia.

Algumas regras simples podem orientar o seu programa alimentar, e uma delas é que a dieta precisa ser levada a sério para ter resultado. Cuidado com as tentações como doces, pizzas, hambúrgueres, refrigerantes e bebidas alcoólicas.Também é preciso estar atento ao limite de uso do sal e do açúcar.

E como já deve imaginar, se mantiver uma rotina alimentar saudável no pós-dieta, aliada à prática de exercícios físicos, é bem provável que não volte a ganhar os quilos perdidos.

Benefícios da dieta do ovo

O principal benefício da dieta do ovo é realmente auxiliar na perda de peso imediata. Para quem precisa perder quilos extras em pouco tempo, é ideal, com o destaque de isso não ocorrer de um modo extremo. Além disso, é uma dieta barata, pois o ovo e os demais alimentos consumidos são de baixo custo.

Outro ponto a favor da dieta do ovo é fazer com que o alimento seja consumido inteiro, tanto clara quanto gema, sendo assim possível extrair todas as vantagens. Estudos recentes comprovaram que as duas partes são importantes para uma saúde equilibrada. A gema auxilia na manutenção dos níveis de açúcar no sangue, enquanto a clara, rica em albumina, reduz a perda de massa magra.

Cardápio

Durante as duas semanas de duração da dieta do ovo, o menu deve ser o seguinte:

Primeiro dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: 2 fatias de batata-doce e 2 maçãs;
  • Jantar: 1 prato de salada e 200 gramas de frango.

Segundo dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 fruta cítrica (pode ser uma laranja);
  • Almoço: 150 gramas de legumes verdes e 200 gramas de frango;
  • Jantar: Repetir a salada de legumes, 1 laranja e 2 ovos cozidos.

Terceiro dia

  • Café da manhã: 1 laranja e 2 ovos cozidos;
  • Almoço: 50 g de Ricota, 1 tomate e 1 fatia de batata-doce;
  • Jantar: Salada de verduras e 200 g frango.

Quarto dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Frutas;
  • Jantar: Salada (pode misturar verduras e legumes) e 200 gramas de frango.

Quinto dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: 100 gramas de legumes cozidos e 2 ovos;
  • Jantar: Salada e peixe grelhado.

Sexto dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Frutas;
  • Jantar: Frango e legumes cozidos no vapor.

Sétimo dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Salada de tomate, legumes e frango;
  • Jantar: Legumes.

Oitavo dia

  • Café da manhã: 2 ovos e 1 laranja;
  • Almoço: Salada de verduras e frango;
  • Jantar: 1 laranja, salada de legumes e 2 ovos.

Nono dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: 2 ovos e salada de legumes cozidos;
  • Jantar: Salada e peixe grelhado.

Décimo dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: salada de verduras e frango;
  • Jantar: 1 laranja, salada de legumes e 2 ovos.

Décimo primeiro dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Legumes cozidos, queijo fresco ou ricota e 2 ovos;
  • Jantar: Salada de verduras e frango.

Décimo segundo dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Salada e peixe;
  • Jantar: Salada de legumes e 2 ovos.

Décimo terceiro dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Salada de verduras e frango;
  • Jantar: Frutas.

Decimo quarto dia

  • Café da manhã: 2 ovos cozidos e 1 laranja;
  • Almoço: Legumes cozidos e frango;
  • Jantar: Legumes cozidos e frango.

Contraindicações

Apesar da dieta do ovo ter uma certa variedade nutricional, é considerada bastante restritiva. Isso acontece porque tem um nível calórico abaixo de 1.000 calorias, enquanto que um regime normal de alimentação conta com, em média, 2.000 calorias. Ingerir uma quantidade tão baixa de calorias pode resultar em falta de energia.

A dieta do ovo está contraindicada para todos aqueles que sofram de condições que necessitem de uma grande diversificação alimentar, como anemia, por exemplo. Grávidas nem devem pensar em dieta nessa fase, bem como mulheres que estejam amamentando, ainda que a ânsia para recuperar a boa forma pós-gravidez seja latente.

Quem estiver pensando em esticar a dieta por mais tempo ou procurando algo ainda mais radical, deve buscar orientação junto a um profissional de Nutrição. A alimentação é importante não apenas para perder peso, mas também para manter a saúde em dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários
Faça um macarrão rápido e econômico com esta dica
15 dicas para proteger as crianças em casa e evitar machucados