Como fortalecer ossos dos animais
Crédito: Freepik
em

Como fortalecer ossos dos animais: alimentação e exercícios

Cuidados diários e como reconhecer os sintomas de problema nos ossos e articulações

Publicidade

Antigamente, ter um cachorro ou gato em casa era simplesmente deixar o animal viver no terreno, alimentá-lo e levá-lo ao veterinário apenas em caso de necessidade. Não havia tanta preocupação em prevenir doenças para melhorar a qualidade e a expectativa de vida dos animais como há hoje em dia.

Mas, para quem se preocupa em fortalecer a saúde dos bichinhos – nesse caso, cães e gatos, os cuidados existem e podem ser feitos no dia a dia. Fortalecer os ossos dos animais, por exemplo, é um cuidado bem importante para ajudar no crescimento saudável dos filhotes, prevenir fraturas e doenças como osteoporose, artrose, artrite, hérnia de disco e displasia coxofemoral.

Veja também: Tudo sobre artrose em cães e gatos

Ofereça uma alimentação de qualidade

Assim como é importante para os humanos, os cães e gatos precisam de uma alimentação com riqueza e variedade de vitaminas e minerais. Quando for comprar ração para o seu pet, observe na embalagem se o alimento contém os seguintes nutrientes:

Publicidade

Zinco

Importante para estimular a síntese de proteínas, a ação de hormônios e mais de 200 enzimas, muitas delas relacionadas ao desenvolvimento dos ossos.

Muitos cães da raça pitbull sofrem com uma doença chamada dermatose sensível ao zinco, que ocorre pela falta desse mineral no organismo, então uma alimentação rica em zinco, com recomendação do veterinário, é essencial.

Manganês

Esse mineral faz parte dos tecidos e da matriz orgânica dos ossos, ajuda nas cicatrizações e no bom funcionamento da tireoide. O manganês é importante para a estrutura óssea, pois atua na formação do colágeno e das cartilagens.

Publicidade

Cálcio e potássio

É bem importante que a ração dos pets contenha esses dois minerais, pois são essenciais para a formação e o fortalecimento dos ossos.

Vitamina D

Para que a absorção de minerais seja eficaz, é preciso combinar com o consumo de vitaminas. No caso da vitamina D, por exemplo, é essencial para que o cálcio seja bem absorvido pelo organismo e cumpra com sua função.

Vitamina C

Entre tantas funções importantes, a vitamina C é essencial para a produção das cartilagens que compõem as articulações dos animais, prevenindo doenças como artrite e artrose, que afetam justamente as articulações, prejudicando a locomoção e causando muitas dores.

Publicidade

Veja também: Quanta ração um cachorro deve comer por dia?

Prática diária de atividade física

Um corpo em movimento está sempre se renovando. Por isso, é essencial que seu cão ou gato pratique atividades físicas todos os dias. Passeie com ele para exercitar a caminhada e a corrida, programe brincadeiras atraentes que ajudem a alongar o corpo, promover a mobilidade, o fortalecimento ósseo e muscular.

Veja também: Ideias de brinquedos para cachorros e ideias de brinquedos para gatos

Publicidade

Cuidado com o animal que já tem problema nos ossos

Se o seu pet já foi diagnosticado com alguma doença que afeta os ossos, ou se ele está idoso, precisa tomar cuidados especiais com a alimentação e com os exercícios. É o médico veterinário quem deve prescrever a dieta adequada e uma rotina de atividades físicas que não seja exagerada para a capacidade do animal debilitado.

Veja também: Cuidados especiais com cães idosos

Sinais de que seu pet está com problema ósseo

É mais difícil identificar os sintomas de uma doença óssea nos cães e gatos, pois eles não podem falar o que sentem. Mas, para quem presta atenção no animal e mantém uma rotina com ele, é bem mais fácil notar mudanças de comportamento. De modo geral, as doenças que afetam os ossos e as articulações causam:

Publicidade
  • Dor (o animal vai evitar fazer muitos movimentos);
  • Dificuldade para se locomover;
  • Andar manco ou lento;
  • Redução do apetite;
  • Apatia;
  • Articulações inchadas e/ou mais quentes que o normal.

Ao perceber mudanças de comportamento no seu pet, leve-o ao veterinário para fazer exames e iniciar um tratamento, evitando que o problema se agrave e que seu pet fique sofrendo.

Veja também: Como saber se o seu pet está com dor?

Colonoscopia e Endoscopia

Colonoscopia e Endoscopia: para que servem e como são feitos esses exames?

Cuidados básicos com a pele negra na rotina

Cuidados básicos com a pele negra na rotina